Post Page Advertisement [Top]

Para acirrar as coisas no campeonato, dois dos pilotos que vem perseguindo o líder Braden Eves conseguem vencer e apertam o campeonato. Bruna Tomaselli tem seu melhor resultado da carreira e Eduardo Barrichello consegue um Top 10.


Começamos a segunda metade da temporada 2019 da USF2000 começou com uma rodada dupla em Mid-Ohio. Normalmente era disputada uma rodada tripla, com o fim de semana começando na quarta-feira, mas agora a Indy divide o fim de semana com a Stadium Super Trucks e com a Mazda MX-5, a quantidades de corridas foi reduzida.

Nesse fim de semana tivemos novidades no grid. Primeiro, Jak Crawford mudou de equipe, saindo da mediana DEForce para conseguiur um acerto com a toda-poderosa Cape Motorsports, dona dos últimos sete títulos da categoria.

Pagliuso é o cara que tá tirando a selfie.
Outra mudança ocorreu na Legacy Autosport, que contratou para esse fim de semana o americano Timmy Pagliuso em seu segundo carro. Pagliuso fez a Lucas Oil Racing School esse ano e essa prova em Mid-Ohio foi sua estreia no automobilismo profissional aos 28 anos de idade. Pagliuso é um dos mecânicos da Rahal Letterman Lanigan Racing, sendo um dos responsáveis por trocar os pneus do carro #30 de Takuma Sato.

No entanto nem tudo são flores no grid, e mais um dos pilotos que vinha bem no campeonato teve de terminar sua temporada mais cedopor falta de patrocínio, e este é o australiano Cameron Shields. Ele vinha pilotando o primeiro carro da Newman Wachs Racing e estava na oitava posição no campeonato, tendo conseguido a vitória no único circuito oval do ano, no Lucas Oil Raceway. Com isso o grid permanece tendo dezessete carros.

No entanto, o fim de semana começou com grande domínio da Pabst Racing. A equipe de Augie Pabst III conseguiu colocar seus quatro carros entre os cinco primeiros tanto nos treinos livres quanto na primeira sessão classificatória, realizada na sexta à tarde. Hunter McElrea lideou ambos, e acabou ficando com a pole da primeira prova, com Yuven Sundaramoorthy em terceiro, a brasileira Bruna Tomaselli em quarto e Colin Kaminsky em quinto, todos da Pabst. Entre a esquadra preta e branca esteve apenas o dinamarquês Christian Rasmussen (Jay Howard), que conseguiu um lugar na primeira fila.

A Cape Motorsports esteve estranhamente mal nesse fim de semana. Desde o início dos treinos ela esteve presa no pelotão intermediário e, na classificação para a primeira prova, conseguiu apenas a quarta e quintas filas com Crawford, o líder do campeonato Braden Eves e Darren Keane largando de oitavo, nono e décimo, respectivamente; além de Reece Gold, que amargou a penúltima fila.

Entre a Pabst e a Cape estiveram dois pilotos que vem se destacando no meio do pelotão. Matt Round-Garrido (BN Racing), tendo Victor Franzoni como coach nesse fim de semana, conseguiu a terceira fila no grid da primeira prova e Manuel Sulaiman (DEForce) ficou logo atrás, em sétimo.

Foto aleatória da Bruna Tomaselli dando duplo joinha.
No treino classificatório para a segunda prova, lá na frente, a história se repetiu e McElrea conseguiu nova pole superando por pouco Rasmussen, que foi segundo novamente. A Pabst loteou a segunda fila com Kaminsky em terceiro e Sundaramoorthy em quarto. Entretanto, essa foi uma sessão diferente pois, com dez minutos corridos no relógio, Timmy Pagliuso rodou sozinho na keyhole e chamou a bandeira vermelha. Muita gente vinha para sua primeira volta rápida e acabou completando-a e melhorando o seu tempo durante a bandeira vermelha, o que é proibido pelas regras. Assim, muita gente perdeu duas posições no grid e ele ficou bem mais embaralhado (como pode ser visto na tabela de tempos).

Bruna Tomaselli e Darren Keane foram diretamente afetados, pois estes não tinham tempos marcados até aquele momento e conseguiram dar apenas duas voltas rápidas cada, além de serem punidos pela regra. Bruna largou da sétima fila, enquanto Keane largou de último. Eves, Gold, Norman Siegel (Newman Wachs) e Sulaiman também foram punidos.

Quem se deu bem foi Eduardo Barrichello. O brasileiro teve um fim de semana difícil em Mid-Ohio pois ele sendo estreante e com uma equipe também estreante na categoria, o piloto era um dos poucos que nunca tinha andado no circuito com um carro da USF2000, acabou ficando na parte de trás do grid, largando de 12º na primeira prova e seria de 14º na prova 2 mas, com um monte de punições, ele subiu para a quinta fila.



Corrida 1


Na primeira prova, realizada no sábado a tarde, a largada foi tranquila e, pela primeira vez desde que se corre em Mid-Ohio, foi realizada na reta principal. McElrea largou bem e conseguiu manter a liderança até a curva um, mas Rasmussen pressionou o neozelandês na reta oposta e, freando mais tarde na curva quatro, conseguiu a ponta da prova.

Atrás deles vimos um 4-wide se formar na keyhole, com Tomaselli e Round-Garrido no meio, Kaminsky mais por dentro e Sundaramoorthy mais por fora. O piloto da BN Racing se deu melhor contra a trinca da Pabst e pulou de sexto para terceiro, com Tomaselli em quarto e Kaminsky logo atrás. Mais atrás, Barrichello conseguia passar Zach Holden na curva quatro.

No entanto foi apenas meia volta de bandeira verde. Quando todos já estavam na curva seis, Pagliuso rodou sozinho na curva quatro, ficando parado na caixa de brita. Duas voltas depois, o mecânico do Sato teve seu carro religado e conseguiu voltar pra pista mas, nesse momento, já estávamos em bandeira amarela.

Relargada na volta quatro (de vinte totais). Rasmussen largou bem e disparou na frente, enquanto Round-Garrido relargava bem, pressionava McElrea e, na curva quatro, colocou por dentro para assumir a vice-liderança da prova.

A partir daí, com o passar das voltas e a falta de bandeira amarela, os carros começaram a se separar em blocos. Rasmussem disparou lá na frente, já que Round-Garrido segurava o resto do pelotão. Pelotão este formado pelo quarteto da Pabst: McElrea, Kaminsky, Tomaselli, Sundarammorthy; pelo trio da Cape: Crawford, Eves e Keane; além de Sulaiman e Holden (Legacy Autosport), que passou Barrichello na relargada. Miller, Barrichello e Gold ficaram mais atrás, com Bogle e Siegel.

Apesar de haver um pelotão de nove carros muito próximos, não houve muita ação. McElrea incomodava Round-Garrido de vez em quando para forçá-lo ao erro, mas o piloto da BN Racing sempre se colocava por dentro e conseguia defender a vice-liderança.

A ultrapassagem veio faltando apenas três voltas para o fim. Novamente, Round-Garrido ficou por dentro na reta oposta e McElrea não teve opção além de ficar com o lado de fora da curva quatro. Round-Garrido freou mais tarde que McElrea e permaneceu na frente na saída da curva, no entanto, errou na troca de marcha e tanto McElrea quanto Kaminsky o passou por fora na curva seis. Round-Garrido conseguiu se recuperar a tempo de fechar Tomaselli na curva sete, onde quase se tocaram mas nada mais aconteceu. McElrea diminui seus prejuízos e termina em segundo, com Kamisky subindo novamente no pódio, Round-Garrido fazendo seu melhor resultado em quarto e Tomaselli fazendo o quinto lugar na prova, o melhor resultado de uma piloto no Road to Indy desde 2016.

Isso porque, sozinho e lá na frente, Christian Rasmussen vence!

Resultados e pódio

Corrida 2


McElrea deu um bom salto, mas Rasmussen foi capaz de colar o suficiente para dar emparelhar por fora na Keyhole, mas teve que recolher para não bater. A ordem de largada no final da primeira volta foi McElrea, Rasmussen, Kaminsky, Sundaramorey, Holden, Round-Garrido, Eves, Crawford, Miller, Gold, Sulaiman, Barichello, Siegel, Bogle, Tomaselli, Keane e Pagliuso.

Na segunda volta (de vinte totais), Siegel teve que ir para os boxes para consertar uma asa dianteira danificada. Na 3ª volta, Jack William Miller ultrapassou o líder do campeonato, Eves, colocando por dentro da curva 8. O Eves ficou mal posicionado e perdeu mais três posições, caindo para o 11º lugar.

A liderança de McElrea na sexta volta era de apenas 0.6553 segundos sobre Rasmussen. Atrás dos quatro primeiros, Sundaramoorthy perdeu dois lugares para Matthew Round-Garrido e Jak Crawford. Na oitava volta, Eves conseguiu passar Sulaiman e conquistou outra posição quando Miller saiu da pista nas curvas 10 e 11.

No meio da corrida, a vantagem de McElrea aumentou para 1,2 segundo sobre Rasmussen, que tinha uma dustância segura para Kaminsky, que tinha distância boa para Holden. Round-Garrido era o quinto colocado, e era o primeiro do pelotão intermediário, segurando Crawford, Sundaramoorthy, Gold, Eves e Keane atrás dele.

Na volta 12, Eves perdeu um lugar para seu companheiro de equipe no Cape Motorsports, Keane, caindo para o décimo. Round-Garrido estava se defendeu bem, mas na volta seguinte perdeu o quinto lugar para Crawford sendo ultrapassado por fora na curva quatro.

A liderança de McElrea com cinco voltas restantes ainda era de 1,1 segundo. Atrás dele, Keane, que começou por último, estava pressionando Sundaramoorthy para o sétimo lugar, conseguindo a ultrapassagem na curva quatro, e imediatamente colocando pressão sobre Round-Garrido. Keane conseguiu ganhar essa posição na volta seguinte, colocando por fora na curva quatro novamente.

Com duas voltas faltando, a liderança de McElrea sobre Rasmussen estava novamente abaixo de um segundo e foi para 0,7 segundos quando eles receberam a bandeira branca. Nessa mesma volta, Sundaramoorthy e Round-Garrido brigavam pelo sexto lugar quando se tocaram na curva cinco, com os dois rodando e indo para o fim do grid.

Mas a bandeira amarela não veio e mais nada aconteceu na prova. McElrea lidera de ponta a ponta e vence a prova 2 de Mid-Ohio! Rasmussen termina em segundo com Kaminsky em terceiro.

Eduardo Barrichello e Bruna Tomaselli permaneceram a corrida toda no pelotão intermediário, junto com Reece Gold e Jack William Miller. Tomaselli largou mais de trás, passou Siegel quando este foi aos boxes e entrou na briga do pelotão intermediário a partir da terceira volta. Nesse pelotão, Gold foi o melhor e terminou em nono, com Tomaselli logo atrás em décimo e Barrichello superando seu companheiro de equipe para terminar a prova em 11º.

Resultados e pódio

Com a vitória na segunda prova e com seu adversário não conseguindo ficar no top 5 nesse fim de semana, McElrea conseguiu diminuir ainda mais a distância para o líder Braden Eves. McElrea, que estava estonteantes 41 pontos atrás de Eves, está agora a apenas 9 da liderança. Darren Keane ainda está em terceiro no campeonato, mas já está a 44 pontos de McElrea e apenas oito a frente de Kaminsky e nove a frente de Rasmussen, quarto e quinto colocados no campeonato, respectivamente.

Bruna Tomaselli, com o Top 5 e o Top 10, conseguiu passar Reece Gold e subir para o oitavo lugar no campeonato, apenas seis pontos atrás de Cameron Shields e um ponto a frente de Jak Crawford. Eduardo Barrichello conseguiu se recuperar do fim de semana ruim em Toronto, passou Nolan Siegel e Alex Baron e está no 14º lugar no campeonato, 14 pontos atrás de Holden e quatro a frente de Siegel.

A próxima corrida já é a penúltima etapa do campeonato, com a rodada dupla em Portland nos dias 30 de agosto e 1º de setembro. Até lá!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]