Post Page Advertisement [Top]

Membros do alto escalão da Andretti Autosport e da McLaren confirmaram ao portal "Motorsport" nesta sexta-feira (31) que Fernando Alonso realmente vai participar de um teste na Indy. Após esse anúncio, o site IndyStar lançou mais informações a respeito do teste, que deve acontecer no próximo dia 5, no Barber Motorsports Park, em um carro da equipe de Michael Andretti. 


Alonso deve pilotar o carro pelo qual Carlos Munõz chegou no sétimo lugar na edição deste ano das 500 Milhas de Indianápolis, mas obviamente ele será reconfigurado para um circuito misto. Membros da Andretti que trabalham no carro #28 de Ryan Hunter-Reay, incluindo o engenheiro de corrida Ray Gosselin, foram chamados para mediar as atividades do teste.

Embora Alonso permaneça sob contrato com a McLaren, que supostamente ainda está considerando uma entrada na Indy em 2019, o carro não terá nenhum dos esquemas de cores e decalques do carro da equipe na F1. Na verdade, os únicos adesivos que o carro deve ter são os da Firestone, Honda e IndyCar, além da tradicional logomarca da Andretti no nariz.

"Isso é realmente para ele experimentar algumas das facetas da condução de um carro da Indy em um circuito misto", disse Rob Edwards, diretor de operações da Andretti. "Queremos ter certeza de que quando ele terminar, ele tenha tido um dia divertido e possa dizer que aprendeu algumas coisas novas. É sobre isso. Será realmente muito discreto."

Curiosamente, esta não foi a primeira vez que a Andretti agendou um dia na pista para Alonso testar. A equipe reservou um dia para ele em julho no circuito de Mid-Ohio, além de outra data e local não revelados. Naquela época, os cronogramas de Andretti e Alonso acabaram não cooperando para a realização dos testes.

Fonte: Motorsport/IndyStar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]