IndyCar Notes: em memória de Wilson

O show deve continuar. Foi isso que os pilotos concorrendo ao título da temporada da IndyCar este ano declararam, em um encontro com o senador do estado da Califórnia, Jim Nielsen, e o gerente do Sonoma Raceway, Steve Page, nesta manhã (27),  em Sacramento.

O senador chegou no carro de dois lugares pilotado pelo líder do campeonato, Juan Pablo Montoya. Estiveram também Graham Rahal, Scott Dixon, Helio Castroneves, Will Power e Josef Newgarden.


Além de divulgar a prova, os pilotos e o manager de Sonoma conversaram com o senador sobre a importância da prova para o crescimento da economia e da cultura do estado. Mas o assunto não poderia deixar de ser a morte de Justin Wilson, nesta segunda. E os pilotos foram enfáticos: correr é terapêutico.

“É difícil o tempo todo, e não fica mais fácil aceitar a morte de Justin”, disse Scott Dixon. “Mas, quando se está no carro, você desliga. Você se foca como entrar na próxima curva mais rápido, e a estratégia de corrida na cabeça. Você se concentra totalmente na corrida”.

---

Como parte das ações promocionais da prova de Sonoma, Graham Rahal foi ao jogo do San Francisco Giants contra o Chicago Cubs para dar o “pontapé inicial”. E até nesse momento Justin Wilson foi lembrado. Antes do início da partida, foi respeitado um minuto de silêncio em memória do inglês, e o piloto norte-americano estava vestindo a camisa número 25, que estava na dorsal de Wilson.

---


Uma torcedora de 85 anos vai assistir ao vivo sua primeira prova em Sonoma. Catherine McKenna, de Sacramento, terá a oportunidade de acompanhar a decisão da IndyCar ao vivo e torcer para seu piloto favorito. Adivinha quem? Helio Castroneves.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário