[PRO MAZDA] Team Pelfrey domina quase tudo nos treinos de primavera.

A equipe amarela e preta dominou praticamente todas as sessões do treino de primavera, mas no caminho tinha um Anthony Martin. O brasilerio Carlos Cunha estreia bem e até lidera uma sessão.
Metade dos carros que estavam nos treinos estão nessa imagem.
Nesse ano, em substituição ao Cooper Tires Winterfest, as categorias do Road to Indy partiram para o circuito de Homstead-Miami para dois dias de treinos (28 de fevereiro e 1º de março). A USF2000 realizou seis sessões nos treinos de primavera, três na terça-feira e três na quarta-feira; com uma sessão sempre realizada pela manhã e as outras duas realizadas à tarde.

Apesar dos vários incentivos que a categoria vem tentando imprimir para fazer a Pro Mazda ter um pouco mais de carros, os testes de primavera tiveram apenas sete carros presentes. 


Não é a Juncos, é o Jeff Green.
A Team Pelfrey trouxe força total com seus três pilotos contratados para esse ano: o veterano TJ Fischer, o russo oriundo da USF2000 Nikita Lastochkin e o Brasileiro Carlos Cunha Filho (que já virou Carlos Cunha mesmo nos EUA), oriundo da F-3 Brasil. A Cape Motorsports marcou presença com o campeão da USF2000 do ano passado, Anthony Martin, que guardou segredo sobre qual equipe correria até o último dia.

Muito provavelmente Anthony Martin e Cape Motorsports serão os únicos capazes de fazer frente a Team Pelfrey. Isso porque a Juncos Racing não se manifesta sobre seu futuro na Pro Mazda, e a venda de dois lotes de chassis para Max Hanratty (que fundou a Leader Edge Grand Prix e já não compareceu no primeiro treino coletivo) e Jeff Green (que fundou a Green Racing e nem se deu ao trabalho de mudar a pintura tradicional da Juncos) corroboram a saída da equipe de Ricardo Juncos, que abriu um projeto para correr a Indy 500 desse ano e está precisando de dinheiro.

No primeiro dia de treinos a Team Pelfrey domina, com cada um de seus pilotos liderando uma sessão: Nikita Lastochkin lidera a primeira, TJ Fisher lidera a segunda e Carlos Cunha lidera a terceira e última sessão do primeiro dia. Anthony Martin, fazendo o trabalho de ajustar o carro sem companheiro de equipe, fecha o dia com o quarto melhor tempo, muito a frente dos carros da World Speed e de Jeff Green.


Tempos do primeiro dia. Esqueci de colocar o Carlos Cunha em amarelo.

No segundo dia houve um plot twist: após conseguirem um bom acerto, a Cape Motorsports e Anthony Martin conseguiram melhorar seus tempos e, como ambos são especialmente bons em treinos, logo conseguiram dominar pela manhã, ficando a frente do trio da Team Pelfrey.


Na primeira sessão da tarde as coisas voltaram momentaneamente ao normal, com TJ Fisher liderando, Carlos Cunha em segundo e Nikita Lastochkin em terceiro e, no último treino do dia, Martin voltou a liderar, pois os carros da Team Pelfrey fizeram voltas com pneus mais usados.  

Tempos do segundo dia.
No fim do dia, Martin fez o melhor tempo, a frente de Cunha por menos de um décimo. Fisher e Lastochkin ficaram com o terceiro e quarto tempos, respectivamente, muito a frente dos carros da World Speed e de Jeff Green.

Todos os sete carros, além de Max Hanratty na Leader Edge e da Fat Boy Racing, que ainda não anunciou os pilotos para seus dois carros, estarão presentes na rodada dupla de St. Petersburg, no fim de semana que vem. 

E Carlos Cunha declarou que... Bem, ele grava vídeos para a página do pai dele no Facebook, então a gente prontamente rouba eles para colocar aqui no post:


Até lá!!
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário