Post Page Advertisement [Top]

O (sul-)coreano de 34 anos entra para fazer a rodada dupla final da Indy Lights na Juncos Racing depois de quase dois anos sem pilotar um monoposto.


A Indy Lights pode estar bem mais cara e gourmetizada do que na época do antigo carro, mas a categoria e o Road to Indy como um todo ainda apronta uma de vez em quando. Foi anunciado anteontem (21 de agosto) que, depois de muito buscar um piloto durante o ano, a Juncos achou um novo segundo piloto para a equipe. Ele é o (sul-)coreano Heamin Choi.

Choi já correu no Road to Indy várias vezes. Ele já correu uma temporada quase completa na USF2000 em 2012, pela antiga Afterburner Autosport (que abriu as portas do Road to Indy para vários brasileiros enquanto exista como equipe), mas acabou voltando para a Coreia (do Sul) após tanto sua tentativa de subir tanto à indy Lights, quando para a F-3 Europeia e para a Super Fórmula Japonesa não deram certo (em parte por já ter 2 anos de idade). Choi foi campeão da Korean Super Race GT Championship, até que surgiu a oportunidade de, finalmente, estrear na Indy Lights. 

No fim de 2015, o coreano participou da última etapa do campeonato da Indy Lights pela Schmidt-Peterson Motorsports with Curb Agajanian e, apesar de seus resultados não terem chamado atenção, ele correu mais cinco provas no ano seguinte, nos três ovais do calendário da Indy Lights e na etapa final em Laguna Seca.
Choi quase correu na Freedom 100, corrida da Indy Lights pouco antes das 500 milhas de Indianápolis.
Agora Heamin Choi, aos 34 anos, retorna à Indy Lights pela Juncos Racing. Ele entrou em contato com Ricardo Juncos durante a pré-temporada passada, quando testou pela equipe, e quase subiu ao cockpit do carro branco, verde e laranja na Freedom 100, corrida que acontece durante o fim de semana das 500 milhas de Indianápolis. Agora, finalmente seus contatos renderam frutos e uma vaga para ele no #7 da equipe argentina.

Isso é ótimo também para Victor Franzoni que, além de ter um companheiro de equipe, também tem garantido o dinheiro que precisava para, ao menos, terminar a temporada 2018 da Indy Lights.

Boa sorte para o coreano (apesar de eu achar que ele vai brigar pelo último lugar da prova com o Dalton Kellett)!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]