Post Page Advertisement [Top]

Depois de travar um duelo com o brasileiro Carlos Cunha durante todo o fim de semana, o canadense conseguiu mais uma vitória no campeonato e dispara na liderança.
A quinta corrida da temporada da USF2000 chegou ao seu primeiro dos dois ovais do ano, o Lucas Oil Raceway. Esse é um oval de 0,686 milhas (1,104 km), antigamente chamado de Indianápolis Race Park e localizado a menos de dez quilômetro do Indianápolis Motor Speedway. O próximo será a penúltima etapa, no oval de Gateway. 

Nele ocorreram as atividades do Carb Night Classic, evento anual que acontece na sexta-feira à noite anterior as famosas 500 milhas de Indianápolis. As atividades incluíram uma corrida da USAC Silver Crown Series, uma da Pro Mazda e uma da USF2000.


Para essa rodada em oval houveram dois carros a menos no fim de semana. O mexicano Andres Gutierrez e o brasileiro Rafael Martins, ambos da Team Pelfrey, não correram no pequeno oval. 


No entanto, o domínio do fim de semana ficou por parte do trio da Juncos formado por Carlos Cunha, Rinus VeeKay e Robert Megennis, de Parker Thompson (Exclusive Autosport) e de David Malukas (BN Racing). Esses cinco carros estiveram entre os cinco primeiros tanto no treino livre quanto no treino classificatório. Malukas, Megennis e VeeKay brigaram pela liderança do pelotão logo atrás dois líderes, pois o canadense Parker Thompson e o brasileiro Carlos Cunha disparavam nas tabelas de tempos, proporcionando duelos pela liderança.


Carlos Cunha esteve o tempo todo bem próximo de Thompson, principalmente no vácuo, mas o piloto da Exclusive Autosport tinha um desempenho melhor de cara pro vento e conseguiu a pole com quase meia milha de média a frente do brasileiro. Malukas também conseguiu grande ajuste para correr de cara pro vento, e se destacou conseguindo com folga o terceiro lugar, bastante a frente de Megennis, VeeKay e o resto do pelotão intermediário.


Freedom 90

Público até razoável em Lucas Oil.
A largada, a exemplo da USF2000, foi tranquila e limpa. Thompson conseguiu largar bem e se manter na ponta, com Cunha um pouco mais atrás. Robert Megennis pula bem e passa David Malukas pelo terceiro lugar, enquanto Harisson Scott avança para o quinto posto ao passar Rinus Veekay. Um pouco mais atrás, Sting Ray Robb larga mal e cai do sétimo para o nono lugar, ao ser ultrapassado por Oliver Askew e Lodovico Laurini.

Pouco a pouco os carros vão se separando na pista e a corrida amorna. Thompson vai abrindo diferença para Cunha, que abre distância de Megennis, Malukas e Scott. Veekay vem um pouco mais atrás desse grupo, mas ainda a frente de Askew, que mantinha distância de Laurini e Robb. Durante as primeiras 35 voltas, a única ultrapassagem feita é a Robb sobre Laurini pelo oitavo posto.

Isso mudou nas voltas seguintes. Na volta 41 de 90 totais, Scott consegue se aproveitar do tráfego formado pelos pilotos retardatários e consegue encostar em Malukas. Ele emparelha e coloca por dentro na curva quatro da volta 43, conseguindo completar a ultrapassagem na curva dois da volta 44 e se tornar o novo quarto colocado. 

Mas essa posição dura pouco. Malukas, tentando se aproveitar de um retardatário, tenta se recuperar e coloca por dentro de Scott na curva três da volta 45, mas seu carro escapa e toca na roda traseira esquerda do seu oponente, com ambos indo ao muro. Bandeira amarela.

A relargada é dada na volta 53, com Thompson na ponta, seguido de Cunha, Megennis e VeeKay. Robb consegeue passar Askew na relargada, se aproveitando do retardatário Charles Finelli.

E nada mais acontece na prova. Oliver Askew perde bastante desempenho e não consegue passar nem mesmo o retardatário Lodovico Laurini, perdendo uma volta e terminando em sexto. O meio do pelotão, apesar de estar quase sempre muito próximo, não conseguiu emparelhar devidamente, e os seus integrantes terminaram na mesma posição em que passaram na volta 54: Megennis no pódio, VeeKay em quarto e Robb em quinto.

Mais a frente, apesar do bom ritmo, Cunha não conseguiu atacar o líder da prova. No finalzinho tentou se aproveitar de uma fila de retardatários e tentar um movimento tardio para cima de Thompson, mas não havia tempo hábil para mais nada e o brasileiro teve de se resignar com o segundo lugar, pois Parker Thompson vence em Lucas Oil!
Resultados e pódio (é refrigerante na garrafa, e não espumante).
Com essa vitória, Parker Thompson continua mais líder que nunca, e abre 40 pontos de vantagem para o novo vice-líder do campeonato. O brasileiro Carlos Cunha passa Harrison Scott e Rinus VeeKay para assumir o segundo lugar com 158 pontos, um a mais que VeeKay e 28 a mais que Scott.

A próxima etapa é uma rodada dupla em Road America, nos dias 23 e 24 de junho. Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]