Atualização dos chassis introduzida

A atualização nos chassis Dallara e a avaliação de uma caixa de direção mais macia foi iniciada pela INDYCAR com contribuição de piloto da Indycar Series.

Teste de força G que a cabeça do piloto sofre.

Esses chassis entram em seu terceiro ano de competição no mais diverso conjunto de pistas de corrida, incluindo o circuito de 1,4 milhas (cerca de 2,25km) e 18 curvas de St. Petersburg, a abertura no campeonato dia 30 de março.

Painéis de fibra de carbono ligam as partes de fora e de dentro complementam os painéis anti-intrusão Xylon, introduzidas em 2008.  As adições vão aumentar a integridade da célula de sobrevivência quando sofrer impactos laterais em 60%.

Além disso, um anel de fibra de carbono reforçado será adicionado para aumentar a integridade estrutural da abertura do cockpit (a abertura por onde os pilotos entram e saem dos carros).  a atualização vai adicionar cerca de 4,5 quilos. O trabalho começou em janeiro e vem sendo realizado na Aerodine Composites Group em Indianapolis. A Atualização será exigida de todos os carros inscritos nas 500 milhas de Indianápolis, dia 25 de maio.

"Uma parte do automobilismo é sempre a evolução".  Diz Derrick Walker, Presidente de operações e competição da INDYCAR.  "As regras mudam e há coisas que você vai fazer este ano, porque você nunca os viu no ano passado."

Uma modificação do encosto que envolve a cabeça para os circuitos mistos e de rua para reduzir a força G sofrida geralmente em bumps e desníveis, quando o capacete bate no encosto de cabeça. O revestimento de Kevlar, que ficava duro depois de pintado, foi substituído por Nomex.  O Nomex é composto de três espumas Confor de diferentes densidades e de uma camada de espuma EPP (polipropileno expandido).  A adição da espuma não prejudicou o desempenho no teste de impacto de força G, teste realizado no Centro Avançado de Avaliação de produtos em Westfield, Indiana.

Alé, disso, o EPP, um tipo de espuma plástica já utilizada nos chassis de quarta geração e para moldar bancos do condutor, irá substituir os painéis de carbono nas laterais das coxas dos pilotos.

As coberturas das rodas traseiras usadas nos circuitos mistos foram reforçados para coincidir com os utilizados em ovais. A sua forma não foi alterada.  

A INDYCAR encomendou Dallaras para investigar o amortecedor de direção.  O dispositivo hidráulico construído na caixa de direção terá o seu primeiro teste em um futuro próximoWalker disse que direção hidráulica no futuro não foi descartada.



Fonte:  Dave Lewandowski, Indycar.com.
Compartilhar no Google Plus

Sobre o Indy Center

Somos um site focado especialmente em Fórmula Indy no Brasil, trazendo as principais notícias da série, além de entrevistas, vídeos e análises das categorias de base.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário