Post Page Advertisement [Top]

Colton Herta foi o único piloto que chegou a 222 mph
Se no conturbado treino livre de quinta-feira já foi um passeio da Honda, na sexta-feira o passeio foi ainda maior. Nada menos que 8 carros com o motor japonês estiveram entre os 10 primeiros colocados. Destaque também para a liderança absurda de Colton Herta que esteve por mais ou menos 1 milha e meia a frente do segundo colocado, Takuma Sato.

O treino de hoje começou meia hora mais cedo que a programação oficial porque a Indy optou por ceder trinta minutos para as equipes realizarem um treino de pit stops e avaliar o comportamento dos carros com pneus reaproveitados.

Depois que a pista foi liberada sem restrições o pessoal começou a acelerar fundo. Ryan Hunter-Reay fez 219.603 mph e assumiu a liderança. Depois dele, Scott Dixon virou 219.976 mph e pulou para primeiro e ficou por um bom tempo a frente.

Quem destronou o pentacampeão foi Alexander Rossi sendo o primeiro piloto a ultrapassar a barreira de 220 mph com 220.643 mph. Mas não durou muito porque Colton Herta fez grande volta e marcou 222.451 mph! A volta mais rápida do fim de semana até agora.

A parte final do treino foi destinada a uma breve simulação de corrida e os tempos não mudaram muito mais na parte de cima da tabela. Mas pensando em acerto de classificação quem foi bem nas voltas sem vácuo foi Dixon que terminou na frente com 219.492 mph, seguido por Rossi com 219.058 mph.

Confira como ficaram os tempos da segunda sessão de treinos:

Somente Will Power e Josef Newgarden foram capazes de entrar no top 10 com motor Chevrolet
A classificação da Indy está marcada para às 19h30 e a cobertura em tempo real você pode conferir no Twitter do IndyCar da Depressão e logo depois sai o resumão aqui mesmo no Indy Center Brasil. Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]