Post Page Advertisement [Top]

O americano venceu sua primeira prova na categoria depois de 32 provas em seu currículo na Lights, mas o filho de Bryan Herta termina em segundo e ainda está na briga pelo título da categoria.


A antepenúltima etapa da temporada 2018 da Indy Lights ocorreu na semana passada, mas a gente reporta tudo sobre ela assim mesmo. Os sete carros que estiveram presentes desde a etapa de Road America compareceram em Gateway para uma prova no sábado, com a pontuação aumentada em 50%.

Isso influenciou completamente no clima da prova. Os resultados da etapa passada, em Mid-Ohio, deixaram Pato O'Ward com 32 pontos de diferença para Colton Herta, os dois únicos que conseguem brigar pelo título na Indy Lights esse ano.

Nesse fim de semana a Andretti continuou dominadora no pequeno grid da categoria, gerando quase um duelo entre Herta e O'Ward, com cada um liderando um dos treinos livres de sexta à tarde e sábado de manhã, respectivamente. Entretanto, no treino classificatório de sábado, Pato O'Ward errou logo na primeira curva da sua tentativa perdendo dois décimos e, mesmo depois de fazer o melhor tempo do fim de semana na volta seguinte, acabou caindo para o terceiro lugar. Colton Herta conseguiu a pole mas ficou apenas seis centésimos de segundo a frente de Ryan Norman, que esteve consistente em todo o fim de semana e subiu para a primeira fila do grid quando O'Ward vacilou.

Na turma não-Andretti, Aaron Telitz conseguiu o quarto lugar no grid, pouca coisa a frente de Dalton Kellett. O canadense da Andretti não se mostrou tão bem conforme fez nos últimos ovais, onde Kellett costumava fazer sua melhores aparições, e acabou superado por Telitz. 

O brasileiro Victor Franzoni terminou no sexto lugar, já que a Juncos não tem o melhor dos desempenhos em ovais, mas o único estreante do grid conseguiu ainda ficar pouco a frente de Santiago Urrutia, o último no grid de largada.

A largada foi dada no sábado a tardezinha e aconteceu sem batidas, mas não sem movimentações. Herta e Norman largaram bem e conseguiram manter suas respectivas posições, já O'Ward largou mal e caiu para o quinto lugar ainda na primeira volta, brigando lado a lado com Victor Franzoni. 


Mas, quem largou melhor foi Santiago Urrutia. O uruguaio usou sua típica linha de fora e, com isso, conseguiu ganhar velocidade e passar Franzoni e Kellett nas curvas 1-2 e O'Ward e Telitz nas curvas 3-4, subindo para o terceiro lugar.

Não demorou muito para o OWard começar a recuperar suas posições, passando Telitz na terceira volta (de 75 totais) e duas voltas depois já emparelhava com Urrutia. Ele seguiu o uruguaio por três voltas e, Na próxima volta, O’Ward fez um movimento corajoso por fora do uruguaio nas curvas 1 e 2, completando a ultrapassagem na 3ª curva.Essa batalha permitiu que Telitz colasse na asa traseira de seu companheiro de equipe. Depois da ultrapassagem de O'Ward, Urrutia perdeu momento na curva 1, mas foi capaz de manter o controle depois de ficar de lado e segurou seu companheiro de equipe atrás dele.Lá na frente, Herta tinha uma diferença de um segundo para Norman, mas essa diferença começou a diminuir próximo do meio da prova, com Norman colando no líder e não mais desgrudando até o fim da prova. 

Atrás dos dois, O'Ward vinha rápido, mas perdia tempo em comparação com os líderes, ficando sozinho no terceiro lugar, já que Urrutia segurava Telitz e Franzoni atrás de si na briga pelo quarto lugar e Dalton Kellett andava sozinho em último.

Na volta 43, Telitz conseguiu emparelhar com Urrutia, tendo ele por dentro e conseguiu passar, mas Urrutia deu o xis na reta seguinte. Isso aconteceu mais três vezes numa batalha entre os companheiros de equipe que durou cerca de dez voltas, mas Urrutia continuou na frente de Telitz e segurou o americano até o fim da prova.

Ao mesmo tempo, lá na frente, a briga pela vitórias se esquentava. A 15 voltas do final, Norman começou a tentar diferentes linhas na curva 1 para ver se ele poderia ultrapassar seu companheiro de equipe, já que a diferença para O'Ward era bem grande. 

 
Com dez voltas pro fim, Herta pegou o companheiro de equipe Kellett para dar uma volta e, apesar do canadense não ter criado problemas para os dois líderes, Norman viu a oportunidade certa para tentar a ultrapassagem. Na volta seguinte, Norman fez uma grande entrada na Curva 1, indo para o lado de fora de Herta, mas não conseguiu completar a ultrapassagem.


Na próxima volta, Norman fez o mesmo movimento, enfiando-se logo atrás de Herta, freando bem tarde na curva 3. Os dois pilotos estavam perto de fazer contato, mas continuaram sem problemas. Norman adiantou-se para liderar a volta 70.


Duas voltas depois e faltando três para o fim, Herta colocou por dentro do seu companheiro de equipe. Mais uma vez, os dois estavam bem próximos, mas não fizeram contato, mas o carro de Norman foi melhor na 1ª curva e se manteve a frente até o fim da prova, vencendo pela primeira vez na categoria!!!


Com o terceiro lugar de O'Ward e o segundo lugar de Herta, a disputa pelo título se acirra mais para a rodada dupla final de Portland. O'Ward viu sua diferença cair de 32 para apenas 25 pontos o que, apesar de ser uma posição ainda razoável, diminuiu um pouco suas possibilidades de título.

O'Ward não precisa, necessariamente, vencer provas para ser campeão, caso ele as duas provas no pódio, o mexicano conquistará o título da categoria não importando onde Herta chegue.

A final do campeonato acontece nesse sábado e domingo, em Portland. Até lá!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]