• Kanaan exalta bom resultado em Iowa e diz se sentir “mais confortável” na equipe

    Tony Kanaan mais uma vez bateu na trave, mas não fez o gol. O brasileiro viu sua vitória no GP de Iowa, que aconteceu neste sábado (12), indo embora nas duas últimas voltas, junto com Ryan Hunter-Reay. Mas para ele, o dia pode ser encarado como positivo.

    O piloto do carro #10 da Ganassi mostrou forte ritmo e consistência durante a corrida, sendo o piloto a ser batido. Porém, com duas voltas para o fim, acabou se vendo superado por Ryan Hunter-Reay, que havia parado há pouco para trocar os pneus.
    Ao comentar sobre seu desempenho, Kanaan declarou que a terceira colocação foi um bom resultado, e que mostrou que ele e sua equipe tem um carro bom o suficiente para conquistar vitórias no futuro.

    “Resultado forte? Eu diria que foi bom. O que posso dizer? Tivemos um bom dia. Eu digo, liderei 247 de 300 voltas. Acho que mostramos para ele o que queríamos. No final tinham algumas estratégias e apostas. Mas já ganhei corridas como essas também”, comentou o piloto.

    Tony em Iowa. (Foto: Indycar)

    Olhando ainda pelo lado bom, o piloto completou dizendo que para vencer é preciso estar no pelotão da frente, então o terceiro lugar pode ser encarado com otimismo. “Acontece que hoje eu perdi, e é apenas chato de aceitar, não posso fazer nada sobre isso”, analisou.

    “Mas acho que para vencer corridas precisamos estar correndo na frente, e é isso o que fizemos nas três últimas provas, e o que precisamos continuar fazendo”, concluiu o brasileiro.

    Tony assumiu o #10 da Ganassi nesta temporada. Passando por um período de adaptação, por estar com um time novo e toda uma equipe diferente, o piloto por fim declarou que está se sentindo muito mais confortável agora.

    “É necessário tempo para alinhar e sincronizar todos, e o piloto definitivamente é a peça mais importante que mantem a equipe inteira junta. Então me sinto muito mais confortável agora, e eles se sentem confortáveis comigo. Acho que ganhei suas confianças, provei que posso vencer corridas”, encerrou o brasileiro.

    Fonte: Grande Prêmio
  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário