IndyCar Notes #9: Deve ser importante

Olá pessoas! Como acontece toda santa sexta-feira, mesmo que você não acredite em santos, temos o IndyCar Notes, que mostra o que aconteceu de interessante na Indy e que não deu tempo de colocarmos num post. Isso não significa que o que temos aqui não é importante, por exemplo, ajudar as crianças e ser orgulhar de ser latino é importante, certo? Não ser como a maioria também deve ser importante, não? E quando você tem planos para ser vizinho de alguém em 2015? As últimas frases ficaram sem sentido? Então confira o sentido delas no notes de hoje:


Montoya é latino sim, e com orgulho!

Deve se orgulhar mesmo! Latinos parecem ser tão gente boa...

Todos os anos, do dia 15 de setembro até o dia 15 de outubro, os americanos celebram o mês nacional da herança hispânica. É como o dia da consciência negra aqui no Brasil, só que lá eles fazem para relembrar a história daqueles que vieram da Espanha, México, Caribe, América Central e América do Sul para colonizar e povoar os Estados Unidos, durante um mês inteiro.

A Indy tem vários pilotos que são de origem hispânica. Carlos Huertas, Carlos Muñoz e Sebastian Saavedra são um exemplo, só que quem leva mais destaque mesmo é Juan Pablo Montoya. Montoya tem uma bagagem e um currículo incrível. Os fãs da Indy sabem que o ele teve uma boa carreira na F1 e outra não tão boa assim na Nascar, e o cara já venceu uma Indy 500 e o champ de 1999.

O que talvez os fãs nem saibam tanto assim é que Montoya ajuda bastante a fazer serviços de caridade. O piloto vai a escolas dar um incentivo aos alunos, doa boas quantias de dinheiro para serviços como a Verizon Foundation, um programa que leva tecnologia, matemática e ciência para as esolcas, organiza corridas de kart na Colombia com o objetivo de arrecadar fundos para as crianças que não tem nada, nem o que comer... tudo isso, sempre levando sua herança latina com muito orgulho.

"Os latinos, em geral, são pessoas que estão dispostas a ir mais longe do que qualquer um e que encontram soluções ou formas de resolver as coisas mais do que ninguém. Sou um latino muito orgulhoso", diz Montoya.

Que pessoa esse Montoya, hein?


James Davison não é como os outros!

Pois se fosse, ele disputaria uma temporada completa na Indy e só algumas corridas na TUSCC.

James correu a temporada completa da Tudor SportsCar Championship e só algumas corridas da Indy, ao contrário do que acontece com vários pilotos da Indy que correm a temporada completa nos monopostos e só disputam algumas corridas na categoria. 

Nesse fim de semana, ele foi o pole na classe GT Daytona com seu Aston Martin V12 Vantage em Road Atlanta, porém, não foi bem na prova e conseguiu apenas uma décima posição, ficando em 33º na classificação geral. Jordan Taylor, Ricky Taylor e Max Angelelli venceram a prova, sendo que Bourdais terminou logo atrás em segundo e Dixon em 3º. (todos os resultados você confere aqui!) 

Mas Davison não falou apenas da corrida em Atlanta, o piloto vice-campeão da Lights em 2009 também aproveitou para conversar sobre Indianápolis, afinal, Indy = Indianapolis. "Foi a melhor experiência da minha vida e certamente me deixou com fome de querer voltar melhor e mais rápido", disse o australiano que terminou em 16º na corrida deste ano. "Estivemos com o menor tempo de pista e conseguimos terminar da metade pra cima do grid. Nós conseguimos nosso objetivo."

"No próximo ano eu gostaria de pensar que eu poderia fazer as duas semanas completas de treinos e tentar estar na corrida para a vitória. No mínimo um Top 10. Terminar essa corrida é uma chave, e fizemos isto, então, eu tenho algo para construir em 2015."


Jack tem planos pra 2015!

Mas antes, vamos ver seu ano como calouro.

Numa entrevista para o site da IndyCar.com, Jack Hawksworth aproveitou para dizer sobre seus feitos em 2014 e seus planos para 2015. "No geral, acho que essa foi a melhor temporada que eu já fiz e estou muito satisfeito com meu desempenho. Eu cometi erros, mas eu consegui retirar o máximo do carro e posso olhar para trás e ficar feliz sem ser arrogante", disse o piloto britânico, que recebeu várias propostas desde que saiu da equipe de Bryan Herta, mas que ainda não tem nada confirmado para a próxima temporada.

Lembrando que nas primeiras corridas deste ano, Jack brigava com os grandes. Esteve por várias vezes na frente do pelotão no GP de Indy e em Detroit, porém, algo de ruim acontecia (como aquele disco de freio saindo na mão do mecânico em Belle Isle) e ele não atingia seu objetivo principal, que é vencer.

"Não quero ser apenas um piloto da Indy, eu quero vencer corridas", disse o campeão da Pro Mazda em 2012 e, talvez, futuro novo britânico campeão da Indy.


Olá, vizinhos!

"Se importariam se a gente colocasse uma loja ao lado de vocês?"

A AJ Foyt Racing anunciou que vai construir um estabelecimento de 45 metros quadrados na principal avenida de Speedway, Indiana, onde também estão as sedes da Dallara nos Estados Unidos e também da nova equipe da CFH Racing, só que o local vai servir apenas como uma loja de carros de corrida da equipe. A sede principal continua na terra natal do dono da equipe, no Texas.

Segundo o quatro vezes campeão da Indy 500 AJ Foyt, faz mais sentido a equipe operar perto da pista centenária de Indianapolis durante a temporada, onde seu nome foi mais visto. "Eu lembro de como a avenida era quando eu vim pela primeira vez em Indianapolis e a Comissão conseguiu modernizar a região sem prejudicar a história do local. Estamos felizes de fazer parte dessa urbanização da cidade de Speedway", disse Foyt.


Outras Notas

O filho de Eddie Cheever Jr., Eddie Cheever III, participou da Petit LeMans numa Ferrari 458 Italia. Ele atualmente é o quinto colocado na Nascar Whelen Euro Series.

Buddy Lazier será o grand marshall da Universidade de Iowa em um desfile. O piloto correu a Indy 500 desse ano com o patrocínio da Universidade em conjunto com o Instituto Wynn, que cuida de pessoas que tem uma desordem na visão. A filha de 12 anos de Buddy, infelizmente, perdeu a visão do olho direito por causa de uma rara doença combinada com um glaucoma. 

Zanardi participará do IronMan no Hawaii, que ocorre neste sábado. A competição contém uma distância de 4 quilômetros a serem percorridos a nado, 180 quilômetros de bibicleta, e mais 42 quilômetros a pé. 

Sam Hornish Jr. vai correr a temporada completa da Nascar Sprint Cup Series no carro #9 da Richard Petty Motorsports em 2015.


Além desses notes....
Não precisamos lembrá-lo de que temos muitos outros posts no site, certo? Então, saiba que a Indy tem um novo chefe de desenvolvimento de motores, o que é essa tal de McCornack Racing que surgiu essa semana, que Hinchcliffe estará no lugar de Pagenaud na SPM, que o IL-15 já tem data de estreia, que não adianta insistir, mas Road America não vai voltar em 2015 e, tudo o que rola na Silly Season, aproveite! Enquanto o site ainda está no ar!

Fontes: IndyCar.com | IMSA.com |
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário