As equipes que deixaram a IndyCar nos últimos anos

O anúncio do encerramento das atividades da KV Racing Technology foi a mais recente adição à lista de equipes que escolheram ou foram forçadas por diversas circunstâncias a cortar, fundir ou encerrar seus programas na IndyCar nos últimos anos.


Aqui estão algumas das equipes em tempo integral da IndyCar listadas pela revista norte-americana RACER  que deixaram de funcionar desde a unificação em 2008. Os times estão listados pela ordem de suas saídas.

Beck Motorsports


Era uma equipe da Indy Racing League de propriedade de Greg Beck. Funcionou durante 1995-2009.

Vision Racing 


Foi criada pelo fundador da IRL, Tony George, em 2005, depois que George comprou os ativos da extinta Kelley Racing e contratou seu enteado Ed Carpenter para ser o piloto . A equipe competiu por 2010, mas George e Carpenter posteriormente retornaram com a Ed Carpenter Racing em 2012.

FAZZT Race Team


Equipe fundada pelo empresário de Montreal Andre Azzi, o veterano piloto Alex Tagliani e o ex-co-proprietário da Kelley Racing, Jim Freudenberg. Tagliani dirigiu para a equipe para sua única temporada em 2010, após a qual, a Sam Schmidt Motorsports comprou os ativos da FAZZT e reteve todo o pessoal, incluindo Tagliani, para 2011.

Conquest


Propriedade de Eric Bachelart, tambeém disputou Indy Lights e Atlantic. Depois de sua última temporada na IndyCar em 2011 com Sebastian Saavedra ( na foto ), a equipe se mudou para a ALMS. Um ano depois suspendeu suas operações completamente.

Newman / Haas Racing


Formada pelo atleta de longa data Carl Haas e ator / piloto Paul Newman, a Newman / Haas Racing foi um gigante da era CART desde 1983, mas lutou na transição para IndyCar após a reunificação. Faleceu no final de 2011.

HVM Racing


Foi fundada por Keith Wiggins para competir na IndyCar após a reunificação, iniciando uma nova vida para a organização que começou como Bettenhausen Motorsports e passou a atuar como Herdez Racing, Minardi Team USA e CTE-HVM Racing em CART/Champ Car. Depois de contar com Simona de Silvestro ( na foto ), a HVM deixou a categoria no final de 2012 e seus ativos foram leiloados.

Dragon Racing


Fundada por Jay Penske, filho do lendário Roger Penske. Competiu na IndyCar entre 2007-2014, antes de optar por mudar para a Fórmula E.

Panther Racing


A equipe da pantera chegou a alcançar resultados consistentes em Indianapolis, onde terminou em segundo quatro anos seguidos entre 2008 a 11. No entanto, sua perda do patrocínio da Guarda Nacional Americana, que resultou em um processo judicial, levou a Panther a suspender as operações após a temporada de 2013.

Sarah Fisher Racing


A até então piloto da IndyCar, Sarah Fisher, formou a equipe em 2008, juntamente com seu marido Andy O'Gara e seu pai, John O'Gara, para disputar parcialmente o campeonato. Depois que o petroleiro Wink Hartman chegou a bordo como um co-proprietário, a equipe conseguiu bons resultados com o novato Josef Newgarden antes de se fundir com Ed Carpenter Racing para formar CFH Racing em 2015. Fisher e Hartman terminaram sua propriedade na equipe após um ano.

KV Racing


Baixa mais recente na Indy, o time foi originalmente formado como PKV Racing, resurgindo dos restos da equipe PacWest da CART. A KV Racing começou a engrenar após a unificação sob a posse do empresário australiano Kevin Kalkhoven e do ex-piloto Jimmy Vasser, destacado pela sua vitória na Indy 500 de 2013 com Tony Kanaan. Mais vitórias seguiram em cada uma das três temporadas seguintes com Sebastien Bourdais até fechar as portas recentemente.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário