Post Page Advertisement [Top]

Americano da Andretti supera Will Power no Fast Six e conquista a sua terceira pole position da temporada. Tony Kanaan larga em 19º, Matheus Leist em 21º e Pietro Fittipaldi em 22º.

A classificação do GP de Mid-Ohio começou às 14h35 (em Brasília) como primeiro grupo formado por: Josef Newgarden, Matheus Leist, Robert Wickens, Tony Kanaan, Charlie Kimball, Simon Pagenaud, Zach Veach, Alexander Rossi, Ryan Hunter-Reay, René Binder, Max Chilton e Marco Andretti.
 
Rossi foi quem começou melhor, mas ainda rodava acima de 1min06s. Antes dos minutos finais chegarem, a impressão que dava era que Pagenaud e Leist ainda tinham impactos dos incidentes do TL3.
 
Newgarden conseguiu romper a barreira de 1min06s e virou em 1min05s5, mas foi superado por Wickens e, principalmente, por um absurdo Rossi: 1min04s922 para o americano da Andretti, quase 0s3 abaixo da então melhor marca do final de semana.
 
Quando o relógio estava perto de zerar, Hunter-Reay e Veach se juntaram a Rossi na trinca da Andretti, enquanto Marco, mais uma vez, decepcionava e ficava fora por apenas 0s001. Wickens, Newgarden e um surpreendente Chilton também avançaram. Além de Marco, Kimball, Pagenaud, Kanaan, Leist e Binder também foram eliminados.

O segundo grupo foi para a pista logo na sequência com James Hinchcliffe, Scott Dixon, Ed Jones, Will Power, Graham Rahal, Pietro Fittipaldi, Sébastien Bourdais, Jordan King, Spencer Pigot, Takuma Sato, Jack Harvey e Conor Daly.
 
E logo no começo, quando vários pilotos nem volta rápida ainda tinham feito, Sébastien Bourdais aprontou e jogou fora uma oportunidade ótima de ficar bem no grid, fazendo contato com o muro e causando uma longa bandeira vermelha que durou até os últimos quatro minutos.

Naturalmente, os instantes que restavam viram sequenciais trocas nas primeiras posições e tempos caindo um atrás do outro. Power seguiu o que Rossi havia conseguido e virou na casa de 1min04s, liderando a sessão.
 
Além do australiano, Hinch, Sato, Jones, Rahal e Dixon também passaram. Daly, King, Pigot, Harvey, Fittipaldi e Bourdais acabaram eliminados. 

A segunda fase da classificação começou com três Andretti, duas Penske, duas Ganassi, duas Schmidt Peterson, duas RLL e a Carlin de Chilton. Ou seja: nove Honda e três Chevrolet, mostrando que Mid-Ohio poderia muito bem embolar as coisas.
 
O tempo todo os pilotos ficaram perto de 1min06s, com a Chevrolet deixando seu trio dentro do top-6 desde o comecinho do grupo. No finalzinho, Hunter-Reay virou 1min05s157 e bateu Power no detalhe. 
 
Rossi ficou 0s7 atrás, mas passou sem dificuldade, bem como Chilton, que seguia impressionante, avançando com Newgarden e Wickens. As RLL bateram na trave com Rahal e Sato, com Dixon caindo fora também. Hinch, que perdeu o controle e bateu, Jones e Veach fecharam a lista de eliminados. Após bons minutos de revisão, a direção de prova confirmou o resultado.

Cinco dos seis pilotos se guardaram durante boa parte do Fast Six para um bote final. Apenas Chilton ia para a pista e até andava direitinho, mas dava pinta de que não teria gás para acompanhar os demais.

Dito e feito: Hunter-Reay assumiu a ponta seguido por Newgarden, mas ambos acabaram superados pelos companheiros. Alexander Rossi voou para 1min04s680, 0s214 mais veloz que Power, metido entre os dois da Andretti.

Confira abaixo o grid de largada:


A largada para a Honda Indy 200 at Mid-Ohio acontece neste domingo (29), às 16h30, com transmissão ao vivo do Bandsports.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]