Post Page Advertisement [Top]


O último treino antes do GP de Mid-Ohio reservou 30 minutos para que as equipes e os pilotos pudessem testar os ajustes finos no setup de corrida. A principal tendência foi a utilização do composto mais duro e a tentativa de esticar o stint além de 20 voltas. O líder do campeonato, Josef Newgarden, foi o mais rápido com 1m06.6442s, seguido por Felix Rosenqvist com 1m06.9027s e Colton Herta com 1m06.9386s. Os demais pilotos rodaram acima de 1m07s.

Apesar da liderança de Newgarden, somente ele e Spencer Pigot estiveram rápidos com motor Chevrolet. Portanto quem dominou o grupo dos 10 primeiros foi a Honda com oito carros. Sebastien Bourdais foi o piloto que deu mais voltas na sessão, 25 no total, e terminou em sexto lugar com 1m07.2563s.

O pole Will Power foi apenas o 19º colocado com 1m08.0518s, um tempo bem alto pro padrão da Penske. Entre os brasileiros, Matheus Leist manteve o desempenho do restante do fim de semana e apareceu em 14º lugar enquanto que Tony Kanaan terminou em 17º, um resultado considerado bom para a equipe Foyt

Nessa etapa de Mid-Ohio estão previstas duas estratégias. Uma de duas paradas que exige muita economia de combustível e direção suave para minimizar o desgaste de pneus. E uma estratégia mais agressiva de três pit stops onde terá menos economias porém deve utilizar mais o pneu duro para resistir melhor ao alto desgaste do asfalto. 

Estima-se que o tempo total de perda em cada pit stop esteja na casa dos 25 segundos e que os pneus mais macios comecem a perder rendimento a partir de 5 voltas. Neste fim de semana o calor está muito forte e a estratégia em Mid-Ohio costuma ser o principal fator a decidir quem é o vencedor da corrida em detrimento das ultrapassagens na pista.

Confira o resultado do Warmup:


A corrida está marcada para às 17h. A cobertura em tempo real você pode acompanhar no Twitter do IndyCar da Depressão e o resumo aqui mesmo no Indy Center Brasil. Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]