Post Page Advertisement [Top]

O brasileiro de 18 anos fará uma parada não tão programada assim em sua carreira e estreará no automobilismo americano guiando pela equipe RP Motorsport Racing na Pro Mazda.
A etapa de Mid-Ohio sempre marcou o calendário das categorias do Road to Indy são marcadas pelo aparecimento de pilotos novos no grid, tanto da Indy Lights, quanto da Pro Mazda e da USF2000. Mas, a mudança mais importante para nós aconteceu na Pro Mazda, pois teremos mais um representante brasileiro na categoria nesse fim de semana.

Felipe Drugovich, guiará o carro #10 da RP Motorsport Racing na rodada dupla de Mid-Ohio. O Paranaense tem apenas 18 anos e segue em carreira europeia até o momento. Depois de graduar no kart, partiu direto para a F4 Alemã, que disputou até o ano passado. Também no ano passado disputou as últimas etapas do EuroFormula Open, onde entrou em contato com a RP Motorsport, e onde conseguiu o link com a Pro Mazda. 

Enquanto Drugovich espanca seus adversários na EuroFormula Open, conseguindo sete vitórias em oito corridas e sendo líder do campeonato com quase o dobro de pontos do segundo colocado, o brasileiro aproveitou a pausa de dois meses do campeonato e ajudou a RP Motorsport do lado de cá do Atlântico.


Ao contrário do que vive na Europa, onde caminha a passos largos para o bicampeonato na EuroFormula Open, a equipe italiana vive momentos confusos na Pro Mazda. Estreou muito bem com a dupla Harrison Scott e Lodovico Laurini e conseguiu até duas vitórias com Scott (que foi o campeão da EuroFormula Open do ano passado). 

Mas Laurini não conseguiu se desenvolver na categoria e largou o barco logo após a etapa de Lucas Oil. Em seu lugar entrou o mexicano Raúl Guzmán, que pilotou em Road America e Toronto, mas o piloto disputa também a Fórmula Renault 2.0 e nesse fim de semana os calendários se chocam. Assim, para substituir Guzmán que está substituindo Laurini, entrou o colombiano Mathias Soler-Obel, piloto que vinha disputando a USF2000 com equipe própria e vinha fazendo um trabalho honesto loteando o pelotão intermediário da categoria e parte para novos ares.

Voltando ao brasileiro Felipe Drugovich, ele entrará esse fim de semana no lugar do inglês Harrison Scott, que teve um grave acidente na etapa passada, em Toronto. O motivo não foi claro, mas sabemos que o acidente sofrido não é um deles, tendo em vista que Scott estava pilotando o mesmo carro que sofreu a batida apenas 24 horas antes, talvez seja por problemas financeiros do piloto, já que os patrocínios mostrado pelo carro #10 são todos da equipe e não do piloto, e já que Scott já não possui mais grandes chances de ser campeão, já que está mais de setenta pontos atrás do líder e Parker Thompson.

Entretanto, apesar de Drugovich participar dessa rodada dupla não significa que o paranaense está mudando o foco da sua carreira da Europa para os EUA. Felipe está fazendo um ótimo trabalho no velho continente e terá um bocado de lenha para queimar até ser bem sucedido nisso ou não ser e se voltar para os EUA, como pode ser visto nessa entrevista que ele deu para o F1 Mania. Drugovich também ganhou a votação no site da Redbull.com que perguntava para os fãs qual seria a grande promessa do Brasil para a F-1, espancando seus adversários novamente.

Assim, essa rodada dupla deve ser a única disputada pelo brasileiro na Pro Mazda, que também tem o brasileiro Carlos Cunha Filho como representante no segundo degrau do Road to Indy. Ah sim, a despeito das trocas de piloto, a RP Motorsport Racing, o braço americano da RP Motorsport, tem um ótimo equipamento e, muitas vezes, brigava pela ponta das provas, pelo menos com o #10.

Boa sorte pra ele! As provas da Pro Mazda acontecem nesse fim de semana, confira os horários aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]