Pro Mazda: Com direito a drama na última corrida da Pro Mazda em Sonoma, e Pigot é campeão!

A última prova da Pro Mazda em 2014 adquiriu tons épicos nesse sábado. Com direito a emoção, recuperação, reviravoltas e polêmicas, Jose Gutierrez vence uma prova mergulhada no caos e Spencer Pigot se recupera da prova de ontem, se sagrando campeão em 2014.


Ontem os dois postulantes ao título, Spencer Pigot (Juncos Racing) e Scott Hargrove (Cape Motorsports) duelaram pela ponta e se tocaram, com Hargrove levando a melhor e assumindo a liderança do campeonato.

Hoje (23 de agosto) os dois largariam novamente na primeira fila: Hargrove na pole e Pigot em segundo. Kyle Kaiser (Juncos) e Neil Alberico (Cape) dividiriam a segunda fila e Jose Gutierrez (Juncos) e Slelby Blackstock (Andretti) na terceira fila.

A largada, assim como ontem, deu ruim:

Largada confusa (youtube @Co Force TV)

Na imagem podemos ver Hargrove (carro branco) largando limpo e assumindo a ponta. Vemos também o toque que ocorreu entre Pigot e Alberico (companheiro de Hargrove na Cape Motorsports) se tocam e rodam na pista. Kaiser acaba envolvido também, e já começam os rumores de Alberico ter tocado em Pigot propositalmente (o que, na minha opinião, não pareceu).

O caos se instaurou logo na largada, mas todos iam conseguindo desviar dos dois que rodaram até que Stan Kohls, de 66 ANOS, acertou sua companheira de equipe Michelle Bumgarner (das FILIPINAS) e os dois vão parar na área de escape da curva 2. Bandeira amarela.

Com isso, Hargrove coninuava líder, com Gutierrez em segundo, Blackstock em terceiro e o brasileiro Nicolas Costa (Team Pelfrey) em quarto; Pigot cairia para 17º, com Kaiser em 18º e Neil Alberico em último. Para Pigot ser campeão, ele teria que terminar a corrida na frente de Hargrove, e o piloto principal da Juncos precisava recuperar seu terreno a qualquer custo.

Última largada de 2014.
Bandeira verde na volta 4 de 18 voltas. Nas voltas seguintes, Hargrove era quase meio segundo mais rápido que o resto do pelotão, e ia abrindo certa diferença para todos. Enquanto isso, Pigot ia subindo posições lentamente, em um circuito difícil de ultrapassar como o Sonoma Raceway.

Na volta 8, Hargrove já tinha quase quatro segundos de diferença para Gutierrez, enquanto Pigot estava na oitava posição, mais de dez segundos atrás. Nessa volta, Nicolas Costa assume a terceira posição passando Blackstock.

A cinco voltas do fim, Hargrove perdia lentamente a sua diferença para Gutierrez, que agora estava em 1,3 segundos. Pigot estava na sétima posição, atrás de Gutierrez, Costa, Blackstock, e dos novatos Jake Aitken (Team Pelfrey) e Joey Bickers (World Speed Motorsports), a 12 segundos do líder Hargrove. Nessa volta (volta 13), a bandeira amarela é acionada, pois Kyle Kaiser (Juncos Racing)fica parado na área de escape da curva 2. Pouco tempo depois, o carro de Kaiser volta a funcionar, e o piloto nem chega a perder volta.

Essa bandeira amarela só deu mais margem para discussão: será que Ricardo Juncos teria mandado Kaiser, que estava bem atrás na prova, parar e acionar a bandeira amarela?

Poucos suspeitariam que essa única volta em bandeira amarela mudaria muita coisa. A relargada na volta seguinte (volta 14), Hargrove continuaria na ponta, e Pigot ultrapassou Bickers. Na volta seguinte, Hargrove começou a ter problemas mecânicos em seu carro, e na volta 16 Hargrove abandona!!! 

Subitamente, Jose Gutierrez assumia a ponta e Pigot sobe para o quinto lugar! Não há mais mudanças e Gutierrez vence!  O brasileiro Nicolas Costa faz mais uma ótima prova e termina no segundo lugar (oitava vez que o piloto completa entre os cinco primeiros), Blackstock em terceiro, Jake Aitken em quarto na sua estreia.

Felipe Donato, também brasileiro que disputa a Pro Mazda pela M1 Racing, largou em penúltimo, evitou os incidentes e conseguiu terminar a prova em 13º.


Pigot termina em quinto lugar e se sagra campeão! Com isso, o piloto da Juncos ganha meio milhão de dólares de prêmio (que deve dar pra comprar um carro completo da Indy Lights no ano que vem), e uma vaga na Indy Lights de 2015!
Spencer Pigot (em pé) e Jose Gutierrez (no colo).
Hargrove, mesmo abandonando a prova, ainda consegue o rookie of the year com o segundo lugar no campeonato. A Juncos Racing consegue o título de equipes, e Bobby Eberle se sagra campeão da categoria Expert (para pilotos com mais de 30 anos) afinal, ele foi o único dessa categoria que completou todas as provas de misto.

Entre os brasileiros, Nicolas Costa se recuperou desde que abandonou a M1 Racing e assumiu um carro na Team Pelfrey, onde conseguiu oito Top 5 em oito provas que disputou pela equipe e terminou o campeonato na quinta posição.  Felipe Donato fez suas cinco primeiras provas na Pro Mazda, e terminou o campeonato na 19ª posição com dois Top 10.


Agora,com o campeonato terminado, vem a silly season. Acompanhe conosco quem que vai pra Indy Lights, quem permanece, quem serão os novatos e quem disputará o campeonato de 2015.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário