• Lights: O'Ward ganha de ponta a ponta em Iowa

    O mexicano da Andretti Autosport dominou a prova no circuito de Iowa e aperta ainda mais o campeonato. Victor Franzoni terminou a prova em sexto.
    A principal categoria de acesso à Fórmula Indy foi para seu segundo oval do ano no Iowa Speedway, a décima etapa do campeonato. Como ainda estamos na entre-safra da Indy Lights, seguimos com os mesmos sete personagens que vem nos acompanhando nessa empreitada da Indy Lights: os quatro pilotos da Andretti (Colton Herta, Dalton Keleett, Pato O'Ward e Ryan Norman), os dois pilotos da Belardi Auto Racing (Aaron Telitz e Santiago Urrutia) e o brasileiro Victor Franzoni na Juncos Racing.

    Normalmente os carros da Andretti Autosport vão muito bem em ovais, muito por isso vimos O'Ward ser o mais rápido desde as primeiras voltas do treino livre, mas a surpresa veio no fim do treino, quando todos treinavam suas voltas de classificação e vimos Telitz fazer o segundo melhor tempo, seguido de Urrutia e Franzoni, todos a frente do resto da Andretti: Herta em quinto, Kellett em sexto e Norman em último.

    Mas, na qualificação realizada no sábado à tarde, as coisas meio que voltaram ao normal. Os treinos classificatórios de ovais na Indy Lights são especialmente difíceis e importantes, pois manter o carro no limite durante as duas voltas de classificação se torna especialmente difícil num carro com pouca pressão aerodinâmica e em um traçado cheio de desníveis como Iowa e, para completar, a diferença entre o primeiro e o último sempre girava entre dois e três décimos, fazendo com que a ultrapassagem se tornasse bem difícil com os carros todos nivelados mas não conseguindo se aproximar o suficiente para formar um pack racing.

    Apenas dois pilotos conseguiram manter o ritmo decentemente pelas duas voltas, com Pato O'Ward mantendo suas duas voltas abaixo dos 20 segundos e Aaron Telitz que teve diferença de menos de cinco centésimos entre uma volta e outra. Todos os outros pilotos começaram mais conservadores na primeira volta e aceleravam todo o possível na segunda.Colton Herta fez a volta mais rápida do treino, seguido por Ryan Norman, mas ambos fizeram suas primeiras voltas acima de 20 segundos e perderam para o mexicano companheiro de equipe, tendo de se contentar com o segundo e terceiro lugares, respectivamente. Mais atrás, Dalton Kellett também conseguiu fazer uma volta abaixo dos 20 segundos e ficou em quarto, a frente de Urrutia, Telitz e Franzoni.


    Mazda Iowa 100 Presented by Cooper Tires


    A largada foi bem tranquila e ocorreu sem incidentes. Herta não largou bem, prendendo Norman e Kellett atrás de si enquanto O'Ward abria uma distância segura do resto do pelotão, mas nenhum deles esperava por Urrutia. O uruguaio tinha um carro mais acertado para andar nas linhas de fora, e acabou passando Norman e Kellett quando estes estavam lado a lado na curva um, fazendo um rápido 3-wide e conquistando o terceiro lugar na reta oposta. Lá, Urrutia continuou mais rápido que Herta, que mergulhou para a linha de dentro na curva três; Urrutia se colocou na linha de fora e passou facilmente Herta, conquistando o segundo lugar da prova.

    Pouco depois, Franzoni coloca por fora de Telitz na curva um e consegue a ultrapassagem ao chegar na reta oposta, subindo para o sexto lugar.
    Esse foi o pelotão da prova por umas 666 voltas.
    Daí se seguiram noventa voltas de nada. O'Ward tinha ritmo melhor que Urrutia e abria uma distância segura dele (o que, na Indy Lights em ovais, é cerca de um segundo), enquanto o uruguaio segurava e cortava o ar constantemente de Herta, que não conseguia emparelhar com seu concorrente para subir ao segundo lugar, enquanto Norman acompanhava tudo de perto (entre sete décimos e um segundo de diferença). Os quatro abriam de Dalton Kellett, que segurava Franzoni e Telitz utilizando e mesma técnica de corte de ar que Urrutia usava contra Herta, evitando que um emparelhasse com o outro. 

    Herta só conseguiu furar o bloqueio de Urrutia faltando cerca de cinco voltas para o fim, quando o filho de Bryan Herta conseguiu driblar Urrutia e encaixar na asa traseira do uruguaio nas curvas um e dois, ficar nessa mesma posição na reta oposta e colocar por dentro na curva três, terminando a ultrapassagem na curva quatro e assumindo finalmente o segundo posto.

    Mas, lá na frente, O'Ward passava a linha de largada/chegada pela centésima vez sozinho e na frente de todos, vencendo a prova! 


    Com a vitória e a pontuação aumentada em 50% nos ovais, O'Ward diminuiu a distância no campeonato para seu companheiro Herta de 22 para a penas oito pontos; Herta foi para 283, enquanto O'Ward subiu para 275. Urrutia se manteve no terceiro lugar, 49 pontos atrás de Herta e aumentou sua diferença para Franzoni, o quarto colocado no campeonato, de oito para dezoito pontos. Urrutia subiu para 234 pontos, enquanto Franzoni foi para 216.

    A próxima etapa acontece daqui uma semana, com a rodada dupla em Toronto. Até lá!
  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário