Post Page Advertisement [Top]

Em um teste privado da Andretti Autosport no Barber Motosports Park, Fernando Alonso deu suas primeiras voltas em um circuito misto com o carro da Indy.


Foi realizado ontem (5 de setembro) a estreia de Fernando a Alonso nos circuitos mistos da Indy. Em um carro que foi de Carlos Muñoz nas 500 milhas de Indianápolis esse ano, mas com o aerokit de circuito misto e sem patrocínios, o espanhol deu suas primeiras voltas no circuito de Barber. Junto com Alonso estava todo o conjunto de engenheiros e mecânicos responsáveis pelo carro de Ryan Hunter-Reay.

A McLaren e Zak Brown tentaram manter esse teste o mais privado possível, com apenas os meios de comunicação oficiais da Indy presentes e sem fãs no Barber Motorsports Park. Essa não é a primeira vez que Alonso entra no circuito do Alabama, tendo em vista que ele esteve presente na etapa que aconteceu da fórmula Indy no ano passado, mas essa é a primeira vez que ele entra na pista.

E entrou na pista com um clima bastante feio, devido ao furacão Gordon que passa pela região. De fato teve uma chuva leve no começo do dia, mas que logo parou.
O tempo não estava lá muito bonito na manhã de Barber.
“Foi um bom dia, um dia divertido”, disse Alonso. “Tive a sorte de testar no carro em condições de pista molhada, intermediária e em pista seca. De modo geral, tive uma boa sensação em todas essas condições. O tempo estava bom para nós hoje – um pouco de vento à tarde, mas no geral um dia positivo”.

Apesar de não haver medição oficial da INDYCAR no teste privado, há sempre a medição e telemetria feita pela própria equipe, e a revista RACER reportou que o site espanhol Spaniard reportou que o tempo obtido durante à tarde, ficou alguns décimos atrás da pole obtida por Josef Newgarden, em abril desse ano. Mais vago impossível.
"Foi algo [o teste] que eu estava procurando no ano passado", disse ele. "Eu tive algumas opções para testar em mistos após a Indy 500. Não encontramos tempo, mas este ano definitivamente aconteceu e estou feliz por isso. Adoro estar atrás de um volante e, definitivamente, um carro novo, uma nova experiência, aprender muitas coisas da equipe, dos engenheiros, de todos, para que seja um dia feliz."
Muita gente comentou da falta do logo da Honda no carro, mas deve ser por causa da troca do aerokit no carro.
O futuro envolvendo McLaren, Indy, Alonso e Andretti ainda é um mistério. O espanhol divulgou que não estará na F1 a partir do fim do ano, no mesmo ano em que conquistou as 24 horas de Le Mans. Assim, Alonso está livre para, ao menos, tentar correr as 500 milhas de Indianápolis e conquistar a tríplice coroa do automobilismo caso a vença. 

Da mesma forma, a Andretti e a McLaren vem tentando viabilizar um carro para Alonso, seja como um quinto carro na equipe principal ou utilizando uma terceira equipe na jogada. 

O que temos que fazer agora é esperar. Enquanto isso, Alonso se diverte pilotando na Indy.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]