Especiais do Indy Center

O dinamarquês começou com tudo na temporada 2020 da USF2000, conquistando a vitórias nas duas corridas de Road America. Dudu Barrichello conseguiu seu primeiro pódio na categoria.


A temporada 2020 da Indy Pro 2000 começou no fim de semana passado, com uma rodada dupla no longo circuito de Road America. Na quinta-feira tivemos um dia completo de treinos e mais de três horas de sessão para a categoria de base do Road to Indy. Logo pela manhã de sexta aconteceu o treino classificatório para a corrida 1, sendo esta a primeira sessão do dia na pista de Road America.

A sessão toda aconteceu debaixo de chuva mas, milagrosamente, permanecemos com os primeiros vinte minutos de sessão em verde. A Cape Motorsports e a Pabst Racing começaram mais rápida com Matthew Round-Garrido (Cape) sendo o mais rápido, seguido por Barrichello (Pabst), Reece Gold (Cape) e Yuven sundaramoorthy (Pabst). Isso foi até faltar dez minutos para o fim da sessão, quando Christian Rasmussen (Jay Howard Driver Development) fez a melhor volta, quase dois segundos mais rápido que os seus oponentes.

Dois minutos depois veio a primeira bandeira vermelha, quando Wyatt Brichacek (JHDD) rodou e ficou parado na curva dez. A verde veio faltando apenas quatro minutos para o fim, onde todos teriam apenas mais uma tentativa. Barrichello, Josh Green (Cape) e Christian Brooks (Exclusive Autosport conseguiram melhorar suas voltas e subiram para as duas primeiras filas da corrida 1 e, mesmo sem melhorar seu tempo, Rasmussen terminou com a pole.

Corrida 1

A largada veio as onze da manhã de sexta, e o grid passou ileso pelas seis primeiras curvas, até acontecer o incidente na curva 7, onde dois pilotos que estão na sua segunda temporada na categoria mas ainda tem apenas quinze anos, Reece Gold (Cape) e Nolan Siegel (JHDD) se tocaram e abandonaram a prova. Bandeira amarela. Durante a largada, todos os quatro primeiros mantiveram a sua posição.

A bandeira verde veio na quarta volta, com os doisChristian lutando pela liderança. Isso deu a Green a chance de atacar, e passar Brooks conseguindo a segunda posição. O piloto da Exclusive ficou em má posição e perdeu várias posições, caindo para o sétimo lugar. Os líderes conseguiram completar uma volta, passando ilesos para iniciar sua quinta volta. Atrás deles, o estreante Nico Christodoulou (DEForce Racing) errou na curva 14, abandonando e trazendo a segunda bandeira amarela.

Carro USF2000 Road America
O carro de Dudu Barrichello para esse ano é o da Pabst Racing

Quando a corrida voltou a verde, na volta oito (de doze totais), a ordem de corrida era Rasmussen, Green, Round-Garrido e Barichello ainda permaneciam na ponta da prova. Pela terceira vez na corrida, Rasmussen, conseguiu uma grande largada e manteve uma liderança segura na curva 1. No entanto, Green vinha colado ao dinamarquês enquanto Green virava a volta mais rápida da prova.

Na volta seguinte, Barrichello passou por seu companheiro de equipe da Pabst Racing, Round-Garrido,  e entrou no pódio. No entanto, nessa mesma volta veio a última bandeira amarela pois o carro de Jack Miller (Miller Vinatieri Motorsports) estava parado na caixa de brita da curva sete. Infelizmente, a equipe de segurança da AMR INDYCAR, que teve uma corrida movimentada, não conseguiu limpar as coisas e a corrida terminou em regime de bandeira amarela.

Rasmussen, que largou na pole, liderou o maior número de voltas e fez a volta mais rápida da corrida, marcou o máximo de pontos e venceu a prova! Green conseguiu passar em segundo com Eduardo Barrichello logo atrás em terceiro, conquistando seu primeiro pódio na USF2000.


Resultados e pódio da corrida 1

Corrida 2

A corrida 2 começou, na verdade, durante a corrida 1. Isso porque, segundo as regras da Indy Pro 2000, o grid da corrida 2 seria formado pelos tempos conseguidos na segunda melhor volta rápida de cada piloto durante o treino classificatório ou pela volta mais rápida de cada piloto na primeira prova. Como houve a chuva e a maioria dos pilotos sequer completou uma volta rápida ou duas voltas rápidas, as voltas mais rápidas da corrida definiram quem largaria onde na corrida 2.

Como foi dominante durante a primeira metade da sexta-feira, Rasmussen fez a melhor volta e conseguiu a pole para a corrida 2, tendo Barrichello conseguido a outra vaga na primeira fila. Logo atrás da dupla vinha, Green e Round-Garrido na segunda fila e Michale d'Orlando e Sundaramoorthy na terceira fila.

Semelhante à corrida anterior, Rasmussen assumiu a liderança quando o grid seguiu para a curva um. Também idêntico à corrida anterior, houveram incidentes na primeira volta, com um incidente na curva 8 envolvendo Christian Brooks e Wyatt Brichacek.

A bandeira verde voltou a corrida na volta três (de doze totais). Pela quinta vez, Rasmussen deu um grande salto, limpando rapidamente seus perseguidores quando se aproximou à curva 1. Atrás do líder, Green conseguiu passar por Barrichello e assumir o segundo lugar da prova.

No final da terceira volta, Rasmussen  errou na curva final, diminuindo a velocidade da subida da reta dos boxes. Isso permitiu que Green passasse por Rasmussen ao cruzar a linha de chegada e assumisse a liderança da prova. Isso não durou muito, pois o dinamarquês conseguiu voltar à liderança. Na mesma volta, d´Orlando e Bogle conseguiram passar por Round-Garrido pela quarta e quinta posição.

Rasmussen cruzou a linha com 1,3 segundo de vantagem sobre Green. Barrichello e d'Orlando conseguiram ultrapassar Green, que começou a cair nas garras de Round-Garrido.

Enquanto os pilotos estavam lutando atrás dele, Rasmussen conseguiu abrir diferença de 4,4 segundos quando completou a sexta volta. Barichello vinha em segundo lugar, pressionado pela dupla de d´Orlando e Green da Cape Motorsports.

Na volta seguinte, Green, d'Orlando e Round-Garrido foram capazes de contornar Barrichello na curva cinco. Com duas voltas restantes, Rasmussen liderou 8.1777 sobre Green. Green e os três pilotos atrás dele estavam separados por menos de dois segundos.

Quando Rasmussen levou a bandeira branca, ele viu a bandeira amarela junto, com a corrida terminando com uma forte batida na curva 1. Josh Pierson, um novato da Exclusive Autosport, passou direto pela caixa de brita e entrou nos pneus. O garoto de 14 anos saiu de seu carro com as próprias forças, sentando-se ao lado da pista. No fim, não houve qualquer machucado com o americano.

Mas a prova terminou ali, novamente Rasmussen vence! Michael d'Orlando passa em segundo e Matthew Round-Garrido termina em terceiro, com os dois conseguindo seu primeiro pódio na categoria! Dud Barrichello terminou a prova em quinto.

Resultados e pódio com d reito a karaokê na corrida 2.

Com as duas vitórias, Rasmussen lidera o campeonato e já abre 19 pontos para o vice-líder Josh Green. D'Orlando vem em terceiro com 42 pontos, três pontos a frente do brasileiro Dudu Barrichello, que vem em quarto.

A próxima etapa á uma rodada TRIPLA em Mid-Ohio, nos dias 29 e 30 de julho! Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário