Post Page Advertisement [Top]

O líder do campeonato conquistou sua quarta vitória na temporada 2019
O Iowa Speedway sediou na noite de ontem a décima segunda etapa da temporada de 2019 da Fórmula Indy. A vitória ficou com o líder do campeonato, Josef Newgarden, com um desempenho dominante em que liderou 245 de 300 voltas. Mas não se engane, a corrida foi muito boa e disputada por conta do intenso tráfego.

Os destaques positivos da disputa foram a grande recuperação de prova de Scott Dixon, que terminou em segundo depois de andar quase a corrida toda do meio pro final do pelotão, Zach Veach fez uma prova além das expectativas e terminou em sétimo. Quem também foi muito além das expectativas foi Tony Kanaan que garantiu um top 10 e Matheus Leist que ficou em décimo sexto. Fora isso, também teve o show a parte de Santino Ferrucci.

Mas teve muita gente que ficou devendo na prova. Ryan Hunter-Reay foi muito mal e terminou em décimo sétimo lugar, Will Power cometeu um erro na parte final da corrida e terminou somente em décimo quinto. E Marco Andretti e Sage Karam fizeram provas horríveis e estiveram atrapalhando o tempo todo, isso quando não estavam caçando acidente ou procurando confusão no meio do trânsito.

Temporal e enorme espera

Antes da largada havia uma previsão de chuva durante a tarde na região de Newton em Iowa, onde fica o autódromo. Para enorme azar dos fãs e da própria Indy, a tempestade começou minutos antes do horário previsto para começar as cerimônias de pré corrida. Para aumentar o azar, o que deveria ser só uma tempestade, virou um dilúvio em que caiu o acumulado de 1 mês inteiro em uma noite. Toda essa chuva estava por coincidência um mês atrasada nas plantações de milho e caiu justamente no dia da corrida da Indy. É, nem São Pedro curte a categoria mais veloz do mundo.

Quando a chuva passou, a organização colocou os carros de serviço na pista para começar o trabalho de secagem. Enquanto isso, muitos raios ainda insistiam em dar as caras no local. Outra vez para azar da Indy, ser formou uma nova tempestade. Essa segunda tempestade também tinha a mesma intensidade e passaria sobre a pista. Mas com uma ajudinha da Mãe Natureza, a segunda tempestade passou só de raspão e foi mais fraca.

Esse era o céu em Iowa entre uma chuva e outra
Então a Indy decidiu que teria corrida sim, durante a noite. Não havia muita saída porque a previsão do domingo também envolvia muita chuva. Depois de aproximadamente três horas de atraso, começou a se formar um belo arco íris e os raios pararam. Então o helicóptero usado pela equipe de resgate passou a ter condições de voo e a pista foi reaberta para o público mas a Indy informou que os motores não teriam partida antes de meia noite e dez.

O motivo para mais um adiamento foi que o asfalto poroso e em péssimas condições podia afetar a segurança. Os fiscais da Indy passaram mais de uma hora fazendo ranhuras em diversas partes da área de rolagem para melhorar o escoamento de água. A espera absurda já era de mais de quatro horas quando foi anunciada a largada para 00h45.

Entre o alinhamento dos carros no grid e o começo da corrida, foi mais ou menos uma hora de espera. Nesse meio tempo o carro de Veach que já estava alinhado precisou voltar pra garagem por conta de um vazamento mas por sorte deu tempo de voltar pro grid antes da largada acontecer.

Acidente no começo e nova garoa

Após quatro horas e meia de atraso, a corrida começou com bom ritmo com Power pulando para a liderança logo na primeira volta. Takuma Sato aproveitou a largada meio estranha de Simon Pagenaud e ganhou a vice liderança. Enquanto que no meio do bolo Hunter-Reay perdeu a décima posição para Colton Herta.

Um replay da largada mostrou Ferrucci ultrapassando 5 carros logo de cara e ganhando várias posições. Na volta 15, Sebastien Bourdais passa Marco Andretti e derruba o adotado para vigésimo. Logo depois foi acionada a bandeira amarela. O motivo foi uma rodada de  Karam a princípio. Na repetição da tv ficou claro que Karam perdeu a traseira e rodou sozinho, em seguida foi atingido na asa dianteira por Felix Rosenqvist que vinha logo atrás. Os 2 pilotos foram para os pits e perderam 2 voltas.

Sage Karam chegou a passear sobre a grama durante a rodada
Além dos envolvidos na amarela, muitos carros também fizeram pit stop mas os 8 primeiros colocados optaram por permanecer na pista. A relargada aconteceu na volta 25. Dessa vez Sato bobeou e foi superado pelos carros da Penske. Pagenaud vacilou novamente e perdeu posição para Newgarden mas o trio de ferro se manteve a frente do japonês.

Na volta 27 começou a primeira grande briga da corrida entre Ferrucci e James Hinchcliffe. Ferrucci tinha o carro muito bem acertado para a linha de fora e tentou a ultrapassagem mas não teve sucesso. Do meio para trás alguns carros com acerto bem ruim começaram a serem escalados pelo grid. Foi o caso de Dixon. Enquanto uns começavam a perder rendimento, outros se aproveitavam dos pneus novos e iam pra cima. Hunter-Reay ultrapassou Veach e atacou Conor Daly.

Veach era mais um dos que perdia rendimento mas não tanto quanto Dixon. O pentacampeão estava brigando muito com o carro e lutava para não perder o controle e a traseira em todas as curvas. A calamidade da situação de Dixon ficou clara quando Veach também ultrapassou o carro #9.

Lá na frente, Newgarden deu um gás e ultrapassou Power para assumir a liderança na volta 49. Veach deu o troco sobre Hunter-Reay e recuperou a posição perdida anteriormente. Então na volta 51 é acionada uma nova bandeira amarela e em seguida vem a bandeira vermelha. O motivo foi mais uma garoa que desabou sobre a pista.

Com uma paralisação de meia hora, a garoa foi um pouco mais forte do que se previa mas depois disso finalmente a chuva acabou de uma vez por todas e o restante da prova foi assegurado. Quando a amarela voltou todo mundo fez parada exceto Rosenqvist. Antes da relargada, Karam e Rosenqvist recuperaram uma volta.

Boas disputam movimentam a corrida

A relargada aconteceu na volta 66. Hinchcliffe e Ferrucci continuaram brigando por posição e quase se tocaram na relargada. Ferrucci levou a melhor e ganhou o sexto lugar, em seguida o novato foi pra cima de Rossi e se tornou o quinto colocado. Porém Rossi tentou devolver e os dois travaram grande batalha. Até que na volta 75, Ferrucci prevaleceu e levou a melhor.

Quem também travou ótimas disputas foi Colton Herta. Primeiro ele enfrentou Dixon pela décima posição e no começo o mais experiente levou a melhor mas logo depois o menino sensação superou o neozelandês. Aliás, o carro de Dixon voltou a ter queda de rendimento e ele perdeu posições mais uma vez.

No pelotão da frente, Newgarden meteu volta em alguns retardatários e abriu boa vantagem para Power. Um pouco mais atrás, Rossi tentou se aproximar de Ferrucci. O até então sumido, Ed Carpenter ultrapassou Herta e faturou o décimo lugar na volta 97. Sato balançou e perdeu muita velocidade. Acabou sendo engolido por Rossi e Ferrucci e depois também perdeu posição para Hinchcliffe.

Na volta 105, Power voltou a se aproximar de Newgarden. Enquanto isso, depois de muita perseguição, Rossi finalmente deu o troco em cima de Ferrucci. O líder Newgarden sentiu a pressão mas logo se safou ao meter volta em Kanaan e abrir distância outra vez. E Sato definitivamente sentiu um pneu murcho e perdeu ainda mais posições.

Sato precisou antecipar a parada e mudou de estratégia
Na volta 119, Carpenter ultrapassou Marcus Ericsson que vinha discreto mas vinha fazendo boa corrida. Na volta 120, Hinchcliffe ultrapassou Ferrucci. E na volta 121, Sato finalmente fez uma parada para voltar a ser competitivo. Newgarden continuava tranquilo na liderança e meteu uma volta em Dixon. Quem não estava tranquilo era Pagenaud que sentiu uma aproximação de Rossi.

Rossi não conseguiu disputar o terceiro lugar com Pagenaud e o francês voltou a abrir boa vantagem. Sato começou a andar muito rápido por causa dos pneus novos e foi descontando volta em todo o grid. Na volta 134, Spencer Pigot chegou em Hinchcliffe mas quando tentou ultrapassar tomou uma bela fechada. 

Na volta 137, Pagenaud inaugurou a próxima janela de paradas. Ferrucci fez sua parada na volta 140 e perdeu tempo na troca dos pneus. O líder da prova entrou somente na volta 142 e a liderança caiu no colo de Power mas ele também parou logo depois na volta 143. Após as paradas, Sato brotou em terceiro lugar mas precisando de uma amarela por estar em uma estratégia diferente.

A transmissão da corrida mostrou um replay em que Rossi da uma grande salvada na curva 4. Em seguida, Pagenaud ficou lento na volta 155 após perder a traseira e caiu para sexto lugar. Hinchcliffe tentou se aproveitar da perda de rendimento do carro #22. Mas dessa vez quem tomou uma fechada foi o próprio Hinch.

Sato faz sua parada na volta 179 e volta pro final do pelotão. Newgarden seguia seu baile pela pista e colocou uma volta em Rossi, o sétimo colocado até então. Rossi ainda tentou recuperar e travou uma grande briga com o líder mas não teve sucesso. E a bandeira amarela surgiu na volta 186 após uma rodada de Sato.

Takuma Sato rodando após ser atingido por Sage Karam
No replay foi mostrado que Sato perdeu o controle do carro e foi atingido por Karam. Na volta 190, os líderes fizeram seus pits. Durante as paradas, Hinchcliffe teve problemas na troca do pneu traseiro esquerdo e voltou no final do pelotão. Aí a turma que estava uma volta atrás fez seu pit stop na volta 195 e recuperou uma volta.

Ferrucci deixou todos os motoboys da marginal com orgulho e inveja
A relargada veio na volta 199. Pagenaud recuperou a terceira colocação. Ferrucci voou pelo lado de fora e ultrapassou 7 carros!!! Hinchcliffe conseguiu ultrapassar Carpenter e ganhou o quinto lugar.

Festival dos abandonos e Power fazendo caca de novo


O primeiro piloto a deixar a disputa foi Karam na volta 210, antes disso ele foi punido pelo acidente com Sato mas pulou fora antes de pagar a penalidade. Andretti abandonou na volta 215. Aqui cabe uma observação. Ele já estava sete voltas atrás e virou vinte milhas mais lento. Não tinha como permanecer mais. Sato abandonou na volta 224.

Ferrucci e Ericsson tiveram boa disputa e o sueco levou a melhor. Newgarden abriu vantagem e Pagenaud começou a se aproximar de Power. Faltando menos de 60 voltas pro final, Newgarden perdeu tempo atrás de um retardatário e Power começou a se aproximar.

Chegou a última janela de pits da corrida e Pagenaud fez seu pit stop na volta 250. Na volta 252, Power quase bate no cone na entrada do pit. O líder da prova parou na volta 253 e quase errou também. Por conta do erro na parada, Power perdeu a vice liderança para Pagenaud. Hinchcliffe se aproximou de Pigot e fez a ultrapassagem na volta 260.

Batida forte do carro #20
Power foi punido e precisou pagar um stop and go na volta 263 e no mesmo momento surgiu a bandeira amarela. Carpenter rodou sozinho, bateu no muro e abandonou a corrida. A amarela foi longa e alguns pilotos tentaram uma última cartada parando na volta 269, mas os líderes não arriscaram.

Dixon faz grande final de prova

A relargada veio na volta 274. Rossi conseguiu ultrapassar muitos carros pela linha de fora. Dixon também fez boa relargada e pagou a sua aposta. Com pneus novos o carro #9 voou e apareceu em quarto lugar em poucas voltas. Hinchcliffe foi pra cima de Pagenaud e conquistou o segundo lugar.

Herta abandonou a corrida na volta 278 com problemas no motor. Dixon também atacou Pagenaud e ganhou a terceira posição na volta 281. O pentacampeão estava com tudo e partiu pro ataque sobre Hinchcliffe. O duelo foi rápido e Dixon pulou para segundo na volta 284.

Newgarden foi muito esperto e se aproveitou dos retardatários para abrir uma vantagem definitiva. Ninguém ameaçou a vitória do garoto de Nashville e o carro #2 disparou na liderança do campeonato outra vez.

Classificação da prova e pontuação do campeonato

Confira o resultado final da prova de Iowa:

A corrida deste ano teve 579 ultrapassagens sendo que 263 foram em disputas diretas por posição e ainda houveram 7 trocas de liderança entre 5 pilotos diferentes
Veja como ficou a classificação do campeonato após doze etapas:

Com a vitória, Newgarden abre 29 pontos na liderança enquanto Dixon ainda respira por aparelhos
Classificação de motores:


A próxima corrida da Indy será no domingo que vem (28/07) em Mid Ohio. Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]