Post Page Advertisement [Top]

Após conseguir se manter longe de problemas durante uma corrida um tanto caótica em Portland, o australiano Will Power conquistou a sua 37ª vitória de sua carreira na Indy. O piloto da Penske assumiu a liderança na volta 52, quando Scott Dixon foi forçado a entrar nos boxes por conta de problemas, e permaneceu na frente do pelotão até a bandeira quadriculada.


O pódio foi completado pelo sueco Felix Rosenqvist, que fez mais uma boa apresentação em circuitos mistos, e por Alexander Rossi, que reassumiu a vice-liderança do campeonato.

Largando da pole position, o novato Colton Herta até conseguiu segurar a pressão do multicampeão Scott Dixon por um tempo, mas acabou cedendo e perdeu ritmo ao longo da corrida, ficando de fora do pódio após a bandeirada final. O norte-americano da Harding, porém, ainda conseguiu um bom quarto lugar.

Outro concorrente ao título e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis desse ano, o francês Simon Pagenaud, da Penske, terminou a corrida em sétimo, o que pode ser considerado um ótimo resultado, já que o francês largou da 18ª posição e teve que lutar para evitar batidas na tumultuada etapa deste domingo.

Os brasileiros Matheus Leist e Tony Kanaan, da AJ Foyt, também foram capazes de escapar das confusões do GP de Portland e conseguiram subir algumas posições. O jovem Leist ficou em oitavo, enquanto o experiente Kanaan completou a prova em 12º. A IndyCar volta à ativa daqui a dois fins de semana, com a etapa de Laguna Seca, que terá pontuação dobrada e será a corrida de encerramento do campeonato.

Confira o resultado final do GP de Portland:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]