Andretti se desdiz e anuncia que vai continuar com o programa na Indy Lights.

O programa da Andretti Autosport na Indy Lights e na Pro Mazda passou por algum risco quando Michael Andretti declarou que, se fosse necessário, fecharia os programas no Road to Indy para alinhar quatro ou cinco carros na Indycar. Ele deve ter mudado de ideia.

Teve evento no NOLA pra anunciar a venda de ingressos, mas ninguém ligou tanto pra ele
(twitter @chuckbraud)
Os programas da Andretti Autosport é um dos mais famosos e premiados no Road to Indy. A esquadra de Michael Andretti nas categorias de base já conquistou vários títulos, com destaque para a Pro Mazda no ano passado, quando Matthew Brabham venceu 12 das 16 corridas da temporada regular; e para a Indy Lights, onde a equipe foi campeã três vezes nos últimos dez anos.

Mas todo esse sucesso esteve relativamente ameaçado quando a equipe Andretti da Indycar teve uma certa dificuldade para alinhar quatro carros.  O próprio Michael chegou a declarar durante o fim de semana em Milwaukee que fecharia os programas na Indy Lights e na Pro Mazda para alinhar mais carros na Indycar.

Entretanto, esses problemas já parecem contornados. Saiu Hinchcliffe, mas o patrocínio da UFD ficou, e com isso a equipe consegue manter os quatro carros que já lhe é típico.

Michael tava autografando um bloco gigante de papeletas, e Wilson foi completamente flopado
(twitter @GPofNOLA)
Durante um evento promocional do início da venda de ingressos pro Gp de Louisiana em  NOLA, a nova etapa da Indycar junto com Brasília, Michael Andreti desdisse (invento palavras mesmo!) toda a declaração em Milwaukee e falou isso para o Mtorsports Talk:

"Estamos bem perto de um acerto. Estamos trabalhando para manter o mesmo programa do ano passado, com dois carros na Pro Mazda e dois carros na Indy Lights. Estou feliz por informar isso porque houve um tempo em que eu não poderia dizer isso."
Isso é uma ótima notícia, muito bom saber que esses programas não serão extintos que nem o da Andretti na USF2000 (que acabou em 2014) e ver um programa que vem dando certo e revelando alguns talentos (todos os dois carros da Pro Mazda e da Indy Lights venceram etapas). Nessa nova fase da Indy Lights, uma equipe das mais tradicionais do automobilismo de monopostos não poderia ficar de fora (né seu Chip Ganassi?).

Pois bem, então parece que temos duas vagas em aberto nas duas categorias de acesso. Com Matthew Brabham e Zach Veach sem grandes expectativas de subir para a Indycar e o desempenho de ambos os pilotos um pouco aquém do esperado (ambos tinham o melhor carro por mais da metade do campeonato, e enquanto Brabham cometeu alguns erros bobos durante o ano e ficou sem chances de título, Veach peidou na farofa na metade final do campeonato).  Com isso, um dos pilotos que correram na Pro Mazda pode subir no lugar deles.

Twitter @daltonkellet
Garett Grist foi muito bem em seu ano de estreia na Pro Mazda, conquistando duas vitórias, e Shelby Blackstock passou dois anos na categoria pela Andretti sempre fazendo um bom papel, alguns deles pode subir para a Indy Lights pela própria Andretti.

Já na Pro Mazda ainda há muita indefinição MAS... já teve piloto treinando pela equipe. Dalton Kellet fez um teste  privado no Putnam Park, no início do mês passado. O piloto fez grade parte da temporada passada da Pro Mazda na Team Pelfrey, e esse seria seu terceiro ano na categoria. 


E, para o texto não ficar sem finalização, aqui fica o fim dele.  Até!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário