Post Page Advertisement [Top]

O campeão da Indy Lights de 2013 será o substituto de Pato O'Ward no circuito citadino de Toronto, correndo no #31 da Carlin.
Karam em 2019
Foi anunciado ontem (2 de julho) o piloto que substituirá Pato O'Ward na Carlin, já que o mexicano foi para a Super Formula japonesa. E o primeiro escolhido é o americano Sage Karam.

Karam entrou na cena da Indy no início da década, quando foi campeão da Indy Lights em 2013, logo após trocar o programa da Andretti (onde tinha corrido por três anos). No entanto, sua transição para a Indy foi quase tão conturbada quanto a de O'Ward. No ano seguinte ele assinou com a Ganassi, mas o Chip Ganassi considerou o jovem, na época com 18 anos, não estava maduro o suficiente para entrar no assento da categoria e, assom ele correu em 2014 em algumas etapas no campeonato de endurance americano e apenas a Indy 500, onde terminou em nono. Ele estreou na Indy mesmo em 2015, no quarto carro da equipe; mas, com os problemas financeiros da equipe, ele teve de ceder o carro #8 para Sebastian Saavedra em quatro provas. Os resultados não chamaram com tanta atenção onde, excetuando um terceiro lugar em Iowa e um quinto lugar em Fontana, o piloto não terminou provas entre os dez primeiros.
Karam em 2014
Na conjunção de resultados não tão animadores (mesmo com as condições adversas) e falta de recursos pessoais, Karam não conseguiu mais fazer a temporada completa. Desde então ele consegue fazer apenas as 500 milhas de Indianápolis pela equipe até esse ano, onde conseguiu um acerto para a segunda vaga na Carlin. Ele também ainda corre no IMSA, no carro da Lexus, desde 2016.

O carro #31 também aparecerá com novo patrocinador principal, a SmartStop, empresa que constrói e cuida daqueles galpões que os americanos superconsumistas usam para guardar suas bugigangas. Muita gente diz que a pintura em tons de verde e azul claro se assemelha aos carros da Rahal Letterman em 2006 e 2007, quando ela era patrocinada pela Ethanol:
Karam será o quinto piloto nessa temporada difícil na Carlin, que teve quase de tudo: de piloto desistindo de correr em ovais pelo horrível desempenho da equipe em Indianápolis, onde três dos quatro carros apoiados da equipe foram bumpados; a perda de um piloto pagante que estabilizaria o carro na temporada completa e agora a perda de um piloto que faria o resto da temporada para a Red Bull. Agora, de certo na Carlin temos: Max Chilton correndo no carro #59 nos mistos, sem anunciar se/quem correrá nos ovais; Charlie Kimball correndo no #31 (que se torna #23 a pedido do patrocinador de Kimball) em Pocono e em Laguna Seca, e Karam correndo no #31 em Toronto. As vagas que ainda estão pendentes na equipe é o #31 em Iowa, Mid-Ohio, Gateway e Portland; bem como o #59 em Iowa, Pocono e Gateway.

E assim segue a draga da Carlin esse ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]