Post Page Advertisement [Top]

O primeiro dia terminou com Fernando Alonso selecionado para o Bump Day. As atividades deste domingo começam às 13h e terão transmissão ao vivo no Bandsports
No começo das atividades hoje tivemos um treino livre bem irrelevante por sinal que permitiu os últimos ajustes para a classificação na parte da tarde. A grande surpresa desse treino foi a aparição de Kyle Kaiser depois de ter sofrido um acidente forte na sexta-feira. Além dele, Fernando Alonso esteve desde cedo tentando recuperar o terreno perdido durante a semana após o acidente que o espanhol sofreu na quarta-feira. E ainda Pato O'Ward usou o carro reserva de Max Chilton.

Confira como foi o resultado do treino livre 5:


Spencer Pigot foi o mais rápido da classificação

Precisamente ao meio dia (horário de Brasília) começou o treino classificatório. Spencer Pigot foi somente o segundo carro a entrar na pista mas foi favorecido pelo asfalto frio que ainda fazia naquele momento e as condições melhores permitiram que ele anotasse 230.083 mph de média nas suas 4 voltas de tentativa e isso já foi o suficiente pra ele ficar em primeiro durante todo o treino pois as condições foram ficando cada vez piores e ninguém incomodou a liderança de Pigot.

O Fast 9 não teve mudanças significativas ao longo do dia e acabou composto por Spencer Pigot, Will Power, Simon Pagenaud, Josef Newgarden, Colton Herta, Ed Jones, Ed Carpenter, Alexander Rossi e Sebastien Bourdais. Um bom destaque foi a performance de Colton Herta que entrou na pista em condições ruins e fez um excelente trabalho, não ficou satisfeito e entrou depois para melhorar ainda mais seu resultado. Não foi a toa que todos os mecânicos das equipes da Andretti comemoraram muito a ida de Herta ao Fast 9, ele mereceu com muitos méritos.

Com esse resultado, o placar do Fast 9 acabou em 6 a 3 para a Chevrolet. Uma surpresa para quem afirmava que a montadora estava querendo abandonar a Indy. No dia de amanhã esse grupo de pilotos do Fast 9 disputará o Pole Day a partir de 14h15. Todos terão somente uma tentativa e não podem anular suas voltas. Se houver chuva vai ficar valendo o resultado de hoje.

Todos os brasileiros ficam fora do Fast 9

A tarde não foi boa para nenhum dos 3 brasileiros do grid. O melhor foi Hélio Castroneves que fez duas tentativas buscando o Fast 9 mas acabou somente em décimo segundo. Já Tony Kanaan fez apenas uma média de 4 voltas e foi o décimo sexto colocado. E Matheus Leist precisou de duas saídas para ficar em vigésimo quarto mas sem ser ameaçado pelo Bump Day.

Ao todo foram registradas 72 tentativas na tarde de hoje e a média geral é a mais rápida desde 2014
Bump Day decidirá a última fila para as 500 milhas

A zona da degola da Indy 500 foi bastante movimentada hoje. Tivemos talvez o ano em que o corte para o Bump Day tenha sido o mais alto da história e o nível de emoção e intensidade da disputa foi estratosférico na tarde de hoje.

Os 6 pilotos que vão para a infame disputa na tarde de domingo são Fernando Alonso, Pato O'Ward, James Hinchcliffe, Sage Karam, Max Chilton e Kyle Kaiser. Lembrando que destes 6 apenas os 3 melhores avançam na última fila. O Bump Day está marcado para às 13h15 neste domingo.

Zebras e superações para evitar o Bump Day

Ben Hanley passou a semana inteira com dificuldades de acerto e sendo colocado nas casas de apostas como o principal favorito a ser bumpeado. Para calar os críticos, hoje o piloto do carro #81 fez o que para muitos era impossível. Com uma média de 227.482 mph ele ficou em vigésimo sétimo lugar e garantiu a equipe DragonSpeed na sua primeira Indy 500 da história. Com esse resultado é considerado como a maior zebra da edição 103 das 500 milhas até agora.

Em vigésimo oitavo esteve Zach Veach. Bastante discreto e apenas burocrático. Pelo menos ele evitou que Michael Andretti precisasse comprar a vaga de alguém este ano. Em vigésimo nono um quase vexame. Felix Rosenqvist teve muito mais sorte do que juízo. Com problemas desde o seu acidente na quarta-feira, o sueco não encontrou um bom acerto até agora e hoje flertou perigosamente com a possibilidade da Ganassi ter apenas o carro de Dixon alinhando na corrida.

Em trigésimo lugar ficou Pippa Mann. A grande vencedora do dia hoje! A piloto britânica deu a volta por cima para espantar o fantasma da eliminação de 2018 e conseguiu se classificar hoje com 227.244 mph. Um feito extraordinário da equipe novata Clauson-Marshall Racing. Certamente o homenageado Bryan Clauson onde quer que esteja deve ter ficado satisfeito com o esforço de todos que estiveram hoje honrando sua memória no templo do automobilismo.

Fernando Alonso conduzido ao Bump Day faltando poucos minutos para o final

Com 5 tentativas hoje, Fernando Alonso mostrou muita garra para se classificar mas também teve muita falta de sorte. Na primeira tentativa um furo de pneu deixou Alonso entre os últimos colocados na classificação. Na segunda tentativa o tempo não veio e a equipe abortou a volta. Na terceira entrada, Alonso brigou muito com o carro e conseguiu ir para a bolha em trigésimo. Após ser derrubado, ele foi para a quarta tentativa e teve um péssimo resultado. Mas na quinta chance, Alonso aproveitou e conseguiu 227.224 mph de média.

Quando tudo indicava um final feliz no meio de tanta frustração veio o golpe derradeiro. Alonso foi eliminado por JR Hildebrand que tinha um bom carro mas precisou entrar na pista no final para não ser eliminado. Hildebrand fez um ótimo trabalho e fugiu para vigésimo primeiro. Dessa forma ele bumpeou Fernando Alonso dos classificados de hoje. Agora o espanhol precisa lutar no Bump Day deste domingo para participar das 500 milhas.

James Hinchcliffe sofre forte acidente

Impressiona o fato de Hinchcliffe voltar para a pista apenas algumas horas depois de ver o mundo de lado
O canadense James Hinchcliffe veio para a pista hoje buscando exorcizar o fantasma da eliminação de 2018. Mas ele não teve a mesma sorte que Pippa Mann. Hinch bateu no muro da curva 2 de forma semelhante aos acidentes de Pato O'Ward e Kyle Kaiser nesta semana. O estrago do impacto foi muito grande. A boa notícia foi de que Hinchcliffe foi liberado pelos médicos e tudo não passou de um grande susto.

A equipe então correu como se não houvesse amanhã para preparar o carro reserva. Hinchcliffe voltou para a pista algumas horas depois do acidente. Na primeira tentativa ele acabou abortando a última volta. Na segunda chance o carro #5T ficou em trigésimo primeiro portanto ele precisava fazer mais uma tentativa para melhorar sua média. E na terceira entrada novamente foi o trigésimo primeiro com 226.956 mph. No final, Hinchcliffe foi derrubado ainda para trigésimo terceiro lugar.

Pato O'Ward usa chassi reserva de companheiro

O piloto mexicano vinha se destacando ao longo da temporada e durante a semana até sofrer o primeiro dos fortes acidentes que quase viraram sérias capotagens. Sem dinheiro para ter um carro reserva, a equipe Carlin cedeu o carro reserva de Max Chilton para que Pato tentasse uma vaga na prova mais importante do automobilismo mundial.

Mas o carro destinado para Pato não teve tempo hábil de desenvolver um bom acerto portanto o mexicano acabou ficando somente em trigésimo segundo com 226.987 mph. O curioso é que antes disso, O'Ward chegou a anotar uma média de 227.065 mph mas que foi anulada quando foi feita uma nova tentativa. De qualquer maneira a média anulada também não seria suficiente.

Kyle Kaiser não consegue superar as dificuldades

A equipe Juncos Racing está vivendo um mês de maio heroico em Indianapolis. Após garantir a participação de Kyle Kaiser, a equipe sofreu um duro golpe dos patrocinadores que optaram por não assinar os contratos com o time argentino. Mesmo assim o proprietário Ricardo Juncos bancou o carro #32 com o próprio dinheiro e algumas doações de amigos.

Durante a semana a equipe vinha tendo um bom trabalho de desenvolvimento e alcançou ótimos resultados. Até que na sexta-feira logo no começo do treino, Kaiser bateu e destruiu o único chassi que a equipe tinha. Mas novamente com ajuda de outros donos de equipe que cederam peças e equipamentos, e após uma noite intensa de trabalho exaustivo dos mecânicos, o carro #32 alinhou hoje cedo pela manhã para os treinos livres de forma surpreendente.

O grande problema foi que durante a classificação o carro de Kyle Kaiser em nenhum momento apresentou um condição mínima de estabilidade e velocidade suficiente para disputar a Indy 500. Dessa forma, o resultado não poderia ser diferente e a equipe terminou na trigésima sexta posição.

Grid definido

Confira como ficaram as posições de décimo a trigésimo para a Indy 500:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]