Post Page Advertisement [Top]

O americano de 19 anos vem desempenhando bem o papel de piloto da Cape Motorsports e vem dominando a categoria, conseguindo quatro vitórias nas quatro provas da USF2000. Bruna Tomaselli e Eduardo Barrichello salvam um Top 10 cada.


Depois de, literalmente, dois meses da etapa de abertura em St. Pete, o grid da USF2000 retorna as pistas para uma rodada dupla no circuito misto do Indianápolis Motor Speedway.

Para essa corrida não tivemos a presença do Team e-Jay e nem de seu piloto, Jake Ananda. A Team E-Jay literalmente saiu do mapa e nem tuitar está mais desde a etapa de St. Pete. além disso, houve substituição na Legacy Autosport, saindo Jose Sierra e entrando em seu lugar o americano Dakota Dickerson (atual campeão da F4 USA). Para finalizar, a DEForce contratou um segundo piloto para essa temporada, o americano Jak Crowford (corria na F4 NaCAm, onde é vice-líder do campeonato).


No entanto, mesmo com as mudanças e quase dois meses de uma corrida pra outras, as equipes da frente continuavam as mesmas. Cape Motorsports liderou praticamente todos os treinos de quinta, tanto com Braden Eves quanto com Darren Keane mas, na hora dos treinos classificatórios, Eves esteve sempre um pouquinho melhor e conseguiu as duas poles, con Keane ficando logo atrás, com o segundo lugar em ambas as provas. 


Logo depois veio a Pabst Racing Services que, no começo dos treinos vinha se destacando com McElrea e Bruna Tomaselli, mas a brasileira parecia ter algum acerto melhor para a chuva dos primeiros treinos e, durante a qualificação, desapareceu junto com seus outros companheiros de equipe, sobrando apenas McElrea lá na frente para conseguir os dois terceiros lugares no grid. Bruna Tomaselli conseguiu apenas largar da 9ª fila na prova 1 e na 10ª fila na prova 2, tendo de fazer duas provas de recuperação.



Um pouco mais atrás veio, como sempre, uma mistura de DEForce, BN Racing e Exclusive Autosport. Jak Crowford (DEForce) e Anthony Famularo (BN Racing) chegaram a pintar bem durante os treinos mas, na classificação, Manuel Cabrera (Exclusive) e Manuel Sulaiman se destacaram e conseguiram os quartos lugares nos grids das provas 1 e 2, respectivamente. Crowford ainda mostrou bua forma conseguindo os dois quintos lugares dos grids, enquanto Zach Holden (BN Racing) mostrou consistência e se manteve no sexto lugar em ambos os grids.

Enquanto isso, no outro lado brasileiro, Eduardo Barrichello vinha melhorando, junto de sua equipe, a Miller Vinatieri Motorsports, que é estreante no campeonato. No treino com pista molhada, o jovem de 18 anos teve bom desempenho e ficou entre os dez primeiros, no entanto, o piloto ia caindo lentamente pelas tabelas conforme a pista secava e, no treino classificatório da primeira prova ele conseguiu apenas a 8ª fila. Já no segundo treino classificatório, Barrichello foio melhor e conseguiu o 10º lugar,a  frente de seu companheiro de equipe.



Corrida 1

A confusão da largada.
A largada foi caótica como sempre. Eves e McElrea largaram melhor que Keane e assumiram a liderança da prova ao passarem sozinhos na curva um. Keane acabou ficando para trás, brigando com Manuel Cabrera, e ambos se tocaram, pois Keane freou muito tarde e acabou tocando em Cabrera. Como os dois estavam quase na linha de corrida da curva um, os pilotos que estavam mais por dentro na freada da curva se deram melhor e passaram livre pela curva, enquanto o pessoal que vinha por fora tinha que passar pela grama. com isso, Manuel Sulaiman assumiu o terceiro lugar, seguido por e Jack William Miller e Cameron Shields. Eduardo Barrichello estava por dentro e, pelo que contei, passou a curva dois em sétimo, enquanto Bruna Tomaselli estava por dentro também e passou em 12º. No ponto de ultrapassagem seguinte, Alex Baron, que estava em sexto, errou na curva sete e caiu para o meio do grid, dando mais uma posição a Barrichello.

Ao completar a primeira volta, Eves e McElrea estavam colados, com Eves na liderança. Mais atrás seguia o pelotão com Sulaiman em terceiro, seguido por Miller, Shields, Barrichello, Kaminsky, Holden, Famularo e Dickerson.

Na segunda volta (de quinze totais), tanto Miller quanto Barrichello são ultrapassados na curva um por Shields e Kaminsky, respectivamente. Na curva doze da volta seguinte, Dickerson teve problemas de câmbio, e foi para os pits para abandonar lá e, pouco depois, Christian Rasmussen, que acabou herdando o décimo lugar de Dickerson, foi ultrapassado por Tomaselli.

Conforme a corrida foi passando, até mesmo o pelotão intermediário foi se separando em pequenos grupos. Eves e McElrea continuavam brigando pela ponta, com Sulaiman um pouco mais atrás, mas com diferença confortável para Shields, que tinha diferença razoável para o pelotão intermediário. Pelotão esse que era liderado por Kaminsky, seguido por Miller, Barrichello, Holden, e Crawford. Mais atrás, vinha Tomaselli liderando um pelotão com Famularo, Baron, Gold e Dundaramoorthy.

Na oitava volta, finalmente a pressão de McElrea valeu a pena, ele conseguiu colocar por  dentro de Eves na reta principal e, freando mais tarde na curva um, assumiu a liderança da prova.

Enquanto isso, mais atrás os grupos iam se jutando novamente. Kaminsky enconstou em shields pelo quarto lugar, e mais atrás, os carros da Miller Vinatieri não tinham grande desempenho, com Jack Miller e Eduardo Barrichello segurando o pelotão que vinha atrás de si: Crawford, Holden, Tomaselli, e Baron. Na nona volta, Barrichello noseguiu passar o companheiro de equipe e assumir o sexto posto (não sei exatamente onde porque os carros eram iguais e só notei a ultrapassagem quando vi o live timing).

E, paralelamente, Darren Keane vinha subindo novamente pelo grid e já estava no 13º lugar na oitava volta, quando chegou no pelotão intermediário. De posse de um carro da Cape Motorsports, o americano vinha fazendo várias voltas rápidas e logo escalou o pelotão, passando Sundarammorthy na volta nove, Gold na volta dez, Baron e Tomaselli na volta doze.

Daí, tudo começou a acontecer ao mesmo tempo. Barrichello abandonou com problemas no câmbio, se recolhendo aos pits na volta treze. Ao mesmo tempo, McElrea errava de leva na curva nove, Eves estava colado e conseguiu colocar de lado para passar e assumir a liderança da prova novamente.

Na curva um, McElrea tentou novamente a ultrapassagem, colocando-se por fora, ficando lado a lado com Eves e retomando a ponta ao espalhar na curva dois com Eves atrás de si. Mais atrás, Miller e Crawford vinham lado a lado pelo sexto lugar, com Crawford por fora e Miller por dentro na curva um; Crawford tentou o mesmo movimento que deu a liderança para McElrea, mas Miller não recolheu e os dois bateram na curva dois. Mais atrás, Keane passava por dentro holden e assumia o sexto lugar da prova, seguido por Holden, Famularo e Baron (que passaram Tomaselli na última curva).

Mas, no último ponto de ultrapassagem ainda tinha briga pela vitória. Eves conseguiu se recuperar e colocar por dentro de McElrea na curva sete, com os dois ficando lado a lado o tempo todo até a curva dez (a primeira da entrada para o oval, quando Eves conseguiu estilingar e assumir a ponta mais uma vez, mas agora para não perder mais. Eves vence! McElrea passa em segundo com Sulaiman em terceiro.

Resultados e pódio

Corrida 2


A largada, ao contrário da prova 1, foi bem mais tranquila. Eves e Keane largaram bem e mantiveram o 1-2 da Cape pela curva um, enquanto McElrea se defendia de Crawford pelo terceiro lugar. Sulaiman largou mal e embolou um pouco as coisas, com Shields e Baron subindo para o quinto e sexto lugares, respectivamente. Eduardo Barrichello acabou perdendo uma posição na largada, ficando em 11º lugar e Bruna Tomaselli se manteve no 19º posto. 

Zach Holden, que tinha o sexto lugar no grid, não conseguiu largar devido a um problema mecânico, e Manuel Cabrera, que começou em nono, ficou imediatamente fora de ritmo e foi forçado a se retirar depois de sete voltas com um problema mecânico. Os resultados confiáveis ​​de Sulaiman começaram a se desfazer quando ele caiu do quarto para o oitavo lugar na segunda volta depois de passar por problemas de mudança de marcha. As coisas só piorariam para o novato do DEForce Racing.

Eves tinha uma diferença para Keane de 1,5 segundos, quando o par de pilotos da Cape Motorsports começou a terceira volta da corrida. Keane tinha McElrea colado atrás de si. Atrás dos pilotos da frente, Dickerson, Sulaiman e Miller estavam empenhados em uma boa luta pelo sétimo posto, que terminou quando o vermelho brilhante nº 40 de Miller e o azul metálico nº 12 de Sulaiman caíram para a 18ª e 19ª respectivamente.

A primeira bandeira amarela da corrida de 20 voltas surgiu quando o líder cruzou a linha para iniciar a 6ª volta. Matthew Round-Garrido, teve um incidente na curva 7 e ficou parado na grama, de onde foi resgatado, levado aos pits e voltou para a prova duas voltas depois. Os dez primeiros, quando a bandeira amarela saiu, foram Eves, Keane, McElrea, Crawford, Shields, Barron, Dickerson, Kaminsky e Barrichello.

A bandeira verde veio na volta 7 e Eves foi capaz de manter a liderança sobre o seu companheiro de equipe, ele fez a volta mais rápida da corrida até aquele ponto na 8ª volta e manteve uma vantagem de 1,2 segundos sobre Keane. McElrea estava pressionando Keane, com um Crawford a uma distância segura atrás deles em quarto. Dickerson se deu melhor na largada e conseguiu subir ao quinto lugar passando Shields e Baron.

Na 11ª volta, McElrea conseguiu passar Keane para o segundo lugar, pouco antes de surgir a segunda amarela da corrida por um incidente envolvendo Miller, que abandonou a corrida. O top 10 nesse ponto foram: Eves, McElrea, Keane, Crawford, Dickerson, Barão, Shields, Barrichello, Rasmussen e Famularo.

A bandeira verde saiu para começar a volta 13. No reinício Keane foi capaz de passar McElrea para retomar o segundo lugar, Baron passou por seu companheiro de equipe Legacy Autosport Dickerson pelo quinto posto e Rasmussen até pulou de nono para sétimo na largada.

A bandeira amarela saiu pela terceira vez na volta 14 quando Sulaiman rodou na curva 1 e foi forçado a abandonar devido ao contato. O motorista mexicano foi avaliado como uma penalidade de contato evitável para um incidente com Cameron Shields.

Na penúltima volta teve a relargada. Keane tentou colocar por fora de Eves, mas teve de recolher na curva um. Masi atrás, Barrichello largava muito bem e passava Baron, Dickerson e Rasmussen na curva um, subindo pro quinto lugar. 

Não aconteceu muito mais coisa na prova e Eves vence! Com Keane colado em segundo lugar e McElrea ainda mais colado em Keane no terceiro posto.

Resultados e pódio

Com as duas vitórias, Braden Eves dispara ainda mais no campeonato com 127 pontos. Ele, agora, tem 33 pontos de vantagem para McElrea (sendo que a vitória no Road to Indy vale 32 pontos) e estonteantes 62 pontos de vantagem para Darren Keane e Manuel Sulaiman, que dividem o terceiro lugar da tabela.  Bruna Tomaselli acabou perdendo posições para Zach Holden e Colin Kaminsky, residindo agora no sétimo lugar no campeonato, com 50 pontos, apenas dois a menos que Kaminsky e quatro a menos que Holden. Eduardo Barrichello subiu uma posição no campeonato e agora está em 16º com 28 pontos, um a menos que Nolan Siegel e seis a mais  que Jak Crowford.

A próxima corrida é a primeira corrida no oval da temporada: a Freedom 75 realizada no sábado antes das 500 milhas, no Lucas Oil Raceway. Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]