• Jordan King acerta com Ed Carpenter Racing

    O inglês de 26 anos será o piloto do carro #20 da equipe nos circuitos mistos e de rua, revezando com o dono da equipe, Ed Carpenter.
    Essa é a foto que Jordan King está mais bem apessoado. A foto do release é aquela montagem meio coisada típica da Indy.
    Foi anunciado ontem (4 de janeiro, o povo começou o ano fervendo) que o piloto do carro #20 nos circuitos mistos e de rua para a temporada 2018 da Indycar Series será o inglês Jordan King.

    O inglês de 23 anos fez toda sua carreira na Europa. De pois de se sagrar campeão da F-3 Britânica, em 2013, partiu para a F-3 Euro em 2014 e para a GP2 em 2015. King passou três anos na categoria que serve de acesso a Fórmula 1 por três anos e, nos dois primeiros, também foi piloto de testes da Marussia. Após terminar o ano de 2017 sem vitórias na GP2 (renomeada de F-2 esse ano) nem conseguir contratos nem para piloto de testes na Fórmula um, King decidiu mudar de ares.

    E, aparentemente, para pilotos da GP2 ou F2, a Indy está aí para isso, né?
    Estou muito ansioso para estrear na Verizon IndyCar Series. Depois de vencer em Silverstone e poder dirigir num dos treinos livres da F1 no ano retrasado, 2017 não era o que eu esperava. Indo para uma nova temporada, estou realmente ansioso para ter a oportunidade com ECR para trabalhar em direção a nossos objetivos coletivos. Eu acredito que juntos, nós dois temos a capacidade de fazer boas coisas na categoria! 
    O único piloto estrangeiro na Ed Carpenter Racing não tinha sobrancelhas.
    Jordan King será apenas o segundo piloto não americano a pilotar pela Ed Carpenter nesses seis anos de vida da equipe. Antes dele apenas Mike Conway em 2014 dirigiu pela equipe de Ed Carpenter, Tony George e Brian Fuzzy, num acordo praticamente igual ao de King esse ano. Aquele foi o último ano de Conway na categoria e ele conquistou duas das três vitórias da equipe naquele ano (e das cinco vitórias da equipe em toda sua história).

    O último piloto a vir direto da Europa pra Indy. Deu super certo.
    Jordan King também será o primeiro piloto a partir direto da Europa para a Indy desde a triste história que foi Stefano Coletti na KV em 2015.

    A Ed Carpenter tentará reverter o ano complicado que teve no ano passado, quando JR Hildebrand, Spencer Pigot e Ed Carpenter passaram a temporada sem vitórias, com apenas ela e a AJ Foyt ficando em branco no ano passado.

    Será que o trio King/Carpenter e Pigot conseguirão quebrar essa escrita para o ano que vem? Aguardemos!


    Obs: dos últimos cinco campeões da F-3 Britânica, três estrearão na Indy (Matheus Leist, Jack Harvey e Jordan King). Sendo assim, estamos aguardando os anúncios do chinês Martin Cao e do britânico Enaam Ahmed (sim, ele é britânico de nascença) na Indy pelos próximos dias.
  • POSTAGENS RELACIONADAS

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário