Post Page Advertisement [Top]

O mexicano de 20 anos foi anunciado hoje (9 de maio) como mais novo membro da Red Bull Júnior Team.


E... Bem, o anúncio, por enquanto, se restringe apenas a isso. Não foi confirmado nada sobre o futuro do piloto ou do programa.

O Red Bull Junior Racing Team é um grande programa de desenvolvimento de pilotos, onde alguns pilotos são selecionados para serem financiados pela grande compania de energéticos, tentando direcionar suas carreiras para melhor desenvolvê-los e procurar novos talentos automobilísticos. Esse programa tem atualmente dez pilotos que estão disputando desde o kartismo até campeonatos maiores, como a Fórmula 3 e a Super Fórmula.

A relação do Red Bull Júnior Team com pilotos formados nos EUA já vem de longa data mas, até então, o envolvimento com pilotos do mundo da Indy, como O'Ward, era bem pequeno. Ele já se envolveu com vários pilotos que começaram no automobilismo americano, como o próprio Robert Wickens e, mais recentemente, o americano Neil Verhagen, mas, basicamente, o financiamento da Red Bull se restringia a levá-los para a Europa. A única exceção de plano aconteceu em 2007, quando Neel Jani foi patrocinado pela Red Bull para correr na Champ Car.

No entanto, o Red Bull Junior Team tem tomado alguns rumos diferentes nos últimos anos. Com a imposição de pontos para obter a superlicença, cada vez mais a Red Bull vem diversificando os campeonatos que seus jovens pilotos vem disputando. Hoje o programa que era centrado nos campeonatos europeus vem se diversificando cada vez mais, três dos dez pilotos disputam campeonatos asiáticos (dois na Super Fórmula e um na F3 Asia) e agora Pato, que disputa a Indy.

Esse acerto, num curto prazo, pode significar três coisas: Pato está de malas prontas para algum outro campeonato, seja europeu, seja asiático (podendo até mesmo ser a Fórmula 1, já que o mexicano tem 43 pontos da superlicença); ou a Red Bull financiará para ele permanecer na Indy. a longo prazo todos sabem o principal rumo do Red Bull Junior Team: entrar na equipe deles na Fórmula 1.

Esse é um grande passo para a carreira de Pato O'Ward que, até o momento, possui apoio apenas estatal da Visit Mexico. O piloto tinha uma vaga em temporada completa com a Harding Steinbrenner Racing mas, justamente por falta de recursoso financeiros, o acordo teve de ser desfeito faltando um mês para o início da temporada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]