Post Page Advertisement [Top]

A IndyCar realizou seu primeiro teste prático com o aeroscreen no oval de Phoenix da semana passada, com o Scott Dixon, da Chip Ganassi Racing, que deu um veredito positivo, mas salientou que ainda há trabalho a ser feito para que ele possa ser implementado em todos os circuitos.

Além disso o teste do simulador da IndyCar com a Dallara em Indianápolis sugeriu que os circuitos de rua podem representar um desafio para o aeroscreen devido à frequência com que os pilotos mudam seu ponto focal em uma volta.

Jeff Horton, diretor de engenharia/segurança e líder do projeto do aeroscreen da IndyCar, disse ao site Motorsport que a IndyCar espera testar nas primeiras pistas da rua da temporada.

"Nós realmente gostaríamos de fazer algumas coisas nos circuitos de rua, porque no vidro original e com o aeroscreen original tivemos problemas nas simulações em Long Beach, mas tivemos zero problemas em Watkins Glen. Gostaríamos de fazer alguns testes na vida real em uma pista onde há algo perto de você, como muros ou outras coisas", disse Jeff.

"Então, o que vai acontecer, vamos deixar nosso kit junto ao que estava no carro da Ganassi de Scott, e tentaremos encontrar alguém e um lugar para testá-lo. As pistas de rua estão com cronogramas cheios, mas vamos tentar fazer isso o quanto antes. Temos duas chegando: St Petersburg e Long Beach".

Essa é mais ou menos a visão do piloto dentro do cockpit usando o aeroscreen.

Jeff também deixou claro que a intenção da IndyCar é introduzir o aeroscreen apenas em 2019.

"Meu palpite é que em 2019 é mais provável, estamos nos preparando para fazer nossos testes de impacto e tudo isso", disse. "A temporada se passa muito rápido, e a fabricação de todas as peças tem que estar na lista".

Fonte: Motorsport

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]