Indy Lights: Juncos divulga seus pilotos para 2016, Pigot é substituído por um fantasma.

A equipe do campeão desse ano, Spencer Pigot, apresentou a sua nova dupla dinâmica para 2016. Só um elemento da equipe mudou, mas apenas essa mudança pode alterar e muito a equipe no ano que vem.
Ano da Juncos para 2016, uma charada #humor
Nessa semana, mais exatamente no dia 15 de dezembro, a Juncos Racing divulgou quem vai ocupar a vaga deixada pelo campeão da Indy Lights desse ano, Spencer Pigot.

Zachary Claman Demelo, ou Zach Claman de Melo, que, apesar do nome ser uma mistura de inglês, italiano e ibérico, é Canadense. Nem o press release nem o driver database sabem a idade dele, mas pesquisei e descobri que ele tem 17 anos. 

única foto de Zachary tirada depois de 2013 que achei.
A alguns anos atrás foi chamado de "Próxima estrela canadense nos monopostos", pois os vários títulos que ele ganhou nos karts já chamavam a atenção da mídia automobilística local, incluindo o tricampeonato no principal campeonato de kart do Canadá. Zachary no ano passado correu em todas as categorias de Fórmula Renault 2.0 existentes, como a Eurocup, a Alps e a NEC, além de uma categoria de F3 Inglesa onde era o único na categoria.

É importante salientar que, aparentemente, ele sumiu da Internet desde 2013. Seu site é de 2012, parece feito em 2002 e não possui uma opção selecionável em seu menu. O site da F3 Inglesa, onde ele correu, não possui informações sobre ele, bem como o site da F-renault 2.0. Seu perfil no twitter não possui atualizações desde fevereiro de 2013, e sua página do facebook foi abandonada ainda antes, em abril de 2012.

Isso só fomenta a minha teoria: teremos um piloto-fantasma em 2016 na Juncos.

A maior boca da Lights continua na categoria.

Ao contrário da incógnita que a Juncos chama de piloto, a outra metade da dupla a gente conhece bem. Kyle Kaiser segue para seu segundo ano depois de uma estreia cheia de altos e batidas.

O californiano mostrou que tem muito a evoluir ao colecionar batidas na categoria. Muitas dessas em lances que pareceram mais falta de visão espacial e reflexo, como em Long Beach, Indy Misto e Toronto. O piloto, apesar da nacionalidade, também não se mostrou muito afeito aos ovais, bem como a Juncos como um todo. Entretanto, os resultados na metade final do ano, deram uma melhorada na estima de Kaiser, e me fazendo ter esperanças de que ele pode mudar e se tornar um nome forte para 2016, se melhorar seus pontos fracos.


Com um piloto fantasma e um piloto na corda bamba, ninguém sabe o que esperar da Juncos para 2016. Podem ir muito bem, ainda mais no grid, até agora, meia boa da Indy Lights no ano que vem, mas pode ser também a receita de um desastre.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários:

  1. Eu puxei a capivara dele do DDB tbm...Tava curioso pela idade dele. É assustador qdo não encontro alguma informação lá. O site é muito completo. A definição "fantasma" cai muito bem..hahaha

    ResponderExcluir
  2. Eu puxei a capivara dele do DDB tbm...Tava curioso pela idade dele. É assustador qdo não encontro alguma informação lá. O site é muito completo. A definição "fantasma" cai muito bem..hahaha

    ResponderExcluir