Especiais do Indy Center

O piloto de Cingapura e o piloto da Rússia vencem e começam com o pé direito a temporada 2020 da Indy Pro 2000, sendo que Frost é o líder do campeonato.

Piloto comemorando vitória

A temporada 2020 da Indy Pro 2000 começou no fim de semana passado, com uma rodada dupla no longo circuito de Road America. Na quinta-feira tivemos um dia completo de treinos e mais de três horas de sessão para a categoria que, nesse ano, é a mais próxima da Fórmula Indy, tendo em vista que a Indy Lights voltará a correr apenas em 2021.

Assim sendo, logo pela manhã de sexta aconteceu o treino classificatório para a corrida 1, sendo esta a primeira sessão do dia na pista de Road America. A pista ainda estava muito molhada por causa da chuva que havia caído pouco antes, o que fez o treino ficar caótico, com vários pilotos rodando. O primeiro foi Bob Kaminsky (Pabst Racing) rodar e ficar parado no Carrossel; o segundo foi Sting Ray Robb (Juncos Racing), que ficou parado entre as curvas cinco e seis; e a terceira foi Sabré Cook (BN Racing with Team Benik), que ficou parada na curva catorze.

Cada uma dessas paradas trazia a bandeira vermelha até que o carro fosse resgatado e trazido de volta aos boxes, e isso fez com que, faltando cerca de quinze minutos para o fim do treino, ninguém no grid tivesse dado voltas rápidas. Os pilotos saíram para a quarta bandeira verde do dia e conseguiram dar algumas voltas com seus pneus de chuva, mas alguns pilotos viram que a pista estava mais seca e optaram por, faltando pouco mais de sete minutos, colocar os pneus de pista seca.

Carro Road to Indy
Jacob Loomis com bico reserva e números colados com fita isolante.

Artem Petrov (Juncos) era o mais rápido, mas logo Hunter McElrea (Pabst) o ultrapassou com seus pneus de pista seca, fazendo uma volta quase quatro segundos mais rápida. Colin Kaminsky (Pabst) assumiu a vice-liderança pouco depois, mas, faltando apenas três minutos para o fim do treino, Danial Frost (Turn 3 Motorsports) fez a volta mais rápida e garantiu a pole da primeira prova, com Delvin de Francesco (Andretti Steinbrenner Racing). Faltando menos de um minuto para o fim, McElrea vinha em volta rápida mas errou na curva doze, com o australiando tendo de se contentar com o terceiro lugar, trazendo a bandeira vermelha e terminando o treino.

Posteriormente, durante a inspeção técnica, Danial Frost foi desqualificado por usar uma sequência de marchas não permitida na Indy Pro 2000, tendo de largar de último. Todos os pilotos que causaram bandeira vermelha também foram punidos perdendo sua volta mais rápida, e Antoine Comeau (Turn 3) também foi punido por se atrasar na inspeção técnica, perdendo duas posições no grid. Assim, de Francesco se tornou o primeiro pole do ano, seguido por Braden Eves (Exclusive Autosport) e Colin Kaminsky:

Resultados do treino classificatório. * = pilotos punidos por trazer a bandeira vermelha a sessão.

Corrida 1

A primeira corrida do ano na Indy Pro 2000 começou logo ao meio-dia local com a largada, ao contrário do treino classificatório, acontecendo completamente sem incidentes. De Francesco logo perdeu a liderança pra Eves logo na largada, mas com a reta principal gigantesca de Road America, o piloto da Andretti conseguiu pegar novamente o vácuo do novo líder e ultrapassá-lo antes mesmo de chegarem a curva um. Eves tentou dar o troco na curva quatro mas o piloto que vinha logo atrás dele, Colin Kaminsky, pressionava cada vez mais, e o campeão da USF2000 do ano passado teve de se recolher para não perder o segundo lugar. Eves e Kaminsky ficaram as curvas cinco e seis lado a lado, até que Kaminsky ficou a frente na curva sete e passou a linha de chegada em segundo na primeira volta.

Nisso, de Francesco abriu uma grande diferença e, ao final da primeira volta, ele já estava dois segundos e meio a frente de Kaminsky, que abria distância para o pelotão. Eves não tinha o melhor dos desempenhos, e segurava McElrea e Thompson atrás de si no pelotão principal. Logo atrás vinha Sulaimán com Danial Frost já atrás dele, largando de 16º e terminando a primeira volta em sétimo.

Com o passar do tempo, Eves não conseguiu segurar a pressão, e acabou sendo ultrapassado por Thompson na terceira volta e vinha brigando com McElrea pelo quarto lugar, quando o piloto da Pabst errou na curva 14 e foi parar na brita, tendo de ir aos boxes para trocar o bico e perdeu uma volta no processo. Eves continuava no quarto lugar, sendo pressionado agora por Frost, e acabou perdendo o quarto lugar também para o piloto de Cingapura na metade da quinta volta, partindo para cima de Thompson pelo terceiro lugar no pódio enquanto Eves se preparava para segurar Sulaimán, Petrov e Robb pelo quinto lugar.

Lá na frente, os líderes já vinham mais espaçados. Com cinco voltas completadas (de quinze totais, o circuito de Road America é mesmo muito grande) de Francesco tinha 2,4 segundos de vantagem para Kaminsky, que tinha cerca de três segundos de vantagem para Thompson, que tinha cerca de um segundo e meio de vantagem para Frost, que já tinha quase três segundos de vantagem para Eves, Sulaiman, Petrov e Robb.

No entanto, tanto Thompson quanto Frost eram mais rápidos que os líderes, e começaram a pressioná-los, e Thompson e Frost encostaram em Kaminsky logo na volta oito. Foram três voltas de batalha até que na curva quatro os três carros ficam lado a lado e Frost consegue pular do quarto para o segundo lugar, com Thompson em terceiro e, segundo a rádio que transmitia a prova (sim, a prova foi por rádio e live timing apenas, pois não haviam câmeras no circuito na sexta-feira) com a asa dianteira avariada no carro enquanto Colin Kaminsky foi parar na caixa de brita e perdeu alguns segundos preciosos, além de cair para o quarto lugar.

O problema na asa dianteira de Thompson persistiu, e o canadense teve de ir aos boxes e acabou perdendo uma volta (os mecânicos das categorias menores da Indy não estão acostumados com pit stops e nem com trocas rápidas de asas) e caindo quase para o fim do grid.

Lá na frente, Frost tirava cada vez mais diferença para de Francesco, até colar no piloto da Andretti na metade da última volta. O piloto da Turn 3 tentou ultrapassar na curva doze, mas sem sucesso, no entanto permaneceu colado até a reta de chegada, quando colocou de lado e, no photo finish, ganhou a prova por menos de um décimo. De Francesco teve de se contentar com o segundo lugar, enquanto Kaminsky completou a prova sozinho no terceiro posto. Na briga do pelotão intermediário, Eves sobreviveu e completou no quarto lugar, com Robb saindo do 15º para o quinto lugar logo atrás de Eves, enquanto Petrov e Sualimán se tocavam e caíam na tabela final.

Pódio Indy Pro 2000
Resultados e pódio da corrida 1. Sim, o delvin de Francesco é baixinho.

Corrida 2

A corrida 2 começou, na verdade, durantee a corrida 1. Isso porque, segundo as regras da Indy Pro 2000, o grid da corrida 2 seria formado pelos tempos conseguidos na segunda melhor volta rápida de cada piloto durante o treino classificatório ou pela volta mais rápida de cada piloto na primeira prova. Como houve a chuva e a maioria dos pilotos sequer completou uma volta rápida ou duas voltas rápidas, as voltas mais rápidas da corrida definiram quem largaria onde na corrida 2.

Aproveitando-se disso, Manuel Sulaimán, que teve um toque com Artem Petrov e perdeu duas voltas. O mexicano aproveitou, pos pneus novos e fez a volta mais rápida da corrida, conseguindo a pole da Prova 2. Artem Petrov (3º), Hunter McElrea (4º) e Parker Thompson (6º) fizeram o mesmo e todos conseguiram largar nas três primeiras filas, junto com o vencedor Danial Frost (2º) e Sting Ray Robb (5º).

A corrida 2 teve um incidente antes mesmo de chegar a primeira curva, onde McElrea e Thompson, que já tiveram problemas na primeira prova, se tocaram na reta principal e pararam no muro da reta principal, abandonando a prova. Bandeira amarela.

A bandeira verde veio na quarta volta (de quinze totais novamente). Sulaiman não largou bem e perdeu a liderança para Frost na curva um e o segundo lugar para Petrov na curva quatro, caindo para o terceiro lugar.

Na volta seguinte, Petrov mostrou grande velocidade nas curvas e, na freada da curva doze, conseguiu passar Frost e assumir a liderança da prova. Ao mesmo tempo, de Francesco, que quase ganhou a primeira prova, subiu do sétimo ao quinto lugar ao passar Kaminsky e Eves.

Petrov, Frost, Sulaiman e Robb vinham consideravelmente próximos, com uma diferença de um segundo entre um e outro, e com uma diferença de cerca de dois segundos para de Francesco, Kaminsky e Eves. Eses três abriam mais diferença do pelotão intermediário, então focarei nesses dois pelotões.

No pelotão mais de trás a única ação que aconteceu foi a ultrapassagem de Eves sobre Kaminsky na curva quatro da oitava volta. O campeão da USF2000 tentou manter o bom ritmo e ultrapassar de Francesco e subir no Top 5, no entanto, na décima primeira volta, ele acabou perdendo rendimento por causa do desgaste dos pneus, e acabou se aquietando entre de Francesco e Kaminsky até o fim da prova.

No pelotão da frente as diferenças também tenderam a se manter entre um segundo e um segundo e meio até a volta dez, quando Bob Kaminsky (o pai de Colin Kaminsky) e Charles Finell se tocaram, com Finelli indo para fora da pista, chamando a bandeira amarela.

O carro de Finelli foi apenas religado e ele voltou para a prova, e a bandeira verde veio faltando três voltas pro fim. Petrov e Frost largaram bem e se mantiveram na ponta da corrida, enquanto Sulaiman não largou tão bem assim e acabou segurando Robb, de Francesco e Eves, que formaram um 4-wide na reta rpincipal. Robb ses deu melhor e passou a curva um na frente, com Sulaiman rodando na curva um e caindo para o fim do grid, no 12º lugar.

Robb estava com pneus melhores e conseguia melhor ritmo, pressionando Frost até conseguir passá-lo na curva quatro da volta treze e assumindo a vice-liderança da prova, além de fazer a melhor volta da corrida. O americano chegou a pressionar um pouco seu companheiro de equipe mas nunca chegou a realmente ter uma oportunidade de ultrapassá-lo, e nada mais aconteceu na corrida! Artem Petrov vence, com Robb em sesgundo e Frost em terceiro!

Pódio Indy Pro 2000
Resultados e pódio da Corrida 2

E, depois de duas das dezoito corridas no ano, os favoritos ao título vão começando a despontar. Danial Frost, o piloto que iria correr na Indy Lights esse ano e correrá na Lights no ano que vem pela Andretti; e Delvin de Francesco, que pilota pela Andretti na Indy Pro 2000, são líder e vice-líder do campeonato.

Logo atrás vem os dois principais pilotos da Juncos, com Artem Petrov em terceiro e Sting Ray Robb em quarto. Junto com eles vêm também Colin Kaminsky e Braden Eves, que desempenharam grande papel na USF2000 mas estão em equipes de meio de grid por enquanto. Todos esses quatro pilotos estão separados por apenas cinco pontos.

E, além desses, temos os dos últimos colocados no campeonato que são também favoritos a estarem na frente mas acabaram se envolvendo em acidentes. Parker Thompson vem com os dois últimos campeonatos da Indy Pro 2000 entre os três primeiros no campeonato, e Hunter McElrea foi vice-campeão na USF2000 no ano passado. Ambos tem potencial, mas começaram bem mal em Road America.

A próxima etapa acontece no fim do mês, com uma rodada TRIPLA em Mid-Ohio entre os dias 29 e 30 de julho. Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário