• Lights: Neil Alberico e Shelby Blackstock entram na team Pelfrey IL

    Numa reviravolta de eventos, a Team Pelfrey ressuscita sua divisão na Indy Lights e alinhará dois carros para os veteranos Neil Alberico e Shelby Blackstock, enquanto Nicolas Dapero fica à Pé nos EUA.
    E a Team Pelfrey, equipe que faltava anunciar seus planos para a temporada de 2018, finalmente o fez. Anunciados segunda-feira (5) e terça-feira (6 de março, respectivamente), a dupla de pilotos da equipe amarela e preta na abertura da temporada 2018 da Indy Lights: Neil Alberico e Shelby Blackstock.
    Alberico consegue se manter na Lights, por enquanto...
    Ambos são veteranos na Indy Lights e possuem bastante história no Road to Indy. Alberico esteve três anos na Cape Motorsports, juntando Pro Mazda e USF2000, até subir para a Indy Lights em 2016 pela Carlin; correu pela equipe azulada por duas temporadas, onde conseguiu dois pódios na temporada passada (em St. Pete 1 e Barber 1) e terminou o campeonato na oitava colocação. 

    Já Blackstock esteve com a Andretti Autosport desde a USF2000 em 2012 e, em 2015 e 2016, disputou a Indy Lights pela equipe de Michael Andretti e a temporada passada pela Belardi; nesses três anos também acumula também dois pódios (em Mid-Ohio 1 de 2015 e em Mid-Ohio 2 de 2017) e tem como melhor ano a temporada de 2016, quando terminou no oitavo lugar.
    Blackstock também.
    Outro ponto em comum com os dois pilotos, além de serem americanos, é a idade já avançada para os padrões da Indy Lights. Tendo em vista que a média de idade da categoria é de 20 anos e existem pilotos com 17 primaveras de idade, Alberico com 25 e Blackstock com 28 anos já podem ser considerados tiozões da categoria.

    Os dois vem para completar um grid de dez carros esse ano e, apesar da grande experiência dos pilotos com a categoria e com o carro, a expectativa não é muito alta. Primeiramente porque ambos não possuem garantia de fazer a temporada completa, por falta de recursos financeiros. Outro ponto é que, mesmo com tanto tempo na categoria em boas equipes, ambos não conseguiram se destacar na Indy Lights e, costumeiramente ficaram no meio do grid. E 2018 não deve ser muito diferente com o carro de meio de grid da Team Pelfrey.

    Agora o único carro que falta acerto para a etapa inicial da temporada da Indy Lights é o companheiro de Victor Franzoni na Juncos Racing. Inicialmente, Alfonso Celis Jr. iria fazer a temporada completa no #7, incluindo a etapa inicial em St. Pete, enquanto Nicolas Dapero, que disputou a categoria no ano passado pela Juncos, entrava na TC2000 argentina. Mas o mexicano que tinha acerto para a temporada toda vem flertando com o WEC e com o IMSA e isso pode fazer Celis deixar de disputar algumas provas, e nesse fim de semana terá um teste coletivo do IMSA em Sebring, mas Dapero também terá uma corrida da TC 2000 em Córdoba. 

    No fim, pode ser tanto Celis quanto Dapero ou outro piloto (Juan Piedrahita está sempre a espreita de uma vaga na Lights) a pilotar o #7 em St. Pete, pois o carro ainda está com piloto TBA (A ser anunciado, To Be Announced, em inglês). Ainda tem muita água para corre debaixo da ponte da Lights antes da primeira prova.



    Pilotos confirmados:

    Andretti Autosport/Steinbrenner Racing
    Colton Herta
    Dalton Kellett
    Pato O'Ward
    Ryan Norman

    Belardi Auto Racing

  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário