Post Page Advertisement [Top]

O francês da Penske mostra o favoritismo da equipe e do motor Chevy, fazendo o tempo mais rápido do dia no circuito de rua em Toronto. TK fechou o dia em 18º, com Leist em 20º.


No primeiro treino livre, realizado na sexta de manhã, vimos quase todos os pilotos ainda buscando ajustes melhores para a corrida. Assim, quase todos andaram os 45 minutos de pista, fazendo stins longos e na maioria do tempo com pneus pretos, usando os pneus vermelhos pmais para testar a quantidade de desgaste dos pneus mais rápidos do fim de semana. 

Também vimos que a curva mais tensa do fim de semana pode ser a curva onze, a última do circuito de 2,874 km de extensão. Foi nesse ponto da pista, onde os pilotos tem que contornar uma curva de 90 graus cheia de desníveis buscando acelerar o mais cedo possível para garantir uma boa velocidade  na reta principal, onde aconteceram as três bandeiras vermelhas do treino. Tentando reacelerar mais cedo do que o normal, Will Power e, posteriormente, Josef Newgarden e Takuma Sato, rodaram, as vezes tocando no muro interno da reta principal, e acionando a bandeira vermelha.

No fim do treino, Dixon (Chip Ganassi) foi o mais rápido da pista, com 1:01.7023. Antes dele, Félix Rosenqvist (também da Ganassi) liderava o treino, até que foi superado por Dixon e por Josef Newgarden (Team Penske). A Ganassi, pelo menos nesse início de disputa, vem bem forte para a corrida, e vem para tentar quebrar a hegemonia de cinco anos seguidos de um carro da Chevrolet vencendo o Honda indy Toronto. 

As outras duas grandes da Indy, a Penske e a Andretti, também vem fortes para o fim de semana, com pilotos das três equipes nas sete primeiras colocações. Alexander Rossi (Andretti) fez o quarto tempo, seguido de Simon Pagenaud (Penske), Ryan Hunter-Reay (Andretti) e Will Power (Penske). 

Para fechar o Top 10, vimos a Honda um pouco melhor e a frente da Chevy, com Sebastien Bourdais (Dale Coyne w/ Vasser Sullivan) em oitavo e Takuma Sato (Rahal Letterman Lanigan) em nono, com Spencer Pigot (Ed Carpenter) sendo o primeiro piloto da Chevy que não é da Penske, na décima posição.

E, por falar em carros Chevy que não são Penske, a Foyt segue em sua draga. Nesse primeiro treino, Tony Kanaan e Matheus Leist estiveram nas três últimas posições, com ambos ficando a frente apenas de Sage Karam (Carlin), que estava fora dos circuitos mistos da Indy desde Mid-Ohio 2015.


No segundo treino, realizado à tarde, finalmente começamos a ver os pilotos virando voltas realmente rápidas. Agora, com a pista mais emborrachada e limpa, os pilotos colocaram seus pneus vermelhos e montaram seus ajustes de classificação.

No entanto, os problemas com a curva onze continuavam. Os pilotos arriscavam mais e rapsavam mais frequentemente no muro, principalmente na curva cinco e na curva onze. Alexander Rossi foi o primeiro a raspar mais forte no muro, causando a única bandeira vermelha do dia e sendo punido com cinco minutos de treino dentro dos boxes por causar duas bandeiras vermelhas. Marcus Ericsson e Takuma Sato também rasparam no muro e tiveram problemas durante a sessão. 

Mas os melhores tempos foram feitos nos últimos dez minutos de sessão. Rosenqvist liderava, quando Will Power fez sua melhor volta e assumiu momentaneamente a liderança, quando Pagenaud, que vinha bem a sessão toda, fez duas melhores voltas seguidas, foi o primeiro a virar tempos menos de um minuto e terminou a sessão como o mais rápido do dia, fazendo 59.8708. Rosenqvist, nos últimos segundos, bateu Sebastien Bourdais nos últimos segundos e fez a segunda melhor volta do dia, a frente do francês da Dale Coyne, que terminou em terceiro. 

As equipes menores continuaram mostrando sua força, e Spencer Pigot (Ed Carpenter) fez o quarto tempo, a frente de Scott Dixon e Graham Rahal. Bourdais, Pigot e Rahal superaram os carros da Penske e da Andretti, onde Marco Andretti fez o sétimo tempo, seguido por Newgarden, Hunter-Reay e Power, que fechou o Top 10.

Mais atrás, a Foyt ainda vinha com vários problemas, continuando a frente apenas de Sage Karam e dos pilotos que tiveram problemas na sessão, como Takuma Sato e Marcus Ericsson. TK fechou a sessão em 18º, com Leist em 20º.


Amanhã acontece o treino classificatório as 15 horas. Todos os horários, previsão do tempo e tudo o mais você acompanha aqui nesse link, bem como nas reportagens do Indy Center Brasil. Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]