Post Page Advertisement [Top]

O piloto da Penske chegou a marca de 228 mph de média no segundo dia de treinos em Indianápolis em dia marcado por batidas fortes. Hélio Castroneves fica entre os cinco primeiros e Tony Kanaan faz a segunda melhor volta sem vácuo.


Os treinos da quarta-feira, como de costume, começaram as onze horas locais (meio-dia daqui). No entanto, a pista estava liberada apenas para Pato O'Ward e Ben Hanley, que tinham o último dia para terminar o Rookie Orientation Program (ROP), o teste que a Indy faz com os novatos para avaliar se eles estão aptos a tentar correr as 500 milhas. Mas, com menos de vinte minutos, os dois conseguiram fazer as voltas necessárias para passar nesse teste e, com isso, Pato O'Ward e Ben Hanley conseguiram finalmente passar do pequeno teste que a Indy faz para os novatos e logo estiveram livres para fazer seus ajustes. Desde 2006 que nenhum piloto é reprovado no Rookie Orientation Program.

Com a pista liberada para todos, logo nas primeiras voltas, Scott Dixon fez o tempo de 228,835 mph mas, cerca de uma hora depois Josef Newgarden fez a volta mais rápida do dia, tendo média de 228,856 mph. Os dois fazem parte dos pilotos que aproveitaram-se do tempo mais frio e úmido do meio-dia, quando o ar está mais denso e provém maior pressão aerodinâmica aos carros.

Durante o dia os pilotos começaram cada vez mais a ousar nos ajustes, principalmente pensando nos treinos classificatórios que acontecerão no sábado. Com isso, as batidas começaram a surgir. Depois de duas horas e meia de treinos, houve a primeira vítima, e foi o espanhol Fernando Alonso. Quando o #66 da McLaren estava na 16ª posição, o piloto superestimou a quantidade de aderência que a curva tinha no momento, entrou mais rápido do que devia e o carro estampou o muro na saída da curva 3, escorregou até o muro interno da curva 4 e parou no muro externo da mesma curva.

Fernando Alonso saiu ileso e foi liberado pelo hospital que há dentro do circuito de Indianápolis pouco depois da batida, mas o carro do espanhol teve uma grande quantidade de dano, principalmente na parte traseira e na lateral esquerda. A McLaren Racing trabalhou no carro pelo rsto do treino, avaliando se ainda era possível usar o mesmo chassi e motor ou se seria necessário usar o reserva. A equipe chegará num acordo durante o treino de quinta-feira.

Pouco depois, o treino continuou e, a exceção de algumas bandeiras amarelas por detritos na pista, seguiu tranquilo por mais de três horas. Quando faltavam cerca de 18 minutos para o fim do treino, Félix Rosenqvist entrou muito na curva 2, passou da faixa branca e pisou na grama, rodando e espampando o muro, voltando a pista e quase acertando Will Power antes de parar no muro interno. Bandeira amarela que encerrou o segundo dia de treinos.

Durante a tarde, viu-se os primeiros testes mais sérios dos pilotos correndo sem vácuo, focando os treinos de sábado e domingo. Para isso, muitos pilotos fizeram as voltas sem vácuo, quando a pista estava com melhores condições. Alexander Rossi deu todas as suas voltas sem vácuo e fez a melhor média de velocidade sem vácuo, 224,648 mph, em sua primeira volta rápida do dia. Tony Kanaan fez a segunda melhor média sem vácuo 224,630 mph, sendo que apenas ele, Rossi Charlie Kimball e Ed Jones fizeram 224 mph fora do vácuo hoje.

Nas voltas sem vácuo, Santino Ferrucci (291,927 mph), James Davison (219,432 mph) e Félix Rosenqvist (216,803 mph) foram os pilotos que não conseguiram chegar a 220 mph, sendo que Marco Andretti deu nenhuma volta do dia de treinos fora do vácuo. Isso não quer dizer tanto, podendo ser apenas estratégia de testar para as qualificações apenas nos dois últimos dias, mas em uma prova onde três carros não se classificarão para o grid, é bom ficar de olho.
TK foi o segundo mais rápido sem vácuo, ficando atrás apenas de Rossi.
E, entre os brasileiros, Helinho foi o mais rápido dos três, fazendo a quinta melhor média com 228,441 mph, com Matheus Leist fazendo a 12ª melhor média (227,038 mph) e Tony Kanaan a 24ª melhor média (226,364 mph) mas, como dito, Kanaan focou nos treinos sem vácuo e fez o segundo melhor tempo nessa categoria.

Confira abaixo a tabela final de classificação, onde: BLS = melhor média de velocidade 9em milhas por hora), BLT = melhor tempo (em segundos, é basicamente o mesmo dado só que em outra unidade de medida), LLS = média da última volta e LLT = tempo da última volta, Laps =número de voltas dadas, BLN = número da volta que o piloto fez seu melhor tempo, NTR = melhor volta do piloto sem vácuo e NTS = melhor média do piloto correndo sem vácuo.


O próximo treino acontece hoje, e vem no mesmo esquema do treino de hoje: bandeira verde as onze da manhã locais (meio-dia no horário de brasília) e termina as seis horas locais (sete horas no horário de brasília). Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]