Post Page Advertisement [Top]

Vitória de Newgarden mantém a Penske na liderança do campeonato enquanto Rossi cresce mais uma vez na luta pelo título
Depois das 500 milhas de Indianapolis, a Fórmula Indy se reuniu no circuito de rua de Detroit em Belle Isle. A sétima etapa do campeonato começou com muita chuva, ventania e raios. Por conta desse cenário de calamidade, a Indy atrasou a largada por 1 hora e 15 minutos e a corrida começou apenas às 18h05 aqui no Brasil. 

Além do atraso, a direção de prova declarou que era uma corrida com chuva portanto não existiu a obrigatoriedade dos dois compostos de pneus e todos largaram com pneus de chuva, a largada deixou de ter fila dupla e passou a ser em fila indiana e a corrida deixou de ter as 70 voltas programadas em favor de apenas 1 hora e 15 minutos de tempo regressivo.

Rodadas atrapalham o começo da corrida

Zach Veach rodando antes da largada propriamente dita
Ainda antes da largada, Zach Veach, que iria largar em oitavo, acabou rodando e a largada aconteceu em bandeira amarela. Na primeira largada de fato, Sato se estranhou com Pato O'Ward. Josef Newgarden vacilou e foi ultrapassado por Scott Dixon. Graham Rahal e Will Power quase se tocaram disputando posição. Logo depois, Matheus Leist rodou na curva 2 e causou outra bandeira amarela. Mais adiante, Leist foi punido por ter parado com os pits fechados e pagou um drive through.

Com 1h03 minutos pro final veio a relargada. Will Power superou James Hinchcliffe e ganhou a oitava posição e logo depois jantou a sétima posição de Ryan Hunter-Reay. Newgarden vacilou mais uma vez e perdeu outra posição, dessa vez para Felix Rosenqvist. Em poucas voltas, Rossi abria uma pequena vantagem para Dixon que tentava acompanhar o ritmo. No meio do bolo, Colton Herta perdeu a quinta posição para Takuma Sato enquanto Simon Pagenaud ganhou a décima posição que era de Ed Jones.

Marco Andretti coloca pneus slicks e se da muito mal

Herta continuou sendo pressionado por Hunter-Reay e Pagenaud ganhou a nona posição de Hinchcliffe. Power foi ousado e jogou Sato quase na grama para ultrapassar o japonês para entrar no grupo dos 5 primeiros. Faltando 55 minutos pro final, Hunter-Reay rodou, foi para a área de escape e despencou para a décima quinta colocação. Rosenqvist escapou e perdeu a terceira posição para Newgarden. E Herta foi ultrapassado por Pagenaud.

Faltando 51 minutos para o final, Marco Andretti parou para colocar pneu slick. Decisão muito infeliz e precipitada. O carro #98 sofreu por muitas voltas para se manter dentro do trilho que já se formava no piso. Além disso, estava rodando muitos segundos acima dos demais. Confira a agonia de Andretti enquanto servia de cobaia para todos os outros carros do grid. Cinco minutos depois começou a primeira janela de paradas e um grupo de pilotos colocou pneus slicks onde todo mundo soube tirar vantagem enquanto Andretti teve somente prejuízo.

Falha de mecânico e acidente derrubam favoritos

Will Power mostrando que é possível andar somente com 3 rodas
Quando Newgarden fazia sua troca saiu mais uma bandeira amarela. Ed Jones bateu na curva 7 após passar reto e não conseguir frear. Durante a amarela ocorreu uma nova janela de pits faltando 40 minutos para o fim da corrida. O primeiro lance chave da corrida foi quando Power saiu dos pits antes do mecânico apertar a roda dianteira do lado direito. Na saída, a roda solta escapou e atingiu levemente o carro de Rossi que vinha passando. Depois de dar uma volta inteira com apenas 3 rodas, Power retornou aos pits e colocou o pneu que faltava além de trocar toda a asa dianteira. Após a revisão dos comissários, a direção de prova puniu Power com um drive through.

Dixon provando que é humano como todo mundo
A relargada aconteceu com 33 minutos para o final. E logo de cara, Zach Veach e Colton Herta travaram grande batalha e Herta se manteve a frente. Sato ultrapassou Pagenaud e mais a frente Rossi e Dixon disputaram forte a vice liderança. Com 31 minutos para o final, o segundo lance chave da prova foi de Dixon que errou a entrada da curva 6, bateu no muro interno e em seguida passou reto em direção a barreira de pneus. Fim de prova para o pentacampeão e mais outra bandeira amarela. Esse cenário de muitas interrupções favorecia Newgarden que ia se mantendo na liderança e possibilitava cada vez mais um final de prova sem outra janela de paradas.

Final de prova insano

Matheus Leist cumprindo o destino dos pilotos que andam pela Foyt
Após a relargada, com boas manobras Sato pulou de quinto para terceiro. Com 18 minutos para o final, outra vez Leist causou uma bandeira amarela, a última da prova por sinal. O brasileiro passou reto na curva 7 e bateu na barreira de pneus. A relargada derradeira veio com 13 minutos para a bandeirada. Dessa vez Rossi e Newgarden dispararam e abriram enorme vantagem para Sato.

O duelo da Penske contra a Andretti foi intenso, emocionante e no limite da pilotagem legal. Os 2 pilotos gastaram aproximadamente 100 segundos de push to pass em apenas 13 minutos e travaram uma batalha épica pela vitória. Quem levou a melhor e venceu a prova foi Newgarden e logo após a chegada ficou sem combustível.

Confira o resultado final da corrida 1 de Detroit:



Veja como ficou a classificação do campeonato:


A Indy volta pra pista amanhã para o treino classificatório e a segunda etapa da rodada dupla. Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]