Road to Indy: Preview de Road America

Os campeonatos do Road to Indy chegam a sua metade em Road America, Elkhart Lake ou como você chame o maior circuito misto da atualidade nos Estados Unidos. Vejamos como cada campeonato chega para suas rodadas duplas.


USF2000

Saudades dos 666 carros da USF2000.
Bem, Oliver Askew e a Cape Motorsports vem dominando de forma gigantesca o campeonato, com cinco vitórias em seis etapas. Com isso, o americano vencedor do Mazda Road to Indy Shootout  já tem SESSENTA PONTOS  de diferença para o segundo colocado no campeonato, Rinus Van Kalmthout, da Pabst Racing; um pouco mais atrás no campeonato vem Kaylen Frederick (Team Pelfrey) e o veterano Parker Thompson (Exclusive Autosport), que completaram cinco das seis provas entre os cinco primeiros. 

E esses três são os únicos pilotos que tem mais da metade dos pontos do líder Oliver Askew.

Entretanto, o grid vem sofrendo um pequeno downsizing, principalmente por problemas financeiros da Newman Wachs Racing e da Carlin Benik Racing. A Newman Wachs esteve as duas primeiras etapas com três carros e na última etapa em Indianápolis eles apareceram apenas com o #36 de Dakota Dickerson; nessa etapa, o #36 volta, mas com um novo piloto: Darren Keane. 

E a Carlin Benik já não é Carlin Benik: ela passou para a Benik na segunda etapa do campeonato (a equipe pulou a primeira etapa por problemas financeiros) e na terceira etapa ela se tornou Benik Kart. Na quarta etapa, vejam só, mudaram de nome de novo, para BN Racing, com uma parceria de uma garageira de Kart inglesa. A BN estreou David Malukas na terceira etapa e continuará com ele, mas mudando o número do carro para #79. Junte isso com a falta de Luke Gabin (Exclusive Autosport), de Ayla Ågren (Team Pelfrey) e Kris Wright (John Cummiskey Racing), temos dezenove pilotos. 

Dois desses pilotos são brasileiros. Lucas Kohl vem enfrentando seu inferno astral sendo atingido na primeira volta em quatro das seis largadas do ano, conseguiu ""desviar"" dos acidentes da última prova para fazer seu primeiro Top 10 no ano, e agora quer manter essa coisa de não ter um azar gigantesco e bater/ser batido na largada. Bruna Tomaselli vem sua quarta/terceira etapa na categoria (ela correu a primeira rodada dupla com o carro antigo da categoria) vem seguindo calmamente em sua adaptação a toda essa parte de automobilismo estrangeiro e, pela primeira vez, será a única mulher no grid.

As provas da USF2000 acontecem na sexta e sábado á tarde.

Pro Mazda

O grid que cabia em uma curva agora terá quase vinte carros.
A melhor categoria do mundo segue para sua terceira etapa do campeonato, já que a categoria pulou Barber essa temporada. Na primeira rodada dupla, duas vitórias de Anthony Martin (Cape Motorsports) e na segunda rodada dupla, duas vitórias de Victor Franzoni (Juncos Racing). 

Com isso, os dois são os líderes do campeonato, com Franzoni se sagrando líder por seis pontos. Isso porque, na última prova, finalmente a Team Pelfrey começou a mostrar as garras. Na segunda prova de Indianápolis, TJ Fisher, que vinha sendo terceiro nas outras três provas, e o brasileiro Carlos Cunha conseguiram se posicionar a frente de Martin e completaram o pódio, deixando Franzoni a frente do campeonato.

Isso fez com que a próxima etapa seja uma incógnita. Não só o duelo entre Martin e Franzoni mas também o quanto a Team Pelfrey e seu trio evoluiu, se conseguira se intrometer entre os líderes ou até ultrapassá-los.

Se a USF2000 sofre com o downsizing, a Pro Mazda vê seu grid ficar cada vez maior. Teremos a presença de mais três pilotos estreantes nesse fim de semana: Kris Wright, que pilotou na John Cummiskey Racing pela USF2000, estreará pela Pro Mazda pela JDC Motorsports, que estava morta e agora ressuscita; e uma nova equipe na classe expert, a Unfair Advantage Motorsports, uma garageira de Austin que produz equipamentos de telemetria e GPS, ela alinhará dois carros para os donos da garageira, Dave Zavelson e Kevin Bury.  Com isso, o grid terá dezessete carros, onze na categoria normal e seis na categoria expert (de pilotos com mais de trinta anos e motor menor).

Assim como a USF2000, a Pro Mazda corre uma prova na sexta e outra no sábado.

Indy Lights

No ano pássado o pódio teve Urrutia e um brasileiro. Nesse ano tem??
O campeonato chega para sua oitava e nona corridas em uma bagunça total. os dois primeiros colocados do camponato, Kyle Kaiser (Juncos Racing, 151 pontos), Nico Jamin (Andretti Autosport, 137) e cColton Herta (também Andretti, 129) foram bem em Barber e no misto de Indianápolis, mas decepcionaram no oval. Isso ajudou Neil Alberico, Aaron Telitz e Matheus Leist na briga pelo título e deixa tudo em aberto.

Os mesmos catorze carros que largaram na Freedom 100 estarão presentes em Road America. E a prova em Elkhart Lake é o início de uma sequência de quatro fins de semana que definirão os postulantes ao título no fim do campeonato, assim, ir bem nessas provas é imprescindível para brigar por um milhão de dólares e uma vaga na principal categoria do autmobilismo de monopostos americano.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário