• GP de Boston enfrenta resistência de alguns moradores locais

    Alguns moradores de Boston estão insatisfeitos com a realização da corrida e tentam desligar a cidade do GP. O grupo, que se chama Coalition Against IndyCar Boston, tem sido contra a etapa desde o anúncio do evento.

    GP de Boston está marcado para o dia 4 de setembro. (Foto: Boston Globe)

    Mais recentemente, o grupo pediu ao governador do Estado de Massachusetts, Charlie Baker que obrigasse os organizadores, a cidade de Boston e outras agências estatais que trabalham com a corrida que tivessem o planejamento revisto em conformidade com a Lei de Política Ambiental de Massachusetts. De acordo com o site Boston Globe, processos desse tipo são 'tipicamente minuciosos e de processo demorado'.

    "Nós sentimos que a corrida vai causar grandes danos ao meio ambiente, devido ao ruído, tráfego, construção, resíduos perigosos, além da área marítima", disse Larry Bishoff, co-presidente da coalizão, em um comunicado.

    Nesta semana, o grupo enviou um documento de 18 páginas delineando as suas preocupações para Matthew A. Beaton, o secretário do Gabinete Executivo de Energia e Meio Ambiente, e Deirdre Buckley, o secretário-assistente.

    As principais preocupações incluem a construção de estradas, os efeitos sobre o tráfego, ruído e potenciais ameaças aos parques. John Casey, o diretor financeiro do GP de Boston, disse que também recebeu uma cópia da carta, e de acordo com o Boston Globe, ele disse que os organizadores da corrida irão abordar cada ponto.

    Vamos aguardar o desenrolar dessa treta.

    Fonte: AutoWeek
  • POSTAGENS RELACIONADAS

    3 comentários:

    1. Pois é, mais um evento que poderá ser cancelado e ir para o currículo da Indy. Pelo tipo de reclamação parece que a categoria pisou na bola (embora não sei dizer se os outros que foram cancelados anteriormente foram devidos a questões ambientais).
      Em relação a inclusão de novos circuitos, o que acho mais chato atualmente é que a Indy está buscando mais pelos circuitos de rua e abrindo mão dos ovais, pois estes se localizam em áreas muito distantes de locais habitados. Eu sei que essa busca pelos circuitos de rua é uma tentativa de se aproximar do público, mas por outro lado sempre há um risco maior de haver o cancelamento. Espero que a corrida de Boston não seja cancelada.

      Um abraço!

      Karl

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Concordo.
        Acho que a indy deveria ir para mais circuitos ovais e ir para circuitos misto normais e não de rua!
        São so 5 ovais esse ano (Phoenix,Indianapolis,Iowa,Texas e pocono).
        E são 6 nas ruas.

        Excluir
      2. A verdade é que os dirigentes tem a mesma vontade que a nossa, de incluir mais ovais ou pelo menos manter um calendário equilibrado, parecido com o que havia nos anos iniciais da "reunificação". Porém, a categoria não tem mais aquela popularidade dos anos 90 e essa rejeição pelos ovais faz sentido, pois a meta atual é conquistar mais público e o que está próximo ao povão são as ruas.
        Acho só que eles devem ser mais cuidadosos ao fazerem acordos com esse tipo de circuito; parece que há mais exigências a serem cumpridas para se realizarem corridas nas ruas. E eles (a Indy) não estão olhando direito para as exigências e por isso devem abrir o olho, senão teremos mais corridas canceladas e com mais corridas canceladas, ficaremos frustrados com um calendário minguado.

        Um abraço!

        Karl

        Excluir