Após o acidente no segundo treino Livre, Jack Hawksworth não corre em Pocono.

Jack Hawksworth, o único piloto a bater seu carro em Pocono esse ano, não correrá a Pocono Indycar 500 amanhã devido a equipe não conseguir consertar o carro a tempo.  O piloto chegou a ser movido para um hospital local e passa bem.


O piloto estreante na Indycar esse ano e terceiro colocado na corrida passada em Houston, bateu forte no segundo treino livre no Pocono International Raceway.  Enquanto contornava seu carro na curva um, acabou saindo de frente e bateu no muro a mais de 250 quilômetros por hora:


Acidente em Pocono
Hawksworth foi imediatamente atendido pelo carro médico, e precisou de certa ajuda para sair de seu
carro.  Logo foi movido para o hospital que fica dentro do autódromo e lá foi constatado uma luxação em seu joelho direito, em decorrência da batida.

O piloto afirmou que os médicos o liberaram para correr ainda amanhã, mas o carro #98 da Bryan Herta Autosport não voltou a correr no treino classificatório no fim da tarde, e na noite de ontem (5 de julho) a equipe anunciou que não iria realinhar seu carro para as 500 milhas.

Acidente em Houston
Essa é a segunda batida forte do piloto em menos de dez dias.  No segundo treino livre de Houston, o piloto exagerou na primeira chicane e quase alçou voo rumo ao muro.  Na ocasião o carro foi consertado a tempo do treino classificatório, e o piloto ainda conseguiu seu primeiro pódio na Categoria, na segunda corrida de Houston.

Muito se cogita que a decisão da Bryan Herta Autosport foi tomada visando a autopreservação.  Nas próximas duas semanas o certame da Indycar fará mais três provas, no Iowa Speedway dia 12 e em Toronto dias 19 e 20 de julho.  A equipe visa poupar equipamentos e seu motor para essas provas.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário