Post Page Advertisement [Top]

O holandês faz barba, cabelo e bigode e chega muito próximo na luta pelo título da principal categoria de acesso à Indy, enquanto Norman consegue sua segunda vitória na categoria.


Nesse fim de semana a Indy Lights terminaria sua primeira parte da temporada 2019 com uma rodada dupla em Road America, o maior circuito do calendário. Um circuito gigante, com quatro milhas de extensão, mas continuando com apenas nove carros no grid, assim como em Indianápolis Misto. Nela, podemos ver que a substituição na Belardi Auto Racing, que trocou Zachary Claman por Aaron Telitz, durou mais uma etapa, já que Telitz, que é de Winsconsin, estado onde se localiza o circuito de Road America, não tem patrocínio para terminar a temporada. Com exceção do #5 da Belardi, nenhuma mudança no grid, e continuamos com nove carros.

A novidade ficou por conta do não-domínio da Andretti Autosport. tanto no treino livre quanto nos dois treinos classificatórios, quem reinou sozinho foi o holandês Rinus VeeKay (Juncos Racing), que mostrou grande desempenho desde o início do fim de semana. Telitz também mostrou desempenho e até mesmo seus companheiros de equipe, Dalton Kellett (Juncos) e o brasileiro Lucas Kohl (Belardi) mostraram performance e brigaram no meio do grid com os três pilotos da Andretti, sendo que a BN Racing começou o fim de semana com alguns problemas, tendo direito até a motor estourado de Toby Sowery.

Mas, no primeiro treino classificatório, realizado na sexta-feira à tarde, a ordem se reestabeleceu. A Belardi pareceu perder ritmo, e tanto Aaron Telitz quanto Lucas Kohl foram superados pelos carros da Juncos e da Andretti, amargando o sexto e sétimo lugares, respectivamente. Mais a frente, a Andretti se recuperou e conseguiu superar tanto os dois carros da Belardi quanto Dalton Kellett, que ficou com o quinto lugar no grid, mas não conseguiu superar VeeKay, que ficou com a pole da prova 1.

VeeKay também superou todos no segundo treino classificatório e ficou com a pole da prova 2 também. Ryan Norman (Andretti) usou sua experiência no circuito e repetiu a primeira fila fazendo o segundo tempo, só cinco milésimos de segundo a frente de Telitz, que se recuperou e conseguiu o terceiro lugar no grid. Ele dividiria fila com o líder do campeonato, Oliver Askew (Andretti) que repetiria seu desempenho da primeira qualificação do fim de semana. Lucas Kohl não conseguiu melhorar sua volta nas duas últimas tentativas da segunda qualificação, e teve de amargar o último lugar no grid.

"Ain, não consigo ver essa fonte pequenininha..." clica na imagem que ela fica grande.

Corrida 1

Largadas em Road America. Pelo menos esconde o grid diminuto da categoria.

A largada ocorreu sem incidentes. VeeKay largou bem e manteve a ponta da prova, sendo que atrás dele os três pilotos da Andretti formavam um 3-wide na entrada da curva um. Megennis, que estava por fora, passou para o segundo lugar ao passar Norman por dentro, enquanto Askew, que estava na linha mais externa, acabou passando por uma parte com grama e perdeu duas posições. Telitz e Sowery, que vinham no sexto e oitavo lugar, respectivamente, aproveitaram-se da largada ruim de Dalton Kellett e do erro de Askew para subir ao quarto e quinto lugares. Kohl ficou encaixotado atrás de Kellett na curva um e de Askew na curva três, caindo para o penúltimo lugar do grid.

Na curva cinco, Sowery continuava com o grande momento e, colocando por fora na curva cinco e dando o xis na curva seis, passou Ryan Norman e assumiu o terceiro posto. Ele ainda tentou se aproveitar ainda mais da boa largada e conseguiu colocar por fora de Megennis na curva doze, mas o americano espalhou para cima dele, e ele acabou não só não conquistando o segundo lugar, como perdeu posições para Norman e Telitz.

Pouco antes, na curva sete, aconteceu o lance da corrida. VeeKay vinha mais rápido, mas acabou errando na curva seis e saiu da pista. Quando voltou, encontrou Megennis louco para ultrapassar, e VeeKay, para não perder a liderança, acabou bloqueando o piloto da Andretti duas vezes. Ele foi punido com uma passagem pelos pits, e terminou a primeira volta em último, com Megennis assumindo a ponta da prova.
Veekay esquecendo onde é pista e onde é grama.
No entanto, essa liderança não durou muito. Megennis vinha muito pressionado por Norman, que tinha recuperado o segundo lugar com o erro de Sowery e a punição de VeeKay, e colocou por fora de Megennis na curva um. Eles seguiram lado a lado até a reta oposta, quando Megennis deu uma apertada em seu companheiro de equipe, e os doi foram ultrapassados no meio da reta por Telitz, que vilha logo atrás de ambos. Na freada da curva cinco, Telitz estava no meio, enquanto Megennis estava por dentro e Norman por fora; mas o piloto da Belardi conseguiu sair na frente, com Norman logo atrás e Megennis errando e embarrigando a curva, caindo para o quinto lugar.

Na curva um da terceira volta tinha ainda mais disputa. Ryan Norman emparelhou com Telitz na disputa pela liderança, acionou o push to pass e reassumiu a ponta antes mesmo da freada da curva um. Telitz ainda não tinha vida fácil, e Toby Sowery vinha com mais momento, emparelhou com o piloto da casa e o passou na freada da curva cinco, assumindo o segundo lugar da prova.

Depois dessas três voltas, os pilotos se acalmaram. Norman liderava, mas era perseguido por Sowery e Telitz. Pouca coisa atrás vinha Robert Megennis, que tinha grande diferença para a chicane Dalton Kellett, que segurava David Malukas, Oliver Askew e Lucas Kohl. VeeKay vinha 25 segundos atrás de todos. Kellett foi ultrapassado por esses três pilotos no intervalo de uma volta e meia, estando em oitavo na volta cinco, de vinte totais.

Com o passar das voltas, aos poucos foi se mostrando porque a Juncos e a Andretti são as equipes maiores e Belardi e BN Racing formam o pelotão intermediário. Depois do meio da prova, tanto Telitz quanto Sowery começaram a perder rendimento por desgaste dos pneus, e Megennis conseguiu chegar em ambos, fazendo a ultrapassagem nos dois passando por dentro na curva um: primeiro Sowery foi superado na 15ª volta e Telitz foi ultrapassado noa volta 17, com Megennis fazendo o 1-2 da Andretti. Mais atrás, Veekay conseguiu recuperar duas posições, de Kohl e Kellett. Na penúltima volta, o brasileiro vinha no oitavo lugar, quando ele passou direto na curva 14 e abandonou a prova.

Nada mais aconteceu, e Norman vence! Megennis faz o 1-2 da Andretti em segundo, com Telitz em terceiro.
Resultados e brinde.

Corrida 2


Largada sem incidentes em Road America. VeeKay e Norman não largam tão bem e Telitz chega a emparelhar com eles na reta, mas recolhe na freada da curva um e acaba perdendo o terceiro lugar para Askew. Telitz e Askew seguem lado a lado até a freada da curva cinco, quando Telitz não consegue frear a tempo, embarriga a curva e volta no último lugar.

Na metade da primeira volta VeeKay continhava na ponta, seguido pelo trio da Andretti: Norman em segundo, Askew em aerceiro e Megennis em quarto. Mais atrás vinha a dupla da BN, com Sowery em quinto e Malukas em sexto, enquanto Dalton Kellet, que chegou a estar no quinto lugar, vinha executando seu movimento de ser ultrapassado pelo grid todo com sucesso mais uma vez. Atrás dele só vinha a dupla da Belardi, com Kohl em oitavo e Telitz em último pouco atrás do brasileiro.

com o passar da prova, VeeKay ia aumentando sua diferença, enquanto Norman, Askew, Megennis e Sowery formavam um pelotão com diferença de cerca de um segundo entre um e outro. Mais atrás, depois de passarem Kellett, Malukas e Telitz vinham chegando aos poucos nesse grupo; os dois tinham pneus mais novos porque economizaram-os andando atrás de Kllett por cerca de três voltas, e agora vinham andando mais rápido que os pilotos que estavam a sua frente.
Malukas e Telitz buscavam vingança na segunda prova.
Mais a frente, na volta nove, Megennis conseguiu algum momento e, usando o push to pass, conseguiu passar Askew colocando por dentro na curva cinco. O lugar no pódio de Megennis durou apenas três voltas, pois askew recuperou seu bom desempenho e repetiu exatamente o mesmo movimento para cima de seu companheiro de equipe e recuperou o lugar no pódio. Mais atrás, Sowery começava a ter problemas com seus pneus traseiros, que se desgastaram bastante, e ia caindo aos poucos pelo grid.

Na primeira tentativa de Telitz passar Sowery, o piloto da casa embarrigou um pouco a curva e Malukas, que vilha logo atrás, se aproveitou e subiu para o sexto lugar, passando seu companheiro de equipe na curva um da volta seguinte e subindo para o quinto lugar. Telitz passou Sowery na curva doze, e os pneus de Sowery estavam tão ruins que ele perdeu posição também para Dalton Kellett, que estava quase oito segundos atrás do pelotão. No fim, Kellett terminou em sétimo, com sowery em oitavo e Kohl em nono.

Malukas e Telitz, ao contrário da primeira prova, cuidaram mais dos pneus, economizaram push to pass e agora tinham desempenho melhor do que os Andretti que vinham a sua frente. Malukas pressionou Megennis por toda a volta 15, passando Megennis facilmente ainda no meio da reta oposta. Megennis vinha realmente mal, pisando fora da pista constantemente, e Telitz se aproximou rapidamente dele. Megennis freou um pouco mais tarde na curva cinco, com Telitz se aproveitando e colocando por dentro do piloto da Andretti na freada da curva seguinte e passando-o colocando por dentro.

Tanto Malukas quanto Telitz vinham mais rápido que os líderes, mas já não havia muito mais tempo para corrida. Os dois tiveram de se contentar com o quarto e quinto lugares, respectivamente, pois Askew passa a linha de chegada em terceiro, menos de um segundo atrás de Norman, o segundo. Isso porque, lá na frente, VeeKay vence!
Resultados e chuva.

Com essa vitória, VeeKay tira grande diferença da liderança de Askew no campeonato. Agora, a diferença que era de apenas onze pontos cai para três. Askew é lider com 229 pontos, enquanto VeeKay tem 226. os dois parecem monopolizar a briga pelo título, pois o terceiro e quarto colocados, Robert Megennis e Ryan Norman, já vem 40 e 42 pontos atrás de VeeKay, respectivamente. Lucas Kohl segue em sua disputa pessoal com Dalton Kellett no campeonato; infelizmente, com os dois nonos lugares no fim de semana, o brasileiro caiu no campeonato para o nono lugar, com 122 pontos, apenas seis atrás do canadense da Juncos.

A próxima etapa da Indy Lights acontece do outro lado da fronteira, nas ruas de Toronto, no segundo fim de semana de Junho. Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]