Post Page Advertisement [Top]

Robert Wickens confirmou por meio das redes sociais que sofreu paralisia nas pernas no grave acidente que sofreu durante a etapa de Pocono da Indy, no dia 19 de agosto. Na ocasião, o carro do piloto canadense de 29 anos de idade fez contato com o carro Ryan Hunter-Reay, o que fez o seu bólido decolar contra a grade de proteção, colidir e girar no ar por diversas vezes.


Desde então, os médicos confirmaram que Wickens havia sofrido lesões na medula, além de várias outras fraturas, mas nenhuma informação tinha sido dada publicamente sobre a sua real situação com relação a possíveis sequelas. Por isso, o próprio piloto resolveu utilizar suas redes sociais nesta quinta (25) para informar sobre como está lidando com a sua recuperação.



"Fiz o meu primeiro exercício como um paraplégico hoje" escreveu Wickens na postagem. "A parte superior do meu corpo está ficando mais forte a cada dia. Até agora, estou somente postando vídeos de pequenos movimentos nas minhas pernas, mas, na realidade, estou longe de conseguir andar por conta própria. Algumas pessoas ficaram um pouco confusas quanto à gravidade da minha lesão, então queria fazer com que vocês soubessem da realidade. Nunca trabalhei mais duro que isso por nada na vida. Há mais por vir, e estou dando tudo o que tenho para acender estes nervos na minha perna".

Um dos proprietários da equipe, Sam Schmidt, que pode ser visto no plano de fundo do vídeo de Wickens e o sócio da SPM, Ric Peterson, prometeram ter um carro adaptado disponível para Wickens pilotar caso ele tenha condições de voltar a competir no futuro.

Atualização (27/10): Wickens posteriormente esclareceu seu quadro de paraplegia e disse que ainda pode recuperar os movimentos das pernas. Mais detalhes aqui.

Fonte: Racer/Motorsport

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]