Jack Harvey vence a primeira prova em Sonoma, e aperta um pouco mais a disputa.

Em mais um fim de semana perfeito, Jack Harvey faz barba, cabelo e bigode na primeira corrida em Sonoma e entra de vez na briga pelo título. Em fim de semana muito bom para a Schmidt-Peterson Motorsports, Luiz Razia sobe no pódio.


Após ser o mais rápido dos dez pilotos que disputam a última etapa do campeonato e conseguir a pole das duas provas do fim de semana, Harvey largou muito bem e imprimiu forte ritmo no fim da prova para garantir sua terceira vitória na temporada.

Aliás, o ponto alto da prova foi a largada e o movimento que Gabby Chaves fez na tentativa de ultrapassar Harvey. Na curva dois do circuito, Chaves colocou bastante por dentro, e com Harvey fechando a porta a sua frente, o piloto colombiano passou por fora da pista e quase causou um acidente entre postulantes ao título, como aconteceu na primeira prova da USF2000 e da Pro Mazda.

Quase deu ruim de novo.
Com o movimento, Chaves perdeu o segundo lugar para Razia no início da prova. Com essa pequena confusão na largada, Juan Pablo García pula para o quarto lugar, relegando Juan Piedrahita e Matthew Brabham para o quinto e sexto posto.

Razia conseguiu seu quinto pódio no ano.
Mas a segunda posição de Razia não durou muito tempo. Na curva 11 da volta dois, chaves dá o pulo do gato e reassume a vice-liderança da prova, partindo à caça de Harvey. Chegou a reduzir a distância para menos de um segundo, mas após a metade da prova, seu conjunto já não se mostrava tão rápido quanto o do piloto inglês, e foi perdendo terreno.

Luiz Razia começou a andar mais rápido no fim da prova, mas sua diferença para o segundo lugar era grande e o piloto não conseguiu brigar mais pela segunda posição. Entretanto, em momento algum foi ameaçado por seus companheiros da Schmidt-Peterson Motorsports, que seguravam matthew Brabham e Zach Veach.

Em uma prova bem morna e sem trocas de posição da volta três até a volta vinte e cinco, Harvev vence!!! chaves passa em segundo e Razia em terceiro. Juan Pablo García repete seu melhor resultado da carreira de 39 corridas na Lights e passa em quarto, com Juan Piedrahita (também igualando seu melhor resultado, em Mid-Ohio 2) em quinto.

Harvey já estava bêbado pouco depois de abrir o champanhe.


Com isso, é hora de fazer contas. Gabby Chaves ainda é líder, doze pontos a frente de Harvey e 22 pontos a frente de Veach.

Gabby Chaves é campeão vencendo a prova ou completando na segunda posição (terminaria empatado com Harvey, caso esse vencesse, liderasse mais voltas e fizesse a volta mais rápida da prova; mas o colombiano levaria vantagem no maior número de segundos lugares).

Sendo assim, Harvey será campeão se vencer a prova e Chaves não for seguindo, e se Harvey for segundo colocado e Chaves terminar a prova abaixo do sexto posto.

Para Veach ser campeão ele precisará sair do sétimo lugar de que larga e vencer a prova, torcendo para Harvey não ser segundo e chaves não terminar pra cima do sexto lugar.

A última prova do campeonato que dará 750 mil dólares pro campeão, acontecerá hoje, à três horas da tarde no horário de Brasília.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário