Post Page Advertisement [Top]

O dia de treinos realizados nesta sexta-feira prometia muito, mas acabou entregando quase nada por causa da chuva. Os brasileiros nem foram à pista.


E essa era a primeira vez que a Indy unificada entraria no WeatherTech Raceway Laguna Seca. A última vez que a Indy tinha entrado no autódromo para uma atividade oficial tinha sido na corrida da Champ Car, em 2004. Para tal, algumas modificações foram feitas, como o recapeamento da linha de fora da curva dois curvas dois (o hairpin) e na curva nove (logo depois do saca-rolha) foram feitas, além da troca das zebras e recapeamento de áreas de escape em vários pontos do circuito. No acordo dos novos compradores do circuito de Laguna Seca estava incluso a mudança dos alambrados nos pontos de maiores freadas, bem como aumento na barreira de pneus em várias curvas, mas não consegui notar se isso já aconteceu ou não pelos vídeos dos treinos.

Podemos conferir o desenvolvimentos de algumas vagas ainda abertas no mundo da Indy, bem como notar alguns pontos para ver se boatos tinham algum som de verdade ou não por meio do que vemos na pista.
Ed Jones sem patrocínio no #20 da Ed Carpenter. No #21 a Fuzzy Vodka também não estava.
Vimos no #23, também conhecido como segundo carro da Carlin, a presença de RC Enerson, ao invés do eterno Charlie Kimball, mostrando que realmente o diabético americano não tem um acordo muito certo coma Carlin (cogita-se que há certo para Kimball apenas cinco provas na temporada), e RC Enerson, que pilotou na Indy Lights por uma temporada e meia em 2015-16 e correu uma prova na Indy pela Dale Coyne (Mid-Ohio, 2016), é um dos postulantes a vaga da Carlin nas provas restantes.

Também vimos a presença de Kyle Kaiser no #32 da Juncos Racing. É sabido que a equipe argentina não tem orçamento para correr na temporada (a equipe tem sequer um patrocínio principal) fazendo com que a equipe ande apenas se aparecer um pay driver. E, apesar das várias especulações incluindo os pilotos da equipe no IMSA, o fato de Kyle Kaiser (que não tem um patrocínio pessoal de peso o suficiente nem para fazer uma temporada parcial com a Juncos) nos faz crer que as negociações entre a Juncos e seus pretendentes a pilotos não avançaram muito o suficiente para se cogitar um teste oficial com a presença deles, tendo de chamar o piloto que a equipe de Ricardo Juncos confiava mais para correr nesse teste.
Sem patrocínio no #32 também.
Na continuação das notícias ruins, não vimos a presença da Harding Steinbrenner Racing em Laguna Seca. Há um grande rumor de que a equipe ainda não tem patrocinador para a temporada completa de um de seus carros, o #8 de Pato O'Ward, e eles são reforçados pela falta da equipe na Califórnia e a confirmação de que apenas um carro estará presente no próximo treino oficial da categoria, onde Colton Herta e Pato O'Ward terão que dividir o carro nos dois dias de testes.

Apesar das notícias, havia muita expectativa, principalmente sobre os novatos Felix Rosenqvist e Marcus Ericsson, além do comportamento das equipes. Mas nada disso pode ser realmente visto, pois, com apenas três horas de treino, a chuva interrompeu a sessão. A INDYCAR adiantou o horário do almoço na esperança dela parar para continuarem os treinos, mas ela não parou e não havia previsão de parada, então a categoria decidiu terminar o treino.
Aposto que o Tony estava zoando o Hélio que ele não ia participar do treino, daí a AJ Foyt não vai pra pista.
Com isso, tudo que tivemos foram tempo que as equipes estavam fazendo enquanto ainda ajustavam seus carros a nova pista e em uma temperatura muito baixa (a máxima registrada enquanto os carros estavam na pista foi de 12 ºC) e umidade muito alta. Nessas condições bizarras, Max Chilton, o único louco de querer fazer voltas de classificação nessas situações, foi o mais rápido, com Rosenqvist, Hunter-Reay e Jack Harvey no mesmo décimo de segundo. O motor de Will Power estourou com menos de uma hora de treino, enquanto os dois carros da AJ Foyt nem sequer saíram para a pista:
 
Tabela improvisada, pois a INDYCAR nunca divulga os tempos de sessão e temos que apelar para sabe-los.
Mas não há grandes problemas. As equipes embalam tudo e tem de correr para o Texas, pois nessa terça e quarta-feira (12 e 13 de fevereiro) elas tem mais dois dias de testes oficiais no Circuito das Américas. Então, até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]