Post Page Advertisement [Top]

O aumento das temperaturas e o desaparecimento da aderência da superfície da pista do Circuito das Américas tornaram a segunda sessão de treinos da IndyCar uma experiência aventureira para a maioria dos pilotos. Inicialmente, Felix Rosenqvist, da Chip Ganassi Racing, até chegou a figurar no topo da tabela com 1m47,61s, mas foi posteriormente ultrapassado por Will Power, da Penske, com um tempo de 1m47,44s.


Atrás do novato sueco, Alexander Rossi, da Andretti Autosport, foi o terceiro mais rápido (1m47.93s), sendo acompanhado pelo seu companheiro de equipe Ryan Hunter-Reay (1m48.12s), enquanto Ed Jones, da Ed Carpenter Racing, completou o TOP 5 com um tempo de 1m48.16s. Colton Herta, que havia sofrido um estouro de motor no final do primeiro treino livre, não pôde participar do segundo treino livre devido ao tempo limitado entre as sessões para que a troca de motor fosse concluída.

A Foyt, equipe dos brasileiros Tony Kanaan e Matheus Leist, continuou apresentando resultados muito ruins. Leist fez apenas o 18º melhor tempo e Tony Kanaan ficou em último na tabela de tempos depois de completar apenas 7 voltas.

Confira abaixo os tempos do TL2:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]