Post Page Advertisement [Top]

Uma série nova para entreter vocês na silly season gigante da Indy. Juntamos cinco dos escritores do site (Daniel Palermo, Filipe Dias Dutra, Marcelo Augusto, Matheus Antônio da Silva e Rômulo Silva) para comentar sobre a temporada de 2017 de todos os pilotos.


Depois de cinco anos sem fazer uma temporada completa na Indy, desde a falência da Panther, Hildebrand entrou na Ed Carpenter Racing. E, como bom pilotoda Carpenter, foi visível apenas nas corridas em circuitos ovais. Com uma corrida a menos na temporada, Hildebrand terminou o ano em 15º.


No ano:                                               Na carreira:
Corridas: 16                                        Corridas: 56
Vitórias: 0                                           Vitórias: 0
Pódios: 2                                             Pódios: 3
Top 5: 2                                              Top 5: 7
Top 10: 2                                            Top 10: 14


Como foi a ressurreição de JR Hildebrand?

Rômulo Silva: Um fiasco. Talvez a única coisa boa pra se retirar da temporada do rapaz seja o segundo lugar em Iowa quando ele tentou, sem sucesso, tirar a vitória do Hélio.

Filipe Dutra: Se Hildebrand fosse uma fênix, suas chamas seriam de festim. Ele foi esforado, sem dúvida, mas não mostrou muito mais talento do que era esperado (principalmente antes de 2011) e, portanto, deve repensar em novos ares.

Daniel Palermo: Foi um péssimo ano para o piloto norte-americano. Se eu fosse dono de alguma equipe, não o contrataria para uma full season ano que vem.

Matheus Antonio da Silva: Tirando Iowa e Phoenix eu não lembro de nada dele no ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]