A hora da decisão

Escrito Por Daniel Palermo.

Olá! Meu nome é Daniel Palermo, sou estudante de Publicidade e Propaganda, amante da Indy e sempre que precisarem de mim, estarei escrevendo no IndyCenter em troca de um prato de comida e um copo de suco!


Sim meus amigos, a temporada 2014 da Indy está chegando ao final, faltam apenas duas etapas (Sonoma e Fontana) e aí então aquela velha frase “você não nasceu pra isso” poderá ser dita a um dos pilotos da Penske. Não, não estou querendo dizer que Will Power ou Hélio Castroneves não tenham nascido para ser pilotos, muito pelo contrário, eles já mostraram o talento que possuem, mas ainda falta algo no currículo de ambos e esse algo se chama título.

Os dois postulantes ao caneco desse tem extensa carreira na Indy, Hélio corre desde 1998, sendo que desde 2000 pilota pra Penske e o Will Power está desde 2005. Os dois tem dezenas de vitórias, incluindo três Indy 500 por parte do Hélio. Todo ano eles chegam como favoritos, fazem ótimas corridas e sempre estão na disputa pelo título. Cada um deles já foi três vezes vice campeão, Hélio em 2002, 2008 e 2013 e Will Power em 2010, 2011 e 2012, mas título que é bom...

A pior situação sem dúvida alguma é a do brasileiro, com 39 anos a aposentadoria está cada vez mais perto e não restam mais tantas chances de títulos como tem o Will Power com seus 33 anos. Por outro lado a situação do piloto australiano não fica muito melhor não, ao longo de sua carreira, Will Power coleciona muitos deslizes nas pistas, na mesma proporção que encanta a todos com sua qualidade, também mostra que ainda falta algo para entrar nos hall dos chamados pilotos geniais e não sabemos até quando Roger Penske terá paciência com os altos e baixos dele.

Quis o destino que esses dois tivessem companhia na briga, e essa companhia atende pelo nome de Simon Pagenaud, francês de 33 anos, pilota para a Sam Schmidt e vem fazendo ótimas temporadas estando constantemente na parte superior da tabela. Com o histórico de vices dos dois primeiros pilotos, Pagenaud é um piloto para ser observado. Ele certamente estará à espera de um vacilo para poder surpreender a todos.

Mas história e estatísticas a parte, o que vale mesmo é dentro da pista e lá o piloto que tem mais chances de levantar a taça é Will Power. Líder do campeonato com 602 pontos, tem 39 pontos de vantagem para o brasileiro e 92 para o francês, que vem em terceiro. Se pilotar tudo o que sabe e não fazer nenhuma besteira, será muito difícil ser alcançado. Sonoma é uma pista que ele domina completamente, venceu três vezes e tem um segundo lugar e em Fontana ele é o atual vencedor. Resta para o Hélio fazer a parte dele bem feita e torcer para imprevistos acontecerem com seu companheiro de equipe.


Que vença o melhor! (Ou não...)
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Eu adoraria que Helio fosse campeão. Tem mais mídia, ajudaria muito mais a marca Indycar do que Will Power, porém, pelo esforço, pela dedicação de melhorar nas corridas em ovais, pelo esforço de se aperfeiçoar naquilo que todo mundo gosta de apontar como "grande defeito", além do nome combinar, Power merece o título mais do que Helio nesse ponto da carreira.

    O australiano vem para o quarto ano entre os primeiros dos seis que tem na Penske. Nada mal em termos de resultados expressivos. Go Go Power!

    ResponderExcluir