Post Page Advertisement [Top]

Seis corridas durante a temporada e Ben Hanley no volante. A DragonSpeed parece que não mudou muito seus planos com relação a temporada passada, mas há algumas diferenças.


A equipe de Elton Julian, a DragonSpeed, é uma equipe que tipicamente corre em endurances. Foi campeã Da ELMS em 2017 e do Pirelli World Challenge por duas ocasiões, em 2015 e em 2017 e participou algumas vezes das 24 horas de Le Mans além de várias outras categorias, como o WeatherTech SportsCar Championship, a antiga ALMS e da Blancplain.

A equipe americana decidiu no ano passado dar um de seus passos mais ousados: sair do mundo do endurance e entrar direto na Fórmula Indy. O planejado eram seis provas: St. Pete, Barber, Indy 500, Road America, Mid-Ohio e Laguna Seca, pegando os intervalos em que a equipe não estaria focada no WeaterTech ou na ELMS. O piloto seria o prata da casa Ben Hanley que estrearia na Indy no alto de seus 33 anos.

Mas os planos não correram tão bem assim. Apesar de conseguir largar em 12º em St. Pete (indo pra segunda fase da qualificação) e ter conseguido a nona fila de largada na Indy 500 (a frente da Andretti de Zach Veacah e da Ganassi de Félix Rosenqvist), os resultados não se tornaram muito bons nas corridas, com Hanley constantemente terminando corridas algumas voltas atrás do líder. 


Além disso, a equipe conseguiu participar de apenas três das seis provas programadas pois problemas com o visto tanto de Ben Hanley (que é inglês) como de grande parte dos engenheiros e mecânicos impediram a equipe de participar de mais provas. Como resultado, 2019 terminou com a equipe tendo como melhor resultado um 18º lugar na prova de estreia em St. Pete.

Para 2020 os planos são bem parecidos: seis provas novamente, mas agora em corridas diferentes: St. Pete, Texas e Mid-Ohio que não batem com os calendários da ELMS e da WeatherTech, a Indy 500 e a final em Laguna Seca, que são as provas mais importantes da Indy atualmente, e a terceira etapa em Long Beach, tendo em vista que a equipe já vai estar lá para a corrida do WeatherTech que acontece na mesma pista mas um dia antes.

A diferença talvez esteja no piloto. Isso porque Ben Hanley foi confirmado para correr apenas durante a pré-temporada da Indy (que ainda falta mais de dois meses para acabar) e para a primeira prova do ano em St. Pete. Elton Julian ainda não confirmou quem será o piloto nas outras cinco corridas, a equipe tem alguns outros pilotos interessantes em seu plantel, como Colin Braun (ex-piloto da NASCAR Xfinity) e Harisson Newey, ou até mesmo alguns pilotos que correram pela DragonSpeed no ano passado, como Pastor Maldonado, Rodolfo Gonzalez, Sebastian Saavedra, Renger van der Zande e James Allen. No entanto, o mais provável ainda é a permanência de Hanley, que é o piloto da casa com o contato mais recente com a Indy.

Mas a questão é que, apesar do plano consideravelmente parecido, o foco agora é fazer todo esse planejamento dar certo ao menos na sua segunda tentativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]