Post Page Advertisement [Top]

Dixon viu a corrida cair no seu colo após os erros dos adversários e não deu chances para a vitória escapar
Neste domingo aconteceu a segunda corrida da rodada dupla de Detroit. E o vencedor foi Scott Dixon que aproveitou para se livrar da pressão que sofreu após o acidente na corrida 1. Quem também fez uma grande corrida foi Marcus Ericsson que terminou em segundo e teve seu melhor resultado na Indy.

Will Power fez grande prova de recuperação e terminou em terceiro lugar. Quem não recuperou nada foram os brasileiros. Ambos abandonaram a corrida. A corrida foi acidentada e as amarelas ajudaram a dar o tempero certo para que a prova fosse bem agitada. Graham Rahal foi quem mais evoluiu ao longo da corrida e ganhou 15 posições após sair na última fila.

Big One na primeira volta

O que é o trânsito do horário de pico das grandes cidades perto do tráfego da Indy na primeira volta?
Will Power queimou a largada mas na sequência a largada é limpa nas duas primeiras curvas só que na curva 3, Dixon espreme Bourdais na zebra, depois Bourdais é tocado por Will Power e aí começa um Big One quando Power e Felix Rosenqvist batem lateralmente sendo que Rosenqvist decola de leve e após a levantada atinge Pato O'Ward que acaba rodando. Ainda na mesma cena de cinema, Spencer Pigot é tocado por trás por Takuma Sato e Ed Jones atinge a traseira de James Hinchcliffe. Na sequência Kanaan acerta Pagenaud e ambos são coletados pela rodada de Pato O'Ward, e mais atrás Leist da vários toques na traseira de Marco Andretti enquanto Max Chilton atravessa a grama lentamente e Graham Rahal quase estaciona e assiste todo o acidente. Os maiores prejudicados foram Kanaan, que abandonou imediatamente, e Pagenaud que também abandonou mas voltou pra corrida 13 voltas atrás.

Logo na terceira volta se abriu uma janela de pits onde todos os pilotos entraram menos Dixon, Pigot, Ferrucci e Rahal. Na volta 5, Power apareceu parado na pista após deixar o motor apagar e com isso a amarela se estendeu por mais algumas voltas. A relargada aconteceu somente na volta 8 e logo Newgarden despachou Chilton enquanto Rossi perdia tempo atrás do Deus britânico. Marco Andretti, Zach Veach e Hunter-Reay batalharam por algumas voltas mas a corrida era morna até então.

Na volta 11, Leist faz uma parada para fazer reparos na suspensão e trocar a asa dianteira. Acabou perdendo duas voltas mas o carro teve uma leve melhora já que vinha virando quase 3 segundos mais lento. Na volta 13, Hinchcliffe, Bourdais e Ericsson ultrapassam Chilton. Rossi pressiona Newgarden mas não obtém sucesso então Newgarden ataca Pigot e consegue fazer a ultrapassagem.

Bourdais acerta Pigot na entrada dos pits

Bourdais deixando o pessoal de Velozes e Furiosos com inveja
Na volta 14, Pagenaud retornou para a corrida atrás de pontos. Ferrucci, Rahal e Newgarden ultrapassam Dixon que estava com um pneu murcho. O neozelandês foi para o pit no momento certo. Na sequência, Bourdais usou de forma equivocada o seu push to pass, atingiu a traseira de Pigot com força e quase decolou. Pigot ainda bateu de frente no muro e abandonou a corrida enquanto Bourdais voltou para o pit sem bico mas acabou voltando pra pista sem ele para não perder uma volta.

Durante a amarela ocorre mais uma janela de pits contando com Ericsson, Power e mais um grupo de pilotos do final do pelotão. Na volta 19, Bourdais volta aos pits para terminar o conserto dos danos do carros e coloca um bico novo. A relargada acontece na volta 21 e logo um grupo formado por Ericsson, Sato, Hunter-Reay, Andretti e Power passa por Ed Jones.

Na volta 22, Power faz boa ultrapassagem em cima de Andretti. Lá na frente, Ferrucci não abria muita distância mas também não sofria nenhum tipo de pressão e a liderança não era contestada. Na volta 25, Power faz outra parada enquanto Bourdais trava uma boa batalha com Chilton. Quem também travava uma batalha forte era Newgarden que atacou Rahal pela vice liderança. Rosenqvist faz sua parada na volta 27, Rossi para na volta 28 e Newgarden para na volta 29. Enquanto isso, Leist abandona a prova.

Rossi, Newgarden e Hinchcliffe causam bandeira amarela após 3 wide

Newgarden tentou sabotar a corrida dos rivais mas sabotou só a dele mesmo
Na volta 31, Newgarden e Rossi vinham travando uma revanche depois da épica batalha de sábado e mais uma vez Newgarden levou a melhor porém ambos se atrapalharam muito com o retardatário Chilton. Foi o suficiente para que Rahal parasse na volta 32 e voltasse na frente de Newgarden e Rossi. Em seguida, na volta 33, Hinchcliffe também parou e também voltou a frente de Newgarden e Rossi enquanto Rahal já escapava da perseguição.

Hinchcliffe voltou de pneus frios mas conseguiu se manter a frente de Newgarden e Rossi por alguns metros onde os 3 pilotos enfiaram seus carros na sujeira e protagonizaram um belo 3 wide que só podia dar errado. Rossi acabou recolhendo mas Newgarden passou reto e foi direto na barreira de pneus da curva 3 enquanto Hinchcliffe bateu o bico e prendeu a asa dianteira na suspensão de Newgarden e ainda teve a asa traseira atingida por Rossi que rodou mas conseguiu voltar para a prova. O saldo do acidente foi uma nova amarela, o abandono de Newgarden e um grande prejuízo para Hinchcliffe.

Aproveitando a amarela, Ferrucci parou na volta 35 e Dixon reassume a liderança da corrida. A relargada aconteceu somente na volta 40. Na volta 41, Rossi ultrapassou Rosenqvist pela oitava posição. Herta superou Chilton e ganhou a décima primeira posição. Na volta 42, Ferrucci atacou Chilton e também ganhou a posição. Na volta 44, Rossi, Rosenqvist e Veach ultrapassaram Bourdais. Na volta 45, Bourdais e Herta vieram para os pits para fazerem uma nova parada.

Dixon e Hunter-Reay entraram na volta 46 e logo depois um grande grupo de carros entrou na volta 47. Era a última janela de pit stops da corrida. Na volta 49, Hunter-Reay pressionou Sato. Power parou somente na volta 50 e voltou na frente de Sato que tentou atacar e não conseguiu a ultrapassagem. Pelo contrário, Sato acabou perdendo posição para Hunter-Reay e Rossi.

Hinchcliffe e Rosenqvist causam mais amarelas na parte final

Na volta 51, Rosenqvist travou uma batalha com Andretti pela oitava posição e Andretti levou a melhor, que fase negra do carro #10. Na volta 53, Power ganhou a terceira colocação sobre Ed Jones e logo depois, Hunter-Reay e Rossi também passaram a atacar Jones. Na volta 54, Hinchcliffe ficou lento aparentemente com problemas de câmbio e trouxe a bandeira amarela. Enquanto isso, Newgarden voltava para a corrida, também tentando descolar mais alguns pontos.

A relargada aconteceu na volta 60. Sato usou o push to pass para passar Rossi mas não conseguiu e depois acabou tocando com Rosenqvist e perdeu muitas posições. Rosenqvist fez a ultrapassagem em Sato mas também perdeu desempenho e foi ultrapassado por Andretti pela sexta posição da corrida. Com muitos problemas, Sato optou por fazer uma parada e despencou para a última colocação.

Rosenqvist iria rodar em algum momento até o final da corrida porque já tinha problemas
Na volta 64, Rosenqvist, que já estava com o carro todo desalinhado, acabou entrando errado na zebra da curva 6, rodou e parou fora da pista chamando a última amarela da corrida, além disso ele trouxe pedaços de grama para a pista e a Indy optou por dar uma bandeira vermelha para não atrapalhar a disputa nas voltas finais da corrida.

A relargada aconteceu na volta 67 e pouca coisa mudou nas posições dos pilotos. Rossi tentou atacar Hunter-Reay mas não obteve sucesso e nada mais aconteceu até o final que teve a vitória de Scott Dixon.

Confira o resultado final da corrida:

A corrida deste domingo teve 146 ultrapassagens sendo que 97 foram por posições e ocorreram 6 trocas de liderança entre 5 pilotos
Confira como ficou a pontuação do campeonato após a sétima e a oitava etapa:

Newgarden mantém a liderança enquanto Rossi, Pagenaud e Dixon ainda aparecem com boas chances de título
A Indy já terá sua nona etapa na semana que vem, nos embalos de sábado a noite no Texas e dando tiros para o alto. Nesta segunda-feira às 21h acontecerá uma live dos colegas do IndycarCast no YouTube para debater este fim de semana bem competitivo e bizarro em Detroit.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]