Post Page Advertisement [Top]

Ryan Hunter-Reay liderou o quarteto da Andretti Autosport nos testes realizados no Iowa Speedway na quarta-feira passada.
Nessa quarta-feira seis carros da Honda e sete carros da Chevrolet se preparavam para a 11ª rodada da temporada, que será realizada na semana que vem no Iowa Speedway, a apenas quatro dias da prova oficial.
Nos 11 anos desde que Iowa se juntou calendário da fórmula Indy, a Andretti Autosport venceu sete vezes, com Hunter-Reay conseguindo três dessas vitórias. Seu tempo nesse treino foi de 17,72 segundos - uma média de 181,63 mph - bem próximo da pole do Will Power no ano passado com o os aerokits feitos pelas fabricantes de motores. No ano passado, o australiano conseguiu uma média de duas voltas de 17,38 s (185,21 mph).
Hunter-Reay, que, agora, é o vice-líder do campeonato com o segundo lugar conquistado na corrida passada em Road America no último final de semana, foi 0,03s mais rápido do que o companheiro de equipe Alexander Rossi, que tem a mesma pontuação que Hunter-Reay, mas é oficialmente o terceiro na tabela de pontuação, por ter menos segundos lugares no critério de desempate. Marco Andretti, cuja última vitória aconteceu em Iowa em 2011 e encara o maior jejum de vitórias entre os pilotos em atividade na Indy, foi o terceiro, 0,03 segundo à frente do novato Zach Veach, que correu em Iowa três vezes na Indy Lights, tendo como melhor resultado um segundo lugar no ano retrasado.
Josef Newgarden, que venceu a corrida de Iowa em 2016, quando ainda não corria pela Penske, liderou o contingente da Chevrolet e foi o mais rápido pela fabricante americana com o tempo de 17.84 segundos.

Mas muito desse resultado se deve a segunda falha no motor de Will Power num intervalo de quatro dias. Rob Buckner, representante da Chevrolet na Indy, disse que a questão do motor da Power no começo da corrida de Road America, no último domingo “parece ser uma questão do sistema de ignição. A quebra de motor em Iowa ainda está sendo investigada, mas não parece ligada ao problema observado em Road America”.
Com o foco na corrida, as equipes estão relatando que o Iowa Speedway está com mais bumps este ano e a alta degradação dos pneus Firestone, mais uma vez, vem preocupando as equipes. 

Assim como em Phoenix, algumas equipes relataram que o desgaste em Iowa aumentou com relação ao ano passado, e que dificilmente os pneus vão aguentar o suficiente para esgotar o galão de gasolina e fazer as 85 voltas calculadas para o circuito de Iowa. 

Também foi visto uma vantagem da Honda perante a Chevrolet, tanto nas equipes grandes, representadas pelo embate entre Andretti Autosport e Team Penske; tanto pelas equipes menores, onde a Schmidt-Peterson ficou a frente da Ed Carpenter Racing, da AJ Foyt Racing e da Harding Racing, que também estiveram presentes no teste.

Entre os brasileiros, apenas Matheus Leist esteve presente no teste de quarta-feira. O estreante de 19 anos fechou a tabela de tempos, fazendo 18,71 segundos. Os tempos foram divulgados extra-oficialmente por Marshall Pruett na RACER.com:


Fonte: RACER e Motorsport

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]