Takuma Sato faz história e se torna o primeiro japonês a vencer as 500 Milhas

Outrora subestimado e desdenhado por muitos, o "samurai voador" Takuma Sato foi o grande vencedor da 101ª edição das 500 Milhas de Indianapolis. Em uma disputa de tirar o fôlego com Hélio Castroneves nas voltas finais, o japonês conseguiu garantir o lugar mais alto do pódio.



Grande novidade nesta edição, a participação de Fernando Alonso foi digna de aplausos. Apesar de abandonar a prova no fim devido a problemas no motor (que coisa hein...), o bi-campeão da F1 fazia uma corrida bastante consistente, chegando a assumir a liderança a partir da volta 37, após ultrapassar o companheiro de equipe e campeão da Indy 500 de 2016, Alexander Rossi.

O susto do dia ficou por conta do acidente fortíssimo envolvendo Jay Howard e Scott Dixon. Apesar do abandono e do fim das boas chances de vitória (afinal o neozelandês largou na pole), o veterano saiu no lucro pela destruição do #9 e o impacto que teve batendo no muro. Ambos foram liberados pelo centro médico da pista sem problemas.


"Estou bem, apenas chateado pela equipe. Definitivamente, foi um acidente grave. Nós temos de agradecer aos fiscais e aos padrões de segurança que temos agora", disse Dixon, surpreendente tranquilo após o acidente.

Como sempre em Indianapolis, as últimas voltas foram sensacionais. Max Chilton conseguiu segurar por algumas voltas após o recomeço de prova depois de um acidente envolvendo Servià, Davison, Power, Hinchcliffe e Newgarden. Sato e Castroneves tinham visivelmente carros mais rápidos e após ultrapassarem Chilton, iniciaram um grande duelo pela primeira posição. Castroneves pressionou, tentou de todas as formas, mas Sato se defendeu muito bem e não deu brechas para o brasileiro que mais uma vez terminou uma corrida na segunda colocação. Foi a terceira vitória da Andretti Autosport nas últimas quatro edições da Indy 500.


“Inacreditável, é a melhor sensação. Foi lindo, não tenho como agradecer minha equipe o suficiente. Espero que o público tenha gostado. Com três voltas para o fim eu não sabia como, mas tinha que ir para cima de algum jeito”, disse Takuma bastante feliz.


Melhor novato dessa edição, Ed Jones conquistou uma surpreendente terceira posição, mostrando a força da pequena Dale Coyne neste ano.


Tony Kanaan fez uma ótima prova e fechou em quinto, conquistando pontos importantes para a disputa do campeonato. A Fórmula Indy volta a acelerar já no próximo final de semana, dias 3 e 4 de junho com a rodada dupla de Detroit. Confira abaixo a classificação final da corrida:




Fonte: Motorsport/IndyCar
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário