Post Page Advertisement [Top]



Animado, impressionado, sorrindo, rindo. Estas foram as primeiras reações de Esteban Gutierrez depois de ter treinado no seu primeiro oval da vida, no Iowa Speedway, palco da próxima etapa da Indy, no dia 9 de julho. O piloto mexicano está na categoria desde Detroit, mas pulou Texas barrado pela própria IndyCar pela sua inexperiência em ovais. Convenhamos, Texas não era lugar do primeiro teste, mas Iowa é.

O ex-piloto de F1 de 25 anos de idade, agora na Dale Coyne, contou suas primeiras observações depois de sair do carro à revista Racer:

"Eu definitivamente tenho um grande respeito pelos pilotos que fazem isso há muito tempo. Foi muito animador. Completei um monte de voltas, e como é a minha primeira vez num oval, fui pegando o jeito progressivamente e fiquei impressionado com o quanto você sente do carro. Cada detalhe, cada mudança. Realmente o oval te dá mais sensações do carro em comparação com um misto. Isto foi o que mais me surpreendi sobre o teste".

"Tem uma demanda mental forte, mais do que eu esperava. Você não pode parar, e o foco é constante. Foi importante para mim testar e sentir isso. Vai demandar tempo para adaptar. Estou pegando o jeito de uma forma muito paciente. Felizmente, pude ir de pé em baixo o tempo todo, indo cada vez mais rápido. Foi algo especial."

"Se tem algo que eu possa recomendar para todos os pilotos ao redor do mundo, é para testar um oval, porque isso te dá algo que um misto normal não te dá. Um: ajuda a ter mais sensibilidade quando precisar. O oval te ensina a ser assim. Dois: você sente cada movimento do carro, e por um longo período de tempo. Você tem a sensação de cada mudança que faz no carro, e te ensina a guiar num oval. Te dá uma maior percepção de o que acontece ao redor do carro. Você sente como as molas do amortecedor, e a altura do carro, mudam conforme o tempo passa. É muito interessante."

"Você também sente essas mudanças num misto, mas o fato aqui é que está fazendo curvas em boa parte do tempo num oval, pé em baixo. A sensação é mais pura aqui, e você deve ser mais consistente. Se sente o carro o tempo todo durante uma volta, e isso te dá informações toda hora. Parece algo básico por fora, mas é mais complicado por dentro, talvez até mais complicado do que num misto comum."

Para quem não demonstrava expectativa alguma antes de entrar e sair andando num oval pela primeira vez, a experiência parece ter sido incrível. Talvez ajude pilotos e pessoas que menosprezem um oval visto por fora a pensar mais no que dizem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]