Com Felix Rosenqvist no lugar de Oliver Askew, a equipe preta e laranja entrará com dois carros na temporada completa da fórmula Indy do ano que vem.
Piloto McLaren
O início de um sonho...

Essa semana houve uma série de anúncios relacionados a Arrow McLaren SP, equipe Sam Schmidt e Ric Peterson em parceria com a McLaren e Zak Brown, além da Arrow bancando quase tudo.

O primeiro dos anúncios foi feito na segunda-feira (12 de outubro) onde era anunciado que a AMSP não renovaria com Askew para o ano que vem. O americano campeão da Indy Lights do ano passado poderá correr pela equipe na etapa final em St. Pete, caso se recupere de uma concussão devido a um acidente ainda nas 500 milhas de Indianápolis, em agosto.

Apesar de não haver citação dos motivos, a revista RACER apurou que a confusão e a falta de comunicação no caso da concussão de Indianápolis tenham influenciado bastante a decisão. Após o acidente de Indianápolis, Askew teve sintomas de concussão depois de ser liberado pelo centro médico de Indianápolis, fazendo com que ele corresse tanto a rodada dupla de Gateway quanto a rodada dupla de Mid-Ohio com tonturas e labirintite. Com medo de possível demissão, o piloto não comunicou os sintomas tanto para a equipe quanto para a direção da INDYCAR, o fazendo apenas poucos dias antes da rodada dupla de Indianápolis Misto. 
 
batida acidente iny 500
... deu tudo errado.
No fim, Askew acabou sendo demitido do mesmo jeito. O que foi uma pena, já que o americano de 23 anos tinha bons resultados até antes da concussão, tendo um pódio, três top 10 e três idas ao Fast Six nas classificações, o que são ótimos resultados em um ano de estreia e lhe deixavam na liderança do novato do ano. Outro ponto que pesa bastante contra ele é que o patrocínio conquistado por ser campeão da Lights do ano passado acaba nessa temporada, o que atrapalha muito sua negociação com outras equipes.
 

Para substituí-lo, foi anunciado ontem (13 de outubro) o acerto da AMSP com Félix Rosenqvist. O sueco vinha correndo no #10 da Chip Ganassi nas duas últimas temporadas, conseguindo grandes resultados. No ano passado conseguiu dois pódios e vários Top 10 e, nesse ano, chegou a sua primeira vitória na categoria em Road America 2. Mas, competir com Dixon e com a Chip Ganassi dando constante preferência a ele, o sueco acabou saindo e optou por assinar com a AMSP.

Piloto vitória indy
Félix Rosenqvist saindo da Ganassi no mesmo em que conseguiu sua primeira vitória na Indy.

No mesmo dia (13 de outubro) foi anunciado que Pato O'Ward continua em seu contrato pela AMSP, correndo no #5 da equipe, lembrando que tanto ele quanto Askew assinaram no ano passado um contrato válido por dois anos, com o contrato de Askew sendo quebrado esse ano. A Arrow confirmou que correrá com apenas dois carros na temporada completa, mas não descarta alinhar um terceiro carro para eventos esporádicos, onde os principais candidatos a ocupar essa vaga temporária seriam Hélio Castroneves e Fernando Alonso para as 500 milhas.

A dupla de pilotos para o ano que vem se parece um bocado com a anunciada para a temporada desse ano. Apesar de Rosenqvist ser um piloto mais consolidado no grid e ter muito mais experiência automobilística que Askew, o sueco não provou tanta coisa assim no segundo carro da Ganassi e ainda permanece uma grande incógnita sobre seu desempenho na Indy ser impulsionado pela Ganassi ou segurado por ser o segundo carro da equipe. Isso em conjunto com O'Ward que teve um bom ano e beirou a vitória em algumas oportunidades, fazem com que a equipe tenha virtualmente um plantel melhor que o desse ano, mas não tanto assim.

Mas o que marca bastante a equipe é que, num intervalo menor que um ano, a equipe quebra o segundo contrato com um piloto assinado para correr pela equipe. Lembrando que no final de outubro do ano passado, a equipe dispensou James Hinchcliffe para contratar Oliver Askew, mesmo com o canadense tendo contrato válido com a Schmidt-Peterson e a Arrow McLaren tendo reafirmado o compromisso com Hinchcliffe. Resta saber até quando a equipe continuará tendo boa fama dentro das pistas mas má fama fora delas.


Acompanhe aqui os pilotos que já estão acertados para 2021:

AJ Foyt Racing: Sebastien Bourdais
Andretti Autosport: Alexander Rossi 
Andretti Harding Steinbrenner Autosport: Colton Herta
Chip Ganassi Racing: Scott Dixon, Marcus Ericsson
Ed Carpenter Racing: Ed Carpenter (apenas ovais), Rinus VeeKay
Rahal Letterman Lanigan Racing: Graham Rahal e Takuma Sato
Team Penske: Josef Newgarden, Scott McLaughlin Simon Pagenaud e Will Power

Nenhum comentário:

Postar um comentário